Pastor Belga Tervueren, Malinois, Laekenois ou Groenendael? | CachorroGato

Guia de Raças

Pastor Belga

Pastor Belga Tervueren, Pastor Belga Malinois, Pastor Belga Laekenois, Pastor Belga Groenendael

Quero esta raça

Ficha do Pastor Belga

Pastor Belga

Devido ao seu bom olfato, o Pastor Belga é um bom cão de guarda, mas também se destaca pela obediência, pastoreio, trenó, busca e resgate, como cão de polícia e para detectar incêndios provocados. Bastante conhecido entre os cães pastores, só perde em popularidade para o Pastor Alemão e, apesar de seu aspecto robusto, é um animal que goza de grande agilidade – o que lhe faz ideal para atuar em tarefas policiais e de investigação.

Também conhecido por ter uma série de variações – incluindo Pastor Belga Malinois, Pastor Belga Tervueren, Pastor Belga Laekenois ou Pastor Belga Groenendael – este belo e imponente cão pastor é brincalhão e cheio de energia; sendo uma boa opção para fazer parte de famílias grandes e com crianças; já que, além de poder atuar como um excelente cão de guarda (protegendo as pessoas da casa e até mesmo o próprio lar), ele também costuma lidar muito bem no convívio com crianças.

Bastante sociável com outros cães e mais ainda com outros animais de diferentes espécies, o Pastor Belga é um cachorro que pode se tornar uma tanto desconfiado com a presença de pessoas estranhas – já que a mesma qualidade que faz deste animal um verdadeiro protetor, é a mesma que lhe  faz desconfiar da presença de desconhecidos em situações que possa julgar perigosas para si ou para os que ama.

Facilmente treinado ou adestrado, o Pastor Belga pode aprender comandos e limites ainda mais rápido quando treinado desde a fase de filhote – sendo que suas diferentes versões aparecem em posições bem avançadas na lista que elege os cachorros mais inteligentes do mundo.

De acordo com esse ranking específico, o mais inteligente entre esse grupo de pastores é o Pastor Belga Tervueren, que ocupa o lugar de número 14 da lista; seguido pelo Pastor Belga Groenendael, que chega logo atrás do seu amigo, na posição de número 15. Colocado em 22º lugar, o Pastor Belga Malinois também pode ser considerado entre os cachorros com um nível altíssimo de capacidade de aprendizado – necessitando de até 15 repetições de uma ordem de comando para que seja capaz de compreendê-la e seguir o que ela indica de forma correta.

Origem

Ao final do século XIX existiam, na Bélgica e Alemanha, uma série de diferentes cães de pastoreio locais, que tinham muitas características em comum. Para que houvesse um controle, quatro variedades de cães Pastor Belga (Groenendael, Laekenois, Malinois e Tervueren) foram devidamente identificadas.

Especula-se que o Groenendel descende de cães de rebanho da Europa Central, que são provenientes de cruzamentos entre raças de cães pastores locais e Deerhounds, que são reconhecidos como potentes galgos britânicos. Segundo o relato de estudiosos do mundo canino, foi na Escola Veterinária de Cureghem (cidade da Bélgica próxima à capital, Bruxelas) que A. Reul passou a ser considerado como o grande pioneiro criados dos cães desta raça específica.

Por meio da formação de grupos de algumas poucas raças de pastoreio, foi possível identificar os animais com algumas das principais e mais fundamentais características de um cão perfeito para trabalhos de pastoreio – podendo, desta forma, agrupar tais qualidades em um só cachorro, que serviria como uma poderosa ferramenta de auxílio para o trabalho humano.

Embora desde o ano de 1892 já houvesse um registro específico dos detalhes que compõem os cachorros da raça, foi somente em 1910 que ela foi reconhecida de uma forma mais oficial; sendo apelidado como Groenendael o grupo de cães pretos que já eram criados na região há cerca de duas décadas. Foi apenas em 1959 que a raça do Pastor Belga foi, de fato, separada em diferentes tipos , destacando as principais qualidades e características de cada uma das versões deste belo e ativo animal.

Comportamento

O pastor belga é afetuoso e se sente muito apegado aos seus donos, podendo ser considerado como um animal de estimação extremamente leal e inteligente. Fã de brincadeiras ao ar livre e cheio de energia, o Pastor Belga é um grande companheiro para as crianças – sendo uma ótima opção para grandes famílias eu queiram ter um bicho amigo como parte do lar.

O Groenendael é extrovertido e amável com as pessoas, mas pode ser um pouco reservado e tímido e; conforme descrito anteriormente, às vezes também pode se tornar sério e vigilante em função dos seus instintos protetores e territoriais muito fortes.

Dono de uma enorme capacidade de compreensão e aprendizado, o Pastor Belga (e suas principais variações: Groenendael, Malinois e Tervueren) figuram entre as posições de número 14 e 22 na lista que ranqueia as raças caninas mais inteligentes de todo o mundo – provando que executar tarefas de treinamento e adestramento com um cão deste tipo é algo que pode ser muito fácil.

Aspecto

O Pastor Belga é um cachorro quadrado, potente e bem proporcionado. Suas extremidades são retas, fortes e com bom esqueleto. Dono de orelhas triangulares e erguidas, também destaca uma cauda média; sendo o seu pelo é longo e abundante com uma textura que varia entre a média e a áspera. O sub-pelo é muito denso e lanoso, variando conforme o clima.

Sendo o tipo Groenendael o mais conhecido dentro do grupo que define o Pastor Belga, é preciso lembrar que seus outros tipos destacam aparências muito distintas entre si, sendo o Pastor Belga Tervuren e o Pastor Belga Malinois bastante semelhantes aos cachorros da raça Pastor Alemão, por exemplo – enquanto o Pastor Belga Laekenois (que é o mais raro entre as versões da raça) não se parece em nada com os demais tipos.

Cuidados específicos

Se o cão tiver que viver dentro de casa é indispensável que faça exercícios diários, que queimem suas energias correndo pelo campo. Do contrário, é possível que o cachorro fique bastante nervoso; já que o seu nível de atividade é consideravelmente alto e, ao permanecer por longos períodos sem onde possa gastar suas energias esse cão tende a ficar mais ainda mais agitado.

O ideal é que o cachorro da raça Pastor Belga possa viver em um lugar grande e de espaços externos amplos, para que possa brincar e correr sempre que desejar – no entanto, ao viver em ambientes menores, é fundamental que tenha a oportunidade de gastar sua energia acumulada em locais abertos – por isso, cabe às pessoas que desejam ter um animal desta raça pensar bem antes de levá-lo para casa, já que terão de se comprometer com algum tempo diário para as atividades do pet.

Os cachorros Pastor Belga precisam se sentir queridos e úteis, e não é nada indicado deixá-los quietos em um canto da casa, sem fazer nada. É preciso tentar integrá-lo à vida familiar desde filhote, já que, qualquer tipo de ensinamento se torna mais simples quando iniciado ainda nesta fase – e é fundamental que a sua socialização seja algo considerado de grande importância pelos seus tutores (senão, o comportamento mais territorialista, pelo qual é conhecido, pode acabar sendo desencadeado na vida do pet).

Saúde

O Pastor Belga é um cão bastante forte e saudável, porém pode ter displasia coxofemoral e em alguns casos também pode ter epilepsia.


História do Pastor Belga

A origem exata de muitas raças caninas nunca foi documentada, visto que já existiam séculos antes de começar o interesse pelos cães de “raça pura”. Ainda que não seja possível chegar às origens exatas do Pastor Belga, existem algumas informações.

Como seu nome indica, o Pastor Belga teve sua origem como cão para rebanhos. Antes do final do século XIX, mais precisamente em 1891, esta raça só era conhecida como cão de trabalho, por pastores e granjeiros e não era, necessariamente, um cão de “raça pura”.

Ao contrário do Pastor Alemão, cuja origem é bem conhecida e está inseparavelmente associada com uma pessoa, os Pastores Belgas foram impulsionados por três aficionados a cães, que são considerados como os fundadores da raça; o veterinário Prof. Dr. Reul, L. Van der Snickt e L. Huyghebaert.

Em 15 de novembro de 1891, o Prof. A. Reul organizou uma reunião com Pastores Belgas de várias regiões, para saber se havia realmente um tipo nacional de cães de pastoreio. Ao longo dos anos, o número de variedades se modificou várias vezes, o que resultou nas quatro variedades conhecidas atualmente, cada uma delas variando quanto à cor, a textura e/ou o comprimento dos pelos.

Foi somente em 1910 que a raça passou a ser reconhecida de uma maneira mais oficial pelos conhecedores do mundo canino e, embora haja quatro tipos distintos do Pastor Belga conhecidos, somente três deles são reconhecidos oficialmente pelo AKC – American Kennel Club: Pastor Belga Malinois, Pastor Belga Tervueren e Pastor Belga Groenendael.

O Pastor Belga Laekenois, no entanto, embora não seja reconhecido oficialmente, é bastante conhecido pelo público interessado em cães e na Holanda. Além de ser o único tipo do Pastor Belga não reconhecido, o Laekenois também é o mais diferente na aparência entre as quatro ‘versões’ desta raça canina: destacando uma pelagem de nuances mais próximas do dourado e levemente encaracolada (ao contrário dos demais, que têm a pelagem lisa e de cores mais escuras).

Considerado o mais conhecido entre os cães da raça, o Pastor Belga Groenendael tem a pelagem preta e seria, de acordo com estudiosos, descendente dos cachorros de pastoreio da Europa Central misturados com os Deerhound – promovendo a estrutura quadrada e robusta que é vista nos exemplares conhecidos na atualidade.

Bastante parecido com os cães da raça Pastor Alemão, o Pastor Belga Tervueren é dono de uma pelagem cheia e de comprimento médio, que mistura tons de marrom com preto – sendo que a sua origem é definida como proveniente do cruzamento entre o Pastor Belga Groenendael com diferentes cães de pelos curtos.

No caso do Pastor Belga Malinois – que também destaca muitas similaridades com o Pastor Alemão – a pelagem é mais curta é de cor mais próxima do dourado, sendo que estudiosos acreditam que este cão teria sido um dos que ajudou a dar origem aos do tipo mais conhecido entre os Pastores Belga (Groenendeal), por meio de acasalamentos com outras raças de pelagem curta diversas.

Enquanto o American Kennel Club considera a existência de somente três tipos de Pastor Belga, há outras entidades do mundo canino que pensam bem diferente, e um bom exemplo disso é a FCI – Federação Internacional de Cinofilia, que considera todos os subtipos da raça classificados por apenas um nome: Pastor Belga. Associada à FCI, a CBKC – Confederação Brasileira de Cinofilia também enxerga os diferentes tipos da raça como um só e, portanto, no Brasil, não são feitas distinções entre as quatro versões do cão.


Características do Pastor Belga

Para poder desempenhar suas tarefas corretamente, os cães de pastoreio deveriam ter uma constituição mediana. Seu aspecto físico e seus traços são às vezes definidos como “lupinos”, ou seja, similares aos lobos. As orelhas duras, seu focinho aguçado e sua cauda peluda são típicos desses cães. Os maiores são utilizados atualmente como cães de guarda, de defesa e da polícia. Considera-se que os cães de pastoreio, sempre que estão sãos física e psicologicamente, se encontram entre os mais fáceis de adestrar, dada sua grande lealdade ao homem, sua inteligência e seu desejo de agradar.

No passado, os Pastores Belgas eram criados por suas habilidades com o pastoreio, mas o crescente interesse pelas exposições caninas fez os criadores prestarem maior atenção à aparência. Todos devem admitir que o aspecto geral de um Pastor Belga atual é muito atrativo. A diversidade quanto à pelagem e a coloração fez com que surgissem as suas divisões de variedades. Com as quatro variedades para escolher, todos podem encontrar um cão que os atraia.

A variedade mais conhecida do Pastor Belga, pelo menos na Europa e principalmente na Bélgica é o Malinois (a variedade de pelo curto), cujo aspecto simples e sem exageros segue sendo muito elegante. O Malinois é muito renomado por sua excepcional habilidade como cão de trabalho polivalente. De qualquer forma, não podemos esquecer que a única variação aceitável entre os quatro tipos de pastor é na pelagem, de resto eles devem ser idênticos, em sua estrutura e tipo.

Quando se compara o aspecto físico do Pastor Belga com os outros cães pastores que são seus parentes mais próximos, é óbvio que muitas características anatômicas importantes, como seu esqueleto leve, sua angulação moderada e seu aspecto em geral elegante são os mais favoráveis para um cão de trabalho. Sua velocidade é impressionante assim como sua capacidade de salto (em altura e longitude) e para escalar um obstáculo, uma parede ou uma escada são inigualáveis.

Extremamente ágeis e cheios de energia, os Pastores Belga precisam contar com uma carga diária de exercícios físicos na rotina – já que, sem isso, podem se tornar um pouco nervosos em função do acúmulo de energia exagerado; podendo, com isso, até mesmo ser um pouco agressivo.

Com isso em mente, não é difícil deduzir que o ambiente ideal para a vida e o desenvolvimento destes cães é comporto por áreas amplas e abertas ou casas com quintais grandes – onde possa praticar atividades diversas e gastar a sua energia. Conforme explicado, o cão dessa raça até poderia viver em ambientes menores e de forma mais ‘confinada’, como em apartamentos, entretanto, é fundamental que os seus donos promovam exercícios físicos na vida do pet para evitar s problemas que podem se desenvolver em função da energia acumulada.

Bastante afetuoso e leal em relação aos seus tutores e pessoas mais próximas, o Pastor Belga – que tem uma origem conhecidamente territorialista e de defesa – pode agir de maneira mais agressiva nas situações em que julga haver algum tipo de perigo próximo de seus donos e, por isso, é importante apostar em treinamentos e aulas de adestramento para o cão enquanto ele ainda é novo ou filhote, evitando a ocorrência de acidentes em função de um julgamento equivocado.

Embora seja bastante desconfiado e tímido com desconhecidos, o Pastor Belga não é do tipo que ataca pessoas estranhas sem motivos, mas também não interage com elas com facilidade – a menos que haja alguma vontade e o incentivo de seu dono.

Apesar disso, esse cão costuma manter uma relação de muito afeto e amizade com crianças pequenas – e também se mostra extremamente sociável com animais de outras espécies e também com outros cães, se apresentando como uma ótima e válida opção para famílias grandes que desejem acrescentar um integrante de quatro patas.

Donos de uma grande inteligência, os cães da raça Pastor Belga (em todas as suas variações) fazem parte da lista que ranqueia as raças caninas mais inteligentes do mundo, figurando entre as posições de número 14 até 22 – o que os define como cachorros com alta capacidade de compreensão e aprendizado, necessitando que um comando seja repetido por até 15 vezes até que entenda de forma clara uma ordem.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas