Sagrado da Birmânia | CachorroGato

Guia de Raças

Sagrado da Birmânia

Sacred Birman, Birman

Quero esta raça

Ficha do Sagrado da Birmânia

Sagrado da Birmânia

Uma raça doce e digna, o Sagrado da Birmânia é um bom gato para pessoas que nunca tiveram um felino antes, para famílias com crianças e famílias ou pessoas com outros animais de estimação. Algumas vezes esse gato pode ser confundido com a raça Ragdoll. Você pode reconhecer um Sagrado da Birmânia por seus grandes olhos azul e suas patas brancas como se usasse luvas.

O Sagrado da Birmânia é também conhecido como Birman ou como Sacred Birman. Existe uma tradição entre os criadores da raça: todos os filhotes nascidos em determinado ano recebem o nome começando com determinada letra do alfabeto, por exemplo, todos os filhotes nascidos em 2007 nos Estados Unidos receberam nomes que começam com a letra “E”.

 

Origem

A raça Sagrado da Birmânia foi recentemente introduzido na Europa, tendo sua origem desconhecida. Acredita-se que os ingleses foram os primeiros a trazerem um casal de gatos de um templo na Birmânia. A raça, representada por uma fêmea Seal point, foi exibida em Paris no ano de 1926. Outra teoria conta que a raça teve origem de um Siamês com marcas brancas nas patas cruzado com raças de pelo longo, como o Angorá e o Persa.

Durante a Segunda Guerra Mundial a raça quase desapareceu e por conta disso foi introduzido o Persa Colourpoint em sua criação, restringindo a consanguinidade. O gato Sagrado da Birmânia recebeu esse nome para não ser confundindo com a raça Burmese (Birmanês em Inglês). Chegou aos Estados Unidos na década de 1950. Atualmente esse felino é bastante popular.

 

Comportamento

O gato dessa raça é equilibrado, não sendo passivo nem exuberante demais. Calmo, mas ainda assim sociável com outros animais (tanto gatos, especialmente os da sua própria raça, quanto cachorros), gosta de brincar é por isso é bom companheiro para as crianças. No entanto, o Birman também aprecia um pouco de paz e tranquilidade. São meigos e afetuosos, especialmente os machos, não suportando ficarem sozinhos ou serem ignorados, por isso é melhor um lar com vários pets quando se trata desse gato.

A raça possui uma voz suave, gostando de se comunicar com as pessoas. Quando se encontra no lado de fora de casa esse gato é um excelente caçador. Inteligente, gosta de aprender truques, desde que seja de forma digna. O gato da raça Birman prefere ficar ao nível do chão a subir em moveis e se adapta facilmente a maioria das situações.

 

Aspecto

Esse gato imponente é de tamanho médio, podendo pesar entre 4,5 e 8 kg. Seu corpo é comprido e maciço, do tipo semi-cobby, apresentando tanto ossos quanto músculos fortes. A cabeça do Sagrado da Birmânia é um pouco mais comprida do que larga, redonda, com bochechas proeminentes, seu nariz é estilo romano, médio, com stop bem definido. Os olhos são grandes, inseridos bem afastados, praticamente redondos e de cor azul mais escuro possível. As orelhas são bem afastadas, apresentando uma leve inclinação, são de tamanho médio e pontas arredondadas.

Com pelo semi-longo, sedoso e pouco subpelo. Na região do colar a pelagem varia de semi-longa a longa, enquanto nos membros e na região da fase ela é mais curta. A coloração de seu pelo lembra o do Siamês, com pontos (máscara, patas, orelhas e cauda) em contraste com a cor do resto do corpo. As extremidades das patas são brancas, como esse o gato usasse luvas. Os pontos são aceitos em seal, chocolate, azul, lilac, vermelho e creme, enquanto o restante do corpo pode variar de branco a creme. Os pés da raça Sagrado da Birmânia são redondos e apresentam tufos interdigitais. A cauda tem pelagem em penacho, comprimento médio e é portada ereta. O filhote Sagrado da Birmânia nasce quase completamente branco, apresentando pontos entre o primeiro e segundo mês de vida, no entanto sua coloração só se estabelece quando já é adulto.

 

Cuidados específicos

Nas épocas de muda, a pelagem do Sagrado da Birmânia deve ser escovada diariamente. Nos períodos normais a escovação semanal basta para manter sua pelagem livre de nós, pelos mortos e com bom aspecto.

 

Saúde

A raça Sacred Birman é geralmente saudável, apresentando apenas uma tendência a engordar, sendo importante controlar a quantidade de ração ingerida por ele ao longo do dia. Por ser uma raça de pelo semi-longo, é comum que esse gato sofra com bolas de pelos em seu sistema digestório (tricobenzoares), facilmente tratado. O único problema hereditário que um Sacred Birman pode apresentar está relacionado aos seus olhos.


História do Sagrado da Birmânia

Existe a lenda de que a raça Sagrado da Birmânia era venerada nos templos budistas. O fato é que essa raça é lendária e sua origem é pouco conhecida, havendo algumas especulações de como ela chegou até a Europa e, posteriormente, ganhou grande popularidade. A lenda mais contada sobre o Sagrado da Birmânia é a que esse felino era criado por sacerdotes Kittah.

A história fala sobre um gato branco de olhos dourados que estava de guarda perto de seu mestre a beira da morte, então esse gato transformou-se em um felino de corpo, pernas e cauda marrom escura, mas seu corpo se tornou bege com um reflexo dourado da Deusa Dourada venerada por seu mestre. Como estava sobre seu mestre, a alma dele passou para o gato e suas patas se tornaram brancas em sinal de pureza, ao olhar para a Deusa, seus olhos dourados se tornaram azuis safira igual aos dela.

O que de fato se sabe sobre o Sagrado da Birmânia é que ele foi exposto na França na década de 1920. Atualmente a raça é muito popular, estando há anos entre as top dez raças de gato.


Características do Sagrado da Birmânia

Um gato de grandes olhos azuis safira, com patas brancas e coloração que lembra a de um gato Siamês, este é o Sagrado da Birmânia. Um gato dócil e equilibrado, que não gosta de ser ignorado ou deixado sozinho. Esse felino vai se adaptar a praticamente qualquer situação, convivendo de forma pacifica com gatos, cachorros e crianças. O Sagrado da Birmânia é um gato de família.

Sua voz é delicada e ele gosta bastante de conversar se as pessoas respondem a ele, caso você prefira que esse gato apenas ronrone, basta não puxar assunto e tudo se resolve. Com um Sagrado da Birmânia não é necessário se preocupar com seus objetos em cima de estantes e prateleiras, pois essa raça tem preferência por ficar no chão. Apesar de seu pelo semi-longo, a raça é bastante fácil de cuidar.

 

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas