Guia de Raças

Spitz Alemão Anão

Lulu Da Pomerania

Quero esta raça

Ficha do Spitz Alemão Anão

Spitz Alemão Anão

O Lulu da Pomerânia - também chamado de Zwergspitz ou Spitz Alemão Anão - é pequeno devido a sua criação seletiva, mas mantém a resistência e pelos típicos dos cães de climas frios. Sendo um exemplar da raça considerado como o cão mais bonito do mundo, este cão simpático e brincalhão costuma cativar todos a sua volta.

Bastante ativo e facilmente sociável, o Spitz Alemão é um animal que pode servir de maneira eficiente como cão de guarda e, embora seu pequeno porte não seja capaz de defender as mais diversas ameaça, seus latidos altos podem ajudar bastante a prevenir situações de perigo, alertando seus proprietários sobre quaisquer suspeitas que possa ter em relação à pessoas desconhecidas.

Origem

O Lulu da Pomerânia pertence à família Spitz, os cães de companhia mais velhos que existem. Descendente de um cão Neolítico, o Spitz Alemão Anão foi o primeiro que viveu com os homens nas aldeias lacustres da Europa pré-histórica. Esses tipos de cães foram feitos para guardar, caçar, arrastar trenós e fazer companhia para os nômades. Os Spitz se espalharam pela Europa e em cada região a raça evoluiu de maneira diferente devido aos cruzamentos. O Lulu da Pomerânia é o menor das cinco variedades de Spitz Alemão Anão

Embora a sua localidade de origem não seja completamente definida, a Alemanha é o lugar mais provável de sua descendência – sendo citado, inclusive, em uma das muitas versões do seu nome. Tendo o Spitz Alemão como principal ancestral, o Lulu da Pomerânia passou a ser chamado dessa maneira após sua chegada na Inglaterra – sendo que, nesta época, suas características ainda eram um tanto diferentes das apresentadas hoje em dia pela raça, e os exemplares da raça eram quase todos brancos e com peso de até 13 quilos.

Reconhecido oficialmente pelo English Kennel Club no ano de 1870, o Lulu da Pomerânia foi ganhar mais popularidade somente depois de ser trazido da Itália e se tornar um dos bichos de estimação da Rainha Vitória – que imperou no Reino Unido a partir de 1937 até o seu falecimento, em 1901.

Segundo relatos históricos, os cães que viviam com a rainha eram grandes e destacavam uma pelagem acinzentada – sendo que, desde esta época, os criados de cães já preferiam realizar acasalamentos com o objetivo de criar exemplares menores e mais coloridos da raça. Diminuindo de tamanho cada vez mais ao longo dos anos, o spitz Alemão acabou por gerar o Spitz Alemão Anão, que agora participa de concursos de vbeleza canina e não lembra em quase nada os cachorros que antigamente ajudavam a puxar trenós.

Comportamento

O Spitz Alemão Anão tem uma natureza curiosa, dócil, corajosa e ousada. É um cão seguro de si mesmo que se mostra distante com os estranhos, mas dócil e tranquilo com seus donos. É muito brincalhão e adora correr. Possui uma grande inteligência e precisa ser estimulado intelectualmente. 

Dócil por natureza, este cachorro pode ser socializado de maneira simples com animais de outras espécies, no entanto, se mostra bastante desconfiado e receoso em relação à outros cães e pessoas desconhecidas – podendo ser considerado por muitos como um cão de guarda de plantão; sempre pronto para alertar seus donos sobre perigos diversos e a tentar proteger os que ama.

Embora seu tamanho seja reduzido (assim como seu poder de defesa), os cães da raça Lulu da Pomerânia são bastante atrevidos e corajosos, podendo até mesmo enfrentar animais e pessoas muito maiores que ele para proteger seus donos ou seu território. Dono de uma personalidade marcante, o Spitz Alemão Anão pode ser considerado um cachorro “esnobe” em certos momentos – principalmente com pessoas estranhas – no entanto, com seus proprietários costuma ser puro carinho e amor.

Mesmo sendo receosa com desconhecidos, a raça passa a aceitar melhor as pessoas que são aceitas e queridas por toda a sua família e, portanto, amigos e convidados de seus proprietários já podem se beneficiar com os carinhos e brincadeiras do Lulu da Pomerânia em pouco tempo de contato.

Esperto, o Spitz Alemão Anão pode aprender com facilidade uma série de comandos e truques – e figura na posição de número 23 entre as raças de cães mais inteligentes do mundo. Sua natureza territorial indica que o adestramento destes cães deve ser iniciado quando o animal ainda é um filhote, simplificando o treinamento e aumentando o nível de obediência e lealdade do cachorro. 

Aspectos

Os Spitz Alemão Anão são cães quadrados e bem torneados. Eles têm uma cabeça como de raposa, olhos amendoados e orelhas triangulares eretas. Seu focinho é fino, mas não acentuado. Cauda implantada portada alta e enrolada sobre o dorso. O pelo é curto e estreito sobre a face, a parte frontal das pernas, orelhas e nas patas. No resto do corpo, sua pelagem é longa e rica, podendo misturar tons que incluem preto, marrom, branco, laranja, cinza lobo e outras cores.

Cuidados Específicos

Apesar de ser um cão peludo, o Spitz Alemão Anão não necessita de cuidados excessivos com os pelos, e escovar sua pelagem de duas a três vezes por semana já é o suficiente para mantê-lo longe do acúmulo de sujeiras – sendo que, durante a troca de sua pelagem, as escovações devem ser feitas com uma frequência maior.

Bastante ativo, o Lulu da Pomerânia gosta muito de caminhar e passear e, para mantê-lo feliz e saudável, é necessário levá-lo diariamente para que pratique exercícios de algum tipo. Mesmo tendo seu corpo recoberto por uma pelagem vasta, o Spitz não é um cão que pode viver em áreas externas sem problemas, e mantê-lo dentro de casa é mais aconselhado para evitar problemas com o frio.

Controlar os latidos do Spitz desde pequeno é outra recomendação bastante valiosa para os que desejam adicionar um cão da raça à família; já que, por ter uma natureza bastante alerta e protetora, pode acabar sendo barulhento demais – mesmo quando não houver ameaça alguma por perto.

Saúde

A saúde do cão de Pomerânia é forte e, por isso, pode ser considerado um animal que raramente adoece. No entanto, você pode ter problemas comuns que afetam as raças tão pequenas, incluindo complicações como a luxação da patela, crânio aberto, baixo nível de açúcar no sangue e criptorquidia.Hipoglicemia e uxações no ombro também são problemas que podem ocorrer de forma mais rara na vida dos cães da raça.

História do Spitz Alemão Anão

Os cães desta raça foram utilizados, originalmente, para controlar as ovelhas e gado, e para pegar as renas. Geralmente conhecidos como Lobo Cães Spitz (Wolfspitz), foram os ancestrais da Pomerânia, o Schipperke, o Spitz Alemão Anão, o Lulu da Pomerânia, o Elkhound Keeshond atuais. Outros nomes que foram conhecidos os antepassados desta raça foram cão-raposa, cachorro Spitz e Loup Loup. Na verdade, um dos animais de que protegia os rebanhos era o lobo, e disse que estes cães nunca falharam quando atacavam.

Segundo a versão de alguns estudiosos, a raça foi levada para o continente europeu pelos vikings, sendo que a literatura alemã de 1450 já mencionava os cães da raça em algumas passagens específicas. O Spitz Alemão Anão era conhecido não só na Europa Ocidental, mas também foi usado nas terras da Rússia e da Sibéria para puxar trenós. O Laika Russo, uma raça conhecida pelo seu uso em viagem espacial, tem também algumas ancestrais semelhantes aos da Pomerânia. É geralmente aceito que ele é descendente de um tipo Spitz no norte do Ártico.

O Lulu da Pomerânia, que pode ser encontrado no litoral ártico da Sibéria e do grande Pomerania branco, que era encontrado anteriormente na Grã-Bretanha, tinham muitas semelhanças. Levado ao Reino Unido pela Rainha Vitória (que mantinha alguns exemplares da espécie com características ainda diferentes das dos dias de hoje, sendo maiores e de cor acinzentada), a raça ganhou mais popularidade em meados do século XVIII, sendo reconhecida oficialmente pelo English Kennel Club no ano de 1870.

Classificada no grupo dos cães “toys” pelo American Kennel Club (por quem foi reconhecido oficialmente somente no ano de 1900) o Spitz Alemão Anão foi se tornando cada vez menor ao longo das décadas – já que mesmo os criadores mais antigos promoviam a cruza de exemplares da espécie com o objetivo de gerar cachorros cada vez menores e mais coloridos.

Embora a sua classificação atual seja de “toy”, a raça já foi considerada entre o grupo dos cães de “tipo primitivo”; já que a sua versão anã é descendente dos primeiros cães a serem domesticados entre todas as raças caninas, contando, ainda, com características que ainda contavam com muitos elementos herdados das raposas.

O Lulu da Pomerânia passou a ser chamado dessa forma somente após a sua chegada ao Reino Unido, devido à região alemã da Pomerânia, de onde acredita-se que tenha sido originado. No entanto, conforme descrito anteriormente, os seus “apelidos” am torno do mundo são muitos, e nos Estados Unidos a raça é mais conhecida como Pom ou Pomeranian.

Com a chegada do século XX, o Spitz Alemão Anão se transformou em um cão diferente em muitos aspectos. Já nesta época, os cães da raça Lulu da Pomerânia certamente não lembravam mais os cachorros que antigamente puxavam trenós ou atuavam como pastores de ovelhas; passando a ser reconhecidos por sua beleza e amabilidade. Para conhecer a raça, a descrição de Herbert Compton é uma leitura fascinante:

"Estes cães pesam, em geral, cerca de 2,7 kg, e dos únicos cordeiros que lidamos com aqueles que foram preparados e apresentados em um prato. Além disso, o Spitz Alemão Anão atual, de acordo com os círculos seletos que foi introduzido, projetou seu próprio vestuário e pode ser visto vestindo trajes de várias cores: branco, preto, cinza, castanho, vermelho, azul, chocolate, marrom, Sable (sabre) e laranja são também nomeadas.

Como um foguete, tem promovido e explorado, mostrando muitas cores, tons e de diferentes larguras. Não é um gigante, nem tem sede de sangue de lobo, mas é liliputiano e um amigo das voltas. Ele aprendeu boas maneiras e não merece a reputação de ser um cachorro mordedor, pouco confiável e perigoso para as crianças, como era há muito tempo. Agora é tido por muito amoroso, carinhoso e bem educado. De qualquer forma, deve-se moderar seus latidos e ser menos ruidoso, para assim, se tornar um grande animal de estimação".

Embora sua popularidade tenha sido estabelecida desde os tempos de reinado da Rainha Vitória, foi o cão chamado Boo quem fez o nome Lulu da Pomerânia ganhar ainda mais espaço entre os amantes de animais e cachorros de todo o mundo – já que este exemplar da espécie é, hoje, considerado o cão mais bonito do mundo (e, embora possa parecer exagero, não seria difícil confundir o pet batizado de Boo com um bichinho de pelúcia, devido ao seu tamanho pequenino e sua pelagem fofa e vasta).

Características do Spitz Alemão Anão

O Spitz Alemão Anão é um cão pequeno e, ao contrário das raças maiores, os machos tendem a serem menores que as fêmeas, o seu cão deve ser proporcional com o seu tamanho, diz o padrão. O Lulu da Pomerânia é um cão compacto, robusto e compacto que se move rapidamente e que tem um charme com um certo orgulho e grandioso que nos faz pensar que tem um grande coração dentro do pequeno corpo. 

A bela cabeça de "raposa" do Pomerânia e suas encantadoras expressões são realçadas por suas orelhas pequenas e eretas. A cauda, com a sua pelagem abundante é levada por cima de suas costas, chegando até a cabeça e ajudando a criar a impressão de um círculo. O Spitz Alemão Anão é um cão de alta energia, extrovertido, cheio de vida, inteligente: um membro encantador para uma família dos Spitz e que, portanto, é um cão muito leal e protetor com seus donos.

De qualquer forma, o Spitz Alemão Anão pode ser bastante reservado com os desconhecidos e tem tendência de latir.  Se trata de uma raça alerta e curiosa que sempre se mantém ocupada, embora também sejam corajosos e teimosos. O Spitz Alemão Anão, que é uma das raças mais independentes do grupo de cachorros miniaturas, e geralmente conta com um temperamento que pode ser um pouco arisco e, em alguns casos, até esnobe; mas seu humor afetuoso é muito atraente e cativante para a maioria das pessoas com quem entra em contato.

Embora sejam muito pequenos, está raça tem um latido bem alto e é um bom cão de guarda – sendo territorialista por natureza e, com isso, capaz de defender sua área e os que ama à todo custo (mesmo que isso signifique enfrentar pessoas ou animais muito maiores que ele, já que o Spitz Alemão Anão é um cachorro bastante corajoso e destemido). É necessário que o Lulu da Pomerânia seja treinado de maneira a saber exatamente quem é o chefe da casa e, para isso, é necessário ser agradável; no entanto, sendo bastante firme ao mesmo tempo, para que durante o processo de adestramento o cão já possa assimilar, além de comandos, o hábito da obediência.

Caso contrário, ele pode se tornar muito teimoso e, e quando os seus proprietários deixam com que os cães se safem de travessuras sem que recebam as punições adequadas – que jamais devem incluir qualquer tipo de violência ou agressividade - esse tipo de comportamento tende a piorar bastante. Mesmo sendo teimoso, o Lulu da Pomerânia pode ser um bicho de estimação totalmente obediente com seus donos e família – contanto que receba, desde filhote, o treinamento adequado para que aprenda a entender e executar comandos, além de cessar os latidos ao sinal de qualquer presença por perto.

Bastante esperto e condicionável, o Spitz Alemão Anão é o 23º colocado no ranking que classifica as raças de cachorros mais inteligentes do mundo – contando com uma grande capacidade de aprendizado. Conforme a sua natureza alerta e de guarda, o cão da raça costuma ser bastante desconfiado com pessoas estranhas e outros cães – podendo, inclusive, formar laços de amizade com animais de outras espécies com mais facilidade do que com outros cachorros. No entanto, mesmo sendo desconfiado com a presença de estranhos, o Lulu da Pomerânia pode deixar as “birras” de lado com certa facilidade, mas, para isso, é necessário que seu proprietários e sua família mostrem ter bastante carinho e confiança nesta pessoa desconhecida.

Apesar do Spitz Alemão Anão ser suficientemente pequena para viver em um apartamento ou em uma casa de tamanho limitado e quer um cão que, em grande parte, jogará por sua conta, os donos deveriam proporcionar exercícios de forma regular. Esta raça pode ser um companheiro especialmente fiel para os idosos e trazer muitos anos de alegria e companheirismo.

Embora seja extremamente ativa, conforme citado por diversas vezes, os cães da raça Spitz Alemão Anão consegue, na maioria dos casos, viver bem gastando a sua energia dentro de casa, mesmo que o seu lar seja um apartamento de espaço reduzido – praticando brincadeiras e peripécias das mais variadas para entreter a si e aos seus donos.

Cores e camadas

As camadas do Spitz Alemão Anão são muitas e variadas, e a faixa que podemos escolher é enorme: vai desde o preto, marrom, branco, laranja, cinza lobo e outras cores. A cor do pigmento no nariz é preto, exceto nos exemplares de pelos marrons que tem uma cor castanho escuro. 

A abundante pelagem é de duas camadas. A subcamada é suave e de lã e a camada externa é lisa, de textura áspera sem grudar ao corpo. A pelagem do pescoço, do tórax e da parte anterior dos ombros é abundante e forma um colar. Há uma boa franja nas extremidades anteriores e nas posteriores e a cauda é coberta por bastante pelos. Isto significa que devemos cuidar dos pelos, apesar dos aliciamentos pode assumir um prazer tanto para o cão quanto para o dono.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas

  • Akita

    No Japão o Akita Inu é considerado como parte do patrimônio natural nacional, assim como...

    Leia Mais
  • Akita Americano

    O Akita Americano, conhecido também como Grande Cão Japonês, é um cão muito limpo,...

    Leia Mais
  • Basenji

    O Basenji é certamente o cão mais malicioso dentre todos e não late, pois há quem diga...

    Leia Mais
  • Cão Pelado Mexicano

    OrigemO Cão Pelado Mexicano também é conhecido como Xoloitzcuintle, um nome que faz...

    Leia Mais