Dogo Argentino - Saiba mais no Guia sobre Raças de Cães | CachorroGato

Guia de Raças

Dogo Argentino

Quero esta raça

Ficha do Dogo Argentino

Dogo Argentino

Os ancestrais do Dogo Argentino (raças tipo Molosser) foram os cães usados em lutas e brigas, fato que favorece a que, por vezes, este cão possa ter um temperamento dominante e teimoso. O Dogo Argentino é um cão que raramente admite que sente dor e em uma luta pode continuar brigando até a morte, se necessário.

Origem

O criador responsável pelo nascimento do Dogo Argentino foi Antônio Nores Martinez, que em 1900 usou o Buldogues na Argentina para criar uma nova raça adequada para a caça de pumas. Antônio queria um cão de porte médio que pudesse ser usado em áreas montanhosas e que fosse branco, para que fosse localizado facilmente nos pampas da Argentina. Depois de alguns cruzamentos entre Bulldogs Ponteiros, Boxers , Dinamarqueses, Bull Terriers, Bulldogs, Galgos irlandeses, Bordeaux Bulldogs e Mastiffs espanhóis, em 1928, Antônio conseguiu o que queria e esboçou o padrão da raça.

Comportamento

O Dogo Argentino é um cão sensível, equilibrado, fiel, corajoso, inteligente e discreto. É um vigilante ladrador nato e um bom companheiro para crianças maiores, de preferência acima de 12 anos de idade. Embora tolere bem crianças puxando a sua cauda, apertando-o ou empurrando, isso não significa que ele goste. É muito importante ensinar as crianças como tratar um cão.

Aspecto

O Dogo Argentino é um cão muito grande, bastante musculoso e completamente branco. Ele tem uma cauda longa e grossa e suas orelhas são de comprimento médio, largo, grossas e pingentes.

Cuidados específicos

É importante começar a treinar o Dogo Argentino assim que completar 12 semanas de vida, a fim de canalizar adequadamente o seu entusiasmo e sua energia. É aconselhável que seja educado delicadamente e sem violência. Também é muito importante acostumá-lo rapidamente ao contato humano e não isolá-lo. O Dogo Argentino é um cão que precisa de muito espaço e não é adequado para viver em uma casa pequena. É uma raça que requer que lhe proporcionem uma boa dose de exercícios diariamente.

Saúde

Os cães da raça Dogo Argentino, como a maioria dos cães brancos, são propensos à surdez. Devido ao seu tamanho a raça também pode ser afetada por displasia coxofemural.


História do Dogo Argentino

Visto de longe, o Dogo Argentino quando anda é a própria imagem da força, completamente branco em toda a sua extensão. Quando o Dogo Argentino se aproxima, seu rosto demonstra uma postura rígida e mal-humorada, dando um ar de determinação e coragem.

Pode ser visto de poucos metros de distância através de sua clara e definida musculatura, com casaco curto e branco característico da raça. Saltando com elegância acima de você e olhando em seus olhos, o Dogo Argentino sibila com aparente satisfação, e se você sorri para ele, logo em seguida provavelmente ele irá enxugar o seu rosto com a língua.

Este é o paradoxo do Dogo Argentino, um cão que tem uma força intransigente e a mais gentil e amorosa bondade.


Características do Dogo Argentino

Em primeiro lugar, o Dogo Argentino é um cão de caças grossas e selvagens, capaz de manter o controle da barragem através de florestas, prados e arbustos densos. Mas um olhar mais atento para este belo cão branco mostra que ele não é comum. A estrutura musculatura exuberante e poderosa empresta ao Dogo Argentino não só uma grande força, mas também uma extraordinária agilidade, velocidade e resistência.

Dado o tamanho desta raça, a agilidade do Dogo Argentino é um show fantástico, sendo uma raça que não gosta de perder e tem o prazer de mostrar sua capacidade atlética. A velocidade também é muito impressionante.

O Dogo Argentino tem pouca concorrência à sua altura para a coragem, tenacidade e inteligência. Uma vez que ele possa definir suas vistas sobre algo, é impossível evitar que não alcance seu objetivo. Não importa as condições do terreno, mau tempo ou obstáculos, uma vez decidido, nada o deterá.

O Dogo Argentino tem um forte temperamento, inteligência elevada e, como a maioria dos cães, trabalha duro para agradar seu mestre. Isto faz com que a raça seja ideal para treinamento de obediência, além de treinamento para usos práticos, como lição de casa, ou na fazenda.

Em primeiro lugar, não se deixe enganar pelo olhar frio, duro e intimidante, que é característico da raça, pois o Dogo Argentino é muito sensível e não reage bem ao tratamento duro por parte de seu mestre. O castigo físico, além de puxar o colar típico estrangulamento, são desnecessários e não recomendados. Estes cães são muito receptivos ao reforço positivo durante o treino e aprendem muito rapidamente se tratado desta forma.

Se o seu Dogo Argentino for criado como cão de caça, então provavelmente você não tem que se preocupar em mantê-lo ativo, mas se você tiver o Dogo Argentino como cão de estimação da família, não se esqueça de manter uma rotina diária de exercícios vigorosos. Idealmente, o Dogo Argentino precisa ter muito espaço ao ar livre para correr e caminhar no seu domínio.

Devido ao seu instinto inato para a caça, gosta de correr solto pelo campo e se não encontrar uma barragem, pode talvez nunca mais voltar. Para não correr riscos, uma boa opção pode ser comprar uma alça longa, como aquelas usadas nos testes de triagem (cerca de 30 m de comprimento) e manter-se em boa forma para correr bem em companhia do seu cão.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas