Bouvier ou Boiadeiro de Flandres? Tudo sobre Raças de Cães | CachorroGato

Guia de Raças

Bouvier de Flandres

Boiadeiro de Flandres

Quero esta raça

Ficha do Bouvier de Flandres

Bouvier de Flandres

O Bouvier des Flandres foi um dos mais talentosos cães boiadeiros da Europa Ocidental. Nos dias de hoje, este Boiadeiro peludo é muito usado como cão guia para cegos, cão de guarda e como cão rastreador. Originário da fronteira franco-belga, o Bouvier des Flandres é a tradução literal de seu nome, que em português significa “Boiadeiro de Flandres”.

Origem 

As origens do Bouvier des Flandres são incertas, mas há cerca de 100 anos, Flandres produziu vários tipos de cães boiadeiros, tendo estes sido apresentados pela primeira vez na Exposição Internacional de Cães em Bruxelas, no ano de 1910, entretanto, o padrão da raça não foi estabelecido até 1912.
A Primeira Guerra Mundial trouxe o reconhecimento internacional da raça, por sua força e coragem demonstradas nas forças armadas, muitas vezes como mensageiros e como cães de busca, encontrando soldados feridos. Sujeita à extinção quase total durante a guerra na região da Bélgica e no nordeste da França, seu habitat natural, a raça Bouvier des Flandres voltou ao cenário mundial em 1920, graças à intensa dedicação de criadores flamengos.


Comportamento

O Bouvier des Flandres é um cão muito enérgico, inteligente, gentil e atencioso. Ele adora brincar e participar de atividades com adultos, mas também convive bem com crianças, desde que saibam se comportar de forma gentil. É honesto, tem grande confiança em si mesmo e precisa de companhia humana, não gosta de ser deixado sozinho. O tédio pode fazer com que sua personalidade se torne um tanto quanto compulsiva ou destrutiva.

Aspecto

É um cão muito forte, robusto e compacto. Este cão caracterizou-se pela sua barba, bigode e sobrancelhas levantadas emoldurando o rosto. A cabeça do Bouvier des Flandres é retangular com crânio achatado, canal nasal vigoroso e bochechas achatadas. A trufa nasal é preta, bem desenvolvida e com amplas narinas. Os olhos são escuros, ovais, médios, bem espaçados e conferem a esta raça uma expressão de alerta. As orelhas são inseridas altas, bem flexíveis.

Em alguns países onde é permitido, às vezes, são cortadas em forma de um triângulo. A cauda do Bouvier des Flandres é normalmente cortada até a segunda ou terceira vértebra e, por vezes, os indivíduos nascem sem ela.

O corpo tem peito profundo e largo, vigorosamente constituído, e tronco compacto. Suas pernas são longas, musculosas e de ossatura forte, não apresentam dígitos rudimentares. As patas são arredondadas e curtas, com dígitos arqueados e juntos, com almofadas plantares robustas e unhas fortes na cor preta. Seu pelo tem aspecto “despenteado”, a camada externa de sub-pelo é muito áspera, seca, fina e grossa.

Temperamento

Inteligente e ativo, mas também calmo e sensível, o Bouvier des Flandres é capaz de demonstrar uma coragem extrema e muita lealdade.

Cuidados específicos

Durante seu crescimento, o cão Bouvier des Flandres precisa de companhia, mas seu dono deve ser firme e autoritário, precisando fazê-lo entender que ele não é o chefe. A falta de liderança e de formação pode fazer o Bouvier des Flandres desenvolver maus hábitos e comportamentos bastante indesejáveis. Este é um cachorro hiperativo e só se sente confortável quando está ao ar livre, é melhor mantê-lo em um jardim, onde possa passear livremente.

Saúde

O Bouvier des Flandres tem uma saúde de ferro, mas eventualmente podem apresentar problemas de estômago, endometrite e cistos de ovário em fêmeas.


História do Bouvier de Flandres

As origens exatas de muitas raças nunca foram devidamente documentadas ou são enterradas na história e muitas vezes perdidas, porque estas raças existiam muito antes do início do interesse em cães de raça pura. Felizmente, no caso da raça Bouvier des Flandres existem muitas informações sobre os primórdios da raça, mas ainda é muito difícil chegar à definição exata de suas origens. As origens do Bouvier des Flandres são incertas, mas há cerca de 100 anos, Flandres produziu vários tipos de cães boiadeiros, tendo estes sido apresentados pela primeira vez na Exposição Internacional de Cães em Bruxelas, em 1910. Entretanto o padrão da raça não foi estabelecido até 1912.


Características do Bouvier de Flandres

Tendo servido fielmente os seres humanos há milhares de anos, os cães são reconhecidamente os companheiros mais próximos do homem. Atualmente, a FCI reconhece mais de 440 raças de cães e todos eles partilham uma virtude fundamental: a fidelidade ao homem. No entanto, é verdade que cada raça tem a sua própria personalidade e características. A psicologia de uma raça canina pode ser melhor entendida se analisada em termos do trabalho para o qual foi selecionada.

O Bouvier des Flandres faz parte do grupo de cães para condução de gado e sempre foi um cão de trabalho, mas é certamente um cão completo. Para realizar todos os seus trabalhos árduos, o Bouvier des Flandres deve ser um cão suficientemente forte e resistente, para viver ao ar livre em todos os tipos de clima. Os agricultores não precisavam de cães muito especializados, mas os cães da raça eram muito eficientes como porteiros, vigias, pastores, vaqueiros, para jogar carros, para auxiliar na preparação de manteiga e, além disso, também serem cães os companheiros da família do fazendeiro.

Este cão também tem sido usado como militar ou cão de guerra, e mais especificamente como cão de resgate e um mensageiro com grande capacidade. Atualmente, ele é um cão de família e um ótimo guardião e protetor do imóvel, mas ainda tem suas características físicas e mentais. O Bouvier des Flandres pode ser descrito como um cão de reações muito inteligentes, porém não é muito rápido.

É um cão bastante observador e muito fácil de treinar. Estas características, juntamente com a sua resistência física, a qual é maior do que a de outras raças de cães, o tornam uma raça muito equilibrada. A versatilidade impressionante desta raça lhe permite atuar tanto como cão de polícia, quanto como cão de serviços, como cão farejador, como um cão-guia, etc. Além de sua adequação para este trabalho, participa bem em todos os tipos de atividades e competições caninas, desde que receba treinamento especializado.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas