Dobermann - Saiba mais neste Guia sobre Raças de Cães | CachorroGato

Guia de Raças

Dobermann

Quero esta raça

Ficha do Dobermann

Dobermann

O Dobermann tem a fama de ser um cão violento por causa de alguns incidentes isolados, mas o fato é que, em geral, é um animal com uma personalidade bastante equilibrada. O problema vem se o cão cai nas mãos de um proprietário inconsciente e irracional.

Origem

O primeiro Dobermann surgiu antes de 1885, pelas mãos de seu criador Friedrich Louis Dobermann, um clandestino alemão que passava as horas trabalhando em matadouro, sendo a coleta de impostos e gerenciamento feitos como se trabalhasse apenas em um canil.

Muitas vezes, tinha que carregar grandes somas de dinheiro através das florestas da Turíngia e, para evitar assaltos, decidiu cercar-se de cães fortes. Ninguém sabe exatamente quais cães foram utilizados para criar a raça, era tudo muito rudimentar e não existem registros escritos. De toda forma, logo sua fama chegou aos ouvidos de cinófilos, que estavam interessados no novo cão e continuaram a melhorar a raça.

Comportamento

O Dobermann é inteligente, dominante, arrogante, sábio e de caráter forte. É independente, mas tem um grande apego aos seus donos. É um cão territorialista e de alto instinto de proteção, por isso, é um bom cão para vigilância. É também um cão muito observador e com uma ótima memória. Ele se dá bem com crianças, desde que elas se comportem corretamente.

Aspecto

O Dobermann é um cão de aparência muscular, elegante e atlética. Em muitos países tendem a cortar as orelhas para que fiquem levantadas, deixando-os em uma forma pontiaguda, mas esse tipo de procedimento já não é aceito em grande parte dos países ao redor do mundo. Seu pelo é curto, áspero, apertado e pode ser preto e bege, marrom e castanho ou azul e castanho.

Cuidados específicos

Devido ao caráter do Dobermann, o proprietário precisa ser firme e autoritário, mas também deve saber ser calmo e muito paciente com o cão. O Dobermann tem um pelo muito curto e não combina com clima muito frio.

Saúde

O Dobermann é um cão forte, mas sabe-se que a raça é propensa a problemas de pele e também a uma doença chamada cardiomiopatia. Como a maioria dos cães de grande porte, podem sofrer de displasia coxofemural ou de torção de estômago.


História do Dobermann

Há várias centenas de raças de cães com um passado complicado. A origem "verdadeira" de muitos delas são cheias de especulações e incertezas e a raça Dobermann não é nenhuma exceção. Esta raça de cão de trabalho de tamanho médio é a epítome da força, agilidade e resistência. A raça foi criada para ser um cão duplamente utilitário. Primeiro, foi criado para controlar pragas. Segundo, e mais importante, o seu objetivo era proteger o homem, como cão de guarda especialista.

Desde o início, a reputação do Dobermann se destacou mais pela força do que pelo seu caráter, e a influência como animais impressionantes pela bravura foi altamente reconhecida e valorizada. 

Em comparação com outras raças, o Dobermann é de criação relativamente recente. É amplamente aceito que Karl Friedrich Louis Dobermann, nascido em 1834, em Jena, foi quem desenvolveu esta raça, em torno de 1890 na Alemanha. 

A raça foi conhecida originalmente como cão Dobermann. A palavra "pinscher", que se traduz como "Terrier" foi posteriormente adicionada ao seu nome (nos Estados Unidos é conhecido como Dobermann Pinscher). A razão para a adição de "pinscher" ao nome da raça é incerta, embora o Dobermann sempre tenha sido um animal de trabalho e a palavra "pinscher" refere-se à obra original, como um adestrador de cães.
A história de Louis Dobermann é tão incerta quanto à da raça que leva seu nome. Diz-se que este senhor teve vários empregos até sua morte em 1893. Foi um alemão que trabalhava como coletor de impostos, açougueiro, e necessitava de um cão que fosse responsável por proteger a sua área.

Não importa onde ele tenha trabalhado, suas habilidades como um criador foram reconhecidos, apesar de sua educação modesta. Sua intenção era criar um cão de porte médio a grande para protegê-lo durante suas viagens.

Naquele tempo, muitos dos cães eram mestiços. É provável que Louis Dobermann tenha exposto, orgulhoso, seus cães em um evento que ocorria anualmente em sua região. Os primeiros exemplos da raça eram extremamente robustos e tinha uma cabeça grossa e bastante pesada.

Os primeiros exemplares eram muito diferentes do Dobermann de hoje, que são bem quadrados, musculosos e compactos. Louis Dobermann, assim como muitos outros criadores que o seguiram na época, certamente estavam preocupados com as características da raça como cão de guarda por sua morfologia.

Os primeiros exemplos do século XX continuaram a ter uma cabeça pesada e pernas curtas. Depois da morte de Dobermann, muitos outros criadores continuaram a melhorar e promover o desenvolvimento da raça. Entre eles, estavam Otto Goeller, Goswin Krumbholz Tishler e Gustav. Goeller, que foi um dos primeiros criadores que começaram a refinar a raça a partir de aparência corporal e da espessura. Ele começou a se concentrar mais na elegância da raça como importante característica.


Características do Dobermann

O Dobermann é um cão de trabalho, sempre alerta, leal, inteligente, afetuoso e tão sensível quanto qualquer um. Seu físico musculoso, a cor marcante e vontade de agradar seu mestre têm contribuído para sua reputação. Apesar de sua popularidade oscilar de ano para ano, mantém-se como uma das raças mais conhecidas. É a única raça especificamente criada para proteger o homem e tem feito grande sucesso por mais de cem anos em muitos países.

Este cão é observador, atleta, valente e, se for bem treinado, é um dos cães de trabalho mais versáteis (se não o mais). Pode ser treinado para competir em provas de obediência e agilidade de trabalho, sendo também um cão extraordinário em shows de beleza.

Os departamentos de polícia em todo o mundo estão usando esta raça para rastrear e prender criminosos. Os fuzileiros navais dos EUA e outros setores militares usaram cães desta raça para diversas tarefas durante a Segunda Guerra Mundial. Na verdade, foi neste conflito onde Dobermann ganhou sua reputação como um cão de comportamento feroz e selvagem. Este estigma da raça é lamentável, principalmente, mais mito do que verdade, especialmente no Reino Unido e os EUA.

Quando treinados adequadamente, os cães Dobermann são bem equilibrados, seguros e confiáveis. Sua lealdade para com as pessoas que ele convive e quer bem é insuperável. Ele oferece uma constante fidelidade e carinho para aqueles que o tratam bem. A raça às vezes é temida e pode ser bastante assustadora, mas compreender o Dobermann é entender e respeitar seu temperamento.

Como cão de guarda e vigilância, sua função e objetivo principal é sempre proteger. Esta proteção inclui a propriedade e as pessoas que têm a sorte de compartilhar sua vida com este cão. A formação e socialização responsável são muito importantes desde o início e devem ser controladas para manter sua natureza protetora. Proteger não significa que você deva treinar o cão para morder estranhos ou, ainda pior, atacar amigos ou familiares. Se estes cães são muito agressivos e mostram sinais de que não se pode confiar neles, podem ser extremamente perigosos para qualquer um ao seu redor.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas