Silky Terrier Australiano - Tudo sobre Raças de Cães | CachorroGato

Guia de Raças

Silky Terrier Australiano

Quero esta raça

Ficha do Silky Terrier Australiano

Silky Terrier Australiano

O Silky Terrier Australiano herdou do seu pai, o Yorkshire Terrier sua longa pelagem sedosa e brilhante e é por isso que são muitas vezes confundidos entre si, mas essas são duas raças distintas.

 

Origem

O Silky Terrier Australiano nasceu da ideia de criar um cão como o Australian Terrier, porém mais doce, menor, mais magro e elegante, que conservasse as suas qualidades de caçador, além de melhorar e destacar as suas cores azuis e vermelhas. Finalmente, essa raça nasceu do cruzamento do Australian Terrier e do Yorkshire Terrier e foi usada para a caça de pequenos roedores domésticos. No começo do século XX dois diferentes padrões para o Silky Terrier foram desenvolvidos em diferentes partes da Austrália, gerando alguns conflitos enquanto os cruzamentos entre as duas raças continuavam. O padrão oficial da raça foi fixado em 1907 e em 1936 foram acrescentadas informações para prevenir mais cruzamentos entre Yorkies e o Australian Terrier, evitando assim mais modificações na raça. Conhecidos por muitos anos como Sydney Silky Terrier, o nome foi oficialmente modificado para Australian Silky em 1955.

 

Comportamento

Como todo Terrier, o Silky Terrier Australiano é tenaz, dinâmico e fiel, mas também é afetuoso e dócil. Ele gosta de agradar seus donos, fazer companhia para eles e também adora brincar com as crianças, desde que elas o tratem com respeito e não o irritem de propósito. Salvo raras exceções, o Silky Terrier tende a manter distância de estranhos, sem ser agressivo nem tímido com eles.

O Silky Terrier Australiano não é o típico cão de colo que as pessoas estão acostumadas. Perspicaz, independente e atrevido, eles tem energia e ânimo suficientes para entreter todo um auditório. Na verdade dois auditórios. Amigáveis e amorosos, eles criam laços fortes com toda sua família e sua alegria e curiosidade os tornam companheiros divertidos que estão por todos os cantos da casa o tempo todo.

Os cães dessa raça podem ser um pouco independentes, precisando de um pouco de espaço e tempo para eles mesmos de vez em quando, sem a presença de seus donos. Mas eles também precisam de atividades, companhia e atenção. Eles se viram muito bem dentro de casa, sendo bem ativos e possessivos com ela e com quem mora nela também. Isso é demonstrado com uma grande autoconfiança aparente e não agressividade. Absurdamente protetores e destemidos, eles têm um latido implacável que combinados com todas essas características os tornam excelentes cães de guarda.

Cães Silky Terrier Australianos se dão muito bem com crianças, mas eles não têm muita paciência com movimentos bruscos e brincadeiras grosseiras. Essa raça também pode ser exigente e teimosa se eles não conseguem as coisas como eles querem e na hora que eles querem. Para evitar isso, se certifique de que eles tenham atenção e exercícios suficientes e eles terão sempre uma boa atitude.

 

Aspecto

O Silky Terrier Australiano é um cão compacto, rápido, de corpo baixo e de pernas fortes, o típico cão de tamanho “toy”, ligeiramente mais comprido do que alto. Ele tem as orelhas pequenas, erguidas e de inserção alta, em forma de “V”. Nos países em que isso é permitido é costume que sua cauda seja cortada. Sua pelagem é fina, brilhante e sedosa, com aproximadamente 15 cm de comprimento desde a parte de trás de suas orelhas até o começo da cauda. Ele pode ser azul e fogo ou cinza azulado e fogo.

A cabeça do Silky Terrier Australiano é longa e ligeiramente mais curta na região entre a trufa e os olhos. O seu focinho é preto e seus olhos são amendoados, com uma expressão afiada e ardente, que se justificam quando ele decide colocar em prática seus talentos naturais, encontra e mata algum roedor doméstico desavisado. No geral eles se portam de uma maneira confiante e vivaz, com suas caudas firmes para cima o tempo todo.

 

Cuidados específicos

É um cão que se adapta facilmente à vida na cidade grande, mas exige o mínimo de exercícios diários. Eles gostam de seguir seus donos em seus passeios, seja na cidade ou no campo.

O dono deve educar o seu Silky Terrier Australiano com muita disciplina e regularidade. A socialização é muito importante, um cachorro tímido demais pode se tornar um cão que morde estranhos ou até mesmo seus donos, por puro medo.

É recomendado que sejam escovados pelo menos duas vezes por semana para manter seu pelo limpo e sem nós, mas escovações diárias garantem que seu pelo esteja sempre brilhante e sedoso. Alguma tosa também é necessária, principalmente no calor e alguns donos escolhem prender o pelo de sua cabeça com um laço para que não caia em seus olhos.

 

Saúde

O Silky Terrier Australiano é um cão bastante resistente, ainda que possam ter casos de doenças comuns às raças pequenas como hipoglicemia, luxação de rótula, cálculos renais, diabetes e epilepsia.

 


História do Silky Terrier Australiano

O Silky Terrier Australiano surgiu depois de várias tentativas de criar um cão com os bons instintos de caça do Australian Terrier, porém em um tamanho menor e que fosse mais amigável e dócil.

Ao ser cruzado com o Yorkshire Terrier foi possível que nascesse um cão doce e elegante, com a pelagem tipicamente lisa e comprida do Yorkshire Terrrier e os bons instintos do Australian Terrier, o Silky Terrier Australiano.

Essa pequena raça é confiante e mantém a própria independência sem deixar de ser um excelente cão de companhia para toda a família. Seu padrão oficial foi aceito em 1907 e mesmo sendo muito confundido com seu pai, o Yorkshire, essa é uma raça bem diferente.


Características do Silky Terrier Australiano

O Silky Terrier Australiano é um típico cão “Toy”, com todas as características marcantes de um Terrier, como sua curiosidade, alegria, teimosia e instintos aguçados.

O seu pelo comprido, que pode ser cinza azulado e fogo ou azul e fogo é a principal causa da confusão entre o Silky Terrier Australiano e o Yorkshire Terrier. Seus olhos são castanhos e sua cauda erguida, podendo ser cortada ou não.

Essa raça vive bem dentro de casas e apartamentos, mas precisa de uma boa dose de exercícios diários para se manterem calmos e gastarem as energias em excesso em seu pequeno corpo, para isso uma boa caminhada com seu dono já é suficiente para eles.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas