Bullmastiff - Guia Completo sobre as Raças de Cães | CachorroGato

Guia de Raças

Bullmastiff

Quero esta raça

Ficha do Bullmastiff

Bullmastiff

O Bullmastiff se tornou um cão de defesa muito eficaz. Dizem que uma vez os donos de uma casa não estavam, um ladrão entrou na propriedade e os criados soltaram o cão, que bateu brutalmente no estranho e o manteve preso contra o chão durante horas até que os seus donos chegassem.

Origem

Para controlar a caça ilegal em fazendas e preservar jogos em 1860, os guardadores misturaram o Buldogue Inglês com o Mastiff, criando assim o Bullmastiff. Sua combinação entre atletismo e força se provou bem sucedida para policiar grandes extensões de terras. No entanto, em vez de atacar os agressores, os Bullmastiff os seguram no chão ou os encurralam em algum espaço até que seus donos cheguem. Quando os problemas com caça diminuíram, Bullmastiffs continuaram a fazer sucesso, conseguindo trabalho como cães policiais, cães militares e, é claro, companheiros adoráveis.

Comportamento

Esses cães são protetores devotos de suas casas. Eles possuem uma autoconfiança que pode ser muito útil quando o dever os chama. Apesar disso, eles são do tipo de cão que prende o invasor em vez de machucá-lo. Além disso, como o instinto deles é de proteger o dono, eles tendem a reagir mais a um intruso quando você estiver em casa. Quando não estiver, eles podem não reagir de forma alguma.

Essa raça é protetora e seus exemplares são companheiros amáveis para crianças. É necessário que os pais supervisionem quando crianças pequenas estiverem brincando com eles, simplesmente por causa de seu tamanho, para evitar que algum acidente ocorra.

Aspecto

Quando falamos de Bullmastiff, falamos de cães de grande porte e volume, que podem pesar, quando adultos, até 60 quilos para os machos e 45 para as fêmeas. Como se não fosse o bastante, o que mais chama a atenção é sua cabeça extraordinária, compacta, quadrada e enorme, adornada por um focinho largo e também pelo seu nariz quadrado e negro, que se apoia em uma garganta potente, que por sua vez se acomoda sobre um peito largo e igualmente potente. Tudo nesse cão fala sobre sua extraordinária força.

O Bullmastiff é, no geral, um animal dotado de um corpo de aspecto relativamente quadrado e também muito compacto, com patas anteriores robustas e potentes, paralelas entre si. As patas posteriores possuem pernas fortes e angulações moderadas que terminam em pés fortes e redondos. A cauda é relativamente longa, pois alcança o garrote, muito larga na base, se estreitando até a ponta.

Cuidados específicos

Essa raça se adapta perfeitamente à vida na cidade e em apartamentos; não é excessivamente ativo, ainda que goste de passeios em um bom ritmo. Durante o seu crescimento o exercício tem que ser muito controlado para evitar problemas musculoesqueléticos. Eles possuem certa tendência à obesidade e não desprendem odores corporais; sua higiene é simples, bastará escová-lo duas ou três vezes por semana com uma luva de borracha. Não é aconselhável dar banho neles, pois isso pode alterar gravemente o pH de sua pele e gerar dermatites.

Saúde

A raça é propensa a ter torção de estômago quando em idade avançada e displasia coxofemural.


História do Bullmastiff

Oficialmente, o Bullmastiff é procedente do Reino Unido, existem referências anteriores de cães de porte similar na Grã Bretanha, mas apesar disso a raça não foi reconhecida pelo Kennel Club britânico até 1924.

Sem dúvidas, já por volta dos séculos XV e XVI existiram cães na Península Ibérica de características muito semelhantes ao Bullmastiff moderno, chamados genericamente de “Cães de Touros”. Dizem inclusive que no enxoval de noiva da futura esposa do rei Henrique VII, Catarina de Aragão, estavam inclusos vários desses ferozes animais.

Nessa época, espetáculos sangrentos como as lutas de cães contra todos os tipos de animais ferozes estavam na moda. Quando essas brigas de cães contra touros, ursos e outras bestas caíram em desgosto, na Espanha e Portugal, os cães perderam sua ocupação, em sua maioria desaparecendo, mas na Inglaterra foram buscadas alternativas para combater isso.

Então, no princípio do século XVIII os guardas florestais ingleses começaram a selecionar um novo tipo de cão, que chamaram “Gamekeepers Night Dog”(Cão noturno dos guardas florestais). Esse cão vinha de um cruzamento mais ou menos seletivo, dos descendentes dessas raças de valentes cães lutadores, e são esses que consideram fazer parte das origens do Bullmastiff, conservando sem muitas variações o caráter e o tipo que os guardadores procuravam.


Características do Bullmastiff

Justamente pelos cães Bullmastiff terem sido utilizados no passado na Inglaterra como guardiões de grandes áreas proibidas para caça, com o propósito de perseguir e apresentar os fugitivos – o cão os derrubava com seu corpo e se deitava por cima deles para imobilizá-los completamente – é o motivo de a raça hoje em dia ainda conservar essa característica, uma das mais apreciadas e a que melhor distingue e os separam do resto dos outros grandes molosos.

Não em vão, o Bullmastiff sabe medir perfeitamente sua força e nunca ataca, a princípio, para machucar. Isso se justifica no fato de que, historicamente, eles conviviam sob o mesmo teto que seus guias, os guardiões, conscientes da importância de afirmar esse traço de seu caráter e canalizar sua força optaram, há mais de três séculos, por introduzi-los em suas casas e compartilhar o calor do lugar e o ambiente familiar com eles.

Nesses momentos de descanso, seus “Cães noturnos” ficavam com as crianças, com a esposa e com seu dono, desfrutando de um momento de tranquilidade, brincando com as crianças em vez de serem deixados guardados junto com o resto dos cães e outros animais domésticos do lado de fora da casa.

Assim, pouco a pouco, o caráter antes feroz e agressivo desses cães se acalmou, os guardas florestais firmaram os princípios dos que hoje são animais evidentemente familiares, que adoram crianças e que se adaptam perfeitamente a qualquer tipo de ambiente, seja na cidade ou no campo. Mas para que possa sempre dar o melhor de si mesmo, eles necessitam sempre se sentir parte da família e não serem deixados simplesmente como meros cães de guarda. Só assim esses desenvolverão completamente seu excepcional instinto de proteção com sua família.

O Bullmastiff é um cão muito potente e seguro de si, duas características que foram transmitidas de geração em geração, e como tal fará pouco alarde de seu poder físico, evitando ao máximo o confronto com terceiros.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas