Mastim Espanhol, Bretão Espanhol ou Spanish Mastiff? | CachorroGato

Guia de Raças

Mastim Espanhol

Bretão Espanhol, Spanish Mastiff

Quero esta raça

Ficha do Mastim Espanhol

Mastim Espanhol

O Mastim Espanhol, ou Bretão Espanhol, é a maior raça de origem espanhola; um macho dessa raça pode chegar a ter até 120 kg.

O Mastim Espanhol é uma raça muito independente por natureza, como a maioria dos cães guardiões de gado. Se você está procurando por uma mascote para venerá-lo ou para brincar de Frisbee com você, essa raça não é a raça certa para você. O Bretão Espanhol, que também é conhecido como Mastim Espanhol e Spanish Mastiff, é em grande maioria um cão de trabalho e aqueles que são mantidos como cães de companhia são bastante arredios. Se você gostar de viver com um cão de guarda nobre e maciço, que apesar de seu tamanho não é muito trabalhoso, talvez essa seja sim a sua raça ideal.

Origem

Existem muitas teorias sobre as origens do Mastim Espanhol. Algumas dessas teorias dizem que os celtas e os fenícios introduziram os ancestrais dessa raça no território espanhol, e que os romanos poderiam ter usado esses cães como cães de combate. O que se sabe com certeza é que na Idade Média os pecuaristas transumanes espanhóis usavam esses cães para proteger o seu gado dos lobos. Eles selecionaram então cães que fossem bons trotadores, ágeis, valentes, duros durante as brigas corpo a corpo, além de terem mandíbulas potentes para causar o maior dano possível ao seu adversário.

O Mastim Espanhol, que também é conhecido em alguns lugares como

 Spanish Mastiff, surgiu na região de Estremadura, no oeste da Espanha. Acredita-se que seus ancestrais foram os primeiros cães do tipo Mastiff, que surgiram cerca de 2000 anos atrás. Essa raça foi cruzada com muitas outras desde então, dando origem a várias outras raças que existem até hoje. O Bretão Espanhol começou a aparecer em mostras caninas no começo do século XX e seu padrão oficial foi reconhecido em 1946.

Hoje em dia os Mastins Espanhóis são usados em sua maioria como cães de trabalho, apesar disso eles podem ser uma boa adição para a família se você não se importar com o seu jeito arredio de ser.

 

Comportamento

Os cães da raça Bretão Espanhol são perfeitos cães de guarda, sempre seguros de si, com grandes instintos de territorialidade e também de possessividade. O latido desse cão é bastante rouco, grave, profundo e bastante sonoro; ele é usado para avisar os “invasores” antes do cão tomar qualquer atitude mais agressiva. O Mastim Espanhol pode deixar sair a sua grande ferocidade se perceber que seu dono está em perigo. Esse cão é muito desconfiado com estranhos, vendo qualquer pessoa desconhecida como uma ameaça potencial. A não ser que impeça o seu cão, ele pode deixar o seu poder sair se sentir que alguém pode ameaçar seu território. Apesar disso, ele também é bastante nobre, fiel, amável e doce com seus donos e com as crianças.

O Mastim Espanhol é um cão que possui uma intuição forte e é muito inteligente, obediente, manso e um pouco independente, apesar de ser bastante amigo de carinhos – mais as fêmeas que os machos -, apesar disso, é comum que os machos se apeguem mais aos membros da família que as fêmeas.

 

Aspecto

O Bretão Espanhol é um cão corpulento, musculoso, bem proporcionado e com as extremidades bastante potentes. A cabeça desses cães é grande e as orelhas são caídas, com um formato triangular e plano. A cauda do Bretão Espanhol é muito grossa na base e possui uma pelagem mais comprida que no resto do corpo do cão. O pelo dos cães dessa raça é espesso, grosso, de comprimento médio, liso e, além disso, pode ser de qualquer cor sólida ou tigrada.

No geral o Mastim Espanhol é um pouco parecido com o São Bernardo, não só pelo seu tamanho enorme, com bochechas pesadas e a pele solta, principalmente no pescoço, uma característica típica de cães do tipo Mastiff, além do olhar de quem tomou muito brandy. O Mastim Espanhol pode muitas vezes parecer contido e desinteressado, mas na verdade esses cães estão sempre alertas.

 

Cuidados específicos

O Mastim Espanhol é um cão bem fácil de ser cuidado. O mais importante é oferecer ao seu cão afeto e uma alimentação boa e abundante, além de um quintal amplo em que ele possa fazer seus exercícios ao ar livre. Além desses cuidados básicos, esses cães também vão aproveitar muito se puderem dar longos passeios pelo campo.

Também é recomendável que esses cães sejam escovados regularmente para manter sua pelagem saudável. Para ser dono de um Bretão Espanhol é necessário ter tolerância á ronco baba e mais baba. Quando eles não estiverem roncando ao seu lado, eles vão precisar de uma quantia moderada de exercícios, sempre em um ritmo bastante lento. Eles também precisam de banhos ocasionais além das escovações.

 

Saúde

A doença que mais atinge os cães da raça Mastim Espanhol é a temida displasia coxofemoral, causada principalmente por seu tamanho enorme.

Além disso, o Bretão Espanhol pode sofrer de entropion, que é a inversão das pálpebras do cão.


História do Mastim Espanhol

O Mastim Espanhol é uma raça bastante antiga, além de ser a maior de todas as raças de origem espanhola. Com uma aparência que pode ser comparada com a do São Bernardo, esses enormes cães estão intimamente associados ao trabalho de guarda e defesa de gados e rebanhos de ovelhas.

O Bretão Espanhol, que também é conhecido como Spanish Mastiff  e Mastim Espanhol, acompanhava os criadores nômades durante os movimentos sazonais na Espanha, protegendo o rebanho de ameaças como lobos ou outros predadores durante o percurso e onde quer que o rebanho ficasse estabelecido.

Atualmente o Mastim Espanhol continua atuando com gado e ovelhas, além de também serem utilizados como cães de guarda e defesa de fazendas e outras propriedades em geral.


Características do Mastim Espanhol

Podendo atingir até 120 kg, o Mastim Espanhol é um cão de grande porte, que como o São Bernardo – uma raça que possui características bastante semelhantes às dele – costuma roncar e babar bastante.

Os cães da raça Mastim Espanhol precisam de uma boa alimentação e exercícios diários, mas que não sejam em um ritmo acelerado demais. Esses cães de guarda possuem um latido sonoro e forte, sempre avisando o invasor antes de agir contra ele.

Apesar do tamanho enorme desses cães, eles são muito fiéis e amáveis com seus donos, principalmente com as crianças, mesmo que em momentos eles possam parecer desinteressados de tudo ao seu redor; eles sempre estão alertas e cuidando de seu território.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas