Boston Terrier - Tudo sobre as Raças de Cães Pequenos | CachorroGato

Guia de Raças

Boston Terrier

Quero esta raça

Ficha do Boston Terrier

Boston Terrier

Origem

No final do século XIX, os americanos criaram a primeira geração da raça e o Boston Terrier foi resultante de vários cruzamentos em que o Bulldog e Bull Terrier, ambos da Inglaterra, são apontados como os principais parentes. O Boston Terrier foi proclamado como mascote oficial de Massachusetts, em 1979, pelo governador Edward King, que tinha possuído um cão desta raça em sua juventude.

Comportamento

O Boston Terrier é um cão alegre, orgulhoso, brincalhão, carinhoso e muito digno. Com seus donos é um cão muito leal. Dentro de casa é muito calmo e se comporta como um bom cão de guarda. Esta é uma raça geralmente muito pacífica, mas sabe se defender perfeitamente. Apesar de seus antepassados, é um cão muito sociável com os cães de sua própria raça, mesmo quando são do mesmo sexo.

Aspecto

O Boston Terrier é um cão compacto, tem um corpo bem proporcionado e curto. Seus membros são fortes e musculosos. As orelhas são geralmente pequenas e em forma de “V”, caídas para frente e rentes a bochecha. A cauda é curta, bastante grossa na raiz afinando-se em direção a ponta, horizontalmente portada e sem curvar-se sobre o dorso. O pelo é curto, liso, brilhante e de textura fina.

Cuidados específicos

O Boston Terrier é um cão bastante fácil de manter. É muito limpo e sem odores, tanto pelo instinto de higiene quanto por seu pelo curto. Recomenda-se que desde cedo deva ser treinado, para evitar o desenvolvimento de uma personalidade de “cão valentão” ou até mesmo de um cão adulto anti-social.

Saúde

O Boston Terrier é muito saudável e dificilmente adoece, mas, no entanto, muitos cães da raça apresentam problemas de coração, catarata juvenil e surdez congênita e hereditária.


História do Boston Terrier

Na segunda metade do século XIX, na Inglaterra, um criador cruzou um Buldogue Inglês com um Terrier branco Inglês. O resultado deste cruzamento foi um cão alto, pesando 14,5 kg, de cor rajada e escura com manchas brancas que lhe conferem uma aparência bastante intimidadora. Em 1865, este cão foi comprado por um criador chamado William O'Brien, de Boston, Massachusetts (EUA), que mais tarde vendeu o cão para outro criador, Sr. Robert C. Hooper, também de Boston. O cão foi chamado de "Juiz Hooper" e investigações de diversos autores indicam que este cão fez parte da composição que originou as bases genéticas do atual Boston Terrier.

O “Juiz de Hooper” era um cão branco e tinha pernas curtas, um focinho também curto e uma cabeça quadrada. Embora suas origens fossem muito diferentes, os criadores ficaram muito satisfeitos com o resultado desta cruza. O resultado desta cruza significava, sem dúvida, o início desta raça. É claro que, se compararmos aos filhotes de Boston Terrier de hoje será como comparar pêras e laranjas.

Muitas décadas e muitas gerações de endogamia, cruzamentos e hibridizações foram necessárias até obter-se a raça que hoje conhecemos pelo nome de Boston Terrier. Acredita-se fortemente que o Buldogue Francês foi, sobretudo, um dos antepassados desta raça. Como muitos americanos, o Boston Terrier é um produto de fusões e teve um começo muito humilde. Um grupo de cerca de 40 proprietários se reuniram e formaram o Clube Americano do Boston. Para melhorar os registros da raça começaram a criar cães mais aperfeiçoados e não mais seriam considerados aceitáveis cães resultantes de cruza com outras raças.

Em 1891, o grupo enviou uma solicitação para o American Kennel Club (AKC) para que fosse reconhecido e autorizado a registrar suas cópias no livro genealógico da linhagem canina da sociedade. Eles se reuniram com grande resistência aos criadores da raça Bull Terrier dispostos a reconhecer os cães Boston Terrier, pois eles disseram que aqueles não eram cães da raça Bull Terrier.

Os fãs da raça Bulldog achavam que esta nova raça era uma copia ruim do Bulldog e que roubaria sua popularidade. Alguns juízes importantes consideravam uma raça muito nova e não tinham tentado nada para que fosse aceita. Como o nome escolhido para esta nova raça foi um dos principais problemas sentido pelos proprietários de cães com outros nomes, incluindo o de Roundhead, mas nenhum deles foi satisfatório. Em seguida, o Sr. H. Lacey, juiz e jornalista, sugeriu em um artigo publicado em um jornal local, que esta raça nova era nativa na histórica da cidade de Boston, então, por que não poderia ser chamada como Boston Terrier? E assim foi concedido.

Esta sociedade canina mudou seu nome para Boston Terrier Club of América. Embora não tenha sido uma tarefa fácil, os proprietários definiram-se sobre a elaboração de uma norma. Isso levou tempo e muito esforço. Inicialmente parecia que cada proprietário queria que o padrão definido fosse um verdadeiro reflexo de seus próprios cães. Finalmente eles concordaram e, embora continue a ser atualizado de tempos a tempos, permanece basicamente o mesmo padrão.

O amor por esta raça se espalhou a partir da cidade de Boston, e em todos os EUA existem 30 clubes e afiliadas da Boston Terrier Club of América. Em 1908, o Boston Terrier foi muito bem aceito no Canadá. O Boston Terrier Club of Canada foi fundado no mesmo ano. Seu primeiro show canino foi realizada em 1909. O Canino Ocidental Canadense fundou sua própria companhia em 1912 e a sociedade canina da raça Boston Terrier de Toronto, foi fundada em 1920. Muitos outros clubes e canis canadenses têm contribuído para a melhoria da raça. Atualmente, espécimes americanos podem participar das mostras caninas canadenses e vice-versa.

O Boston Terrier tornou-se uma raça muito popular nas Ilhas Britânicas. O interesse pela raça atravessou o Canal Inglês para chegar à França, depois para a Alemanha e muitos outros países europeus. Alemanha saúda a sua Klub für Boston Terrier em Deutschland, que recentemente comemorou seu décimo aniversário.

Há pelo menos uma sociedade ativa da raça canina em Joanesburgo (África do Sul). Existem também clubes da raça na Finlândia, Suécia, Áustria, etc. Parece haver consenso de que o Boston Terrier adapta-se e é uma raça muito admirada e que certamente cabe em qualquer lugar em todo o mundo.
O Boston Terrier é um cão pequeno, inteligente, carinhoso e encantador, com seu olhar quente e muito expressivo, é um excelente companheiro. Pode-se dizer que é uma raça inteiramente artificial. Felizmente, a maioria dos criadores da raça têm sempre trabalhado muito para melhorar e perpetuar as características de raças autóctones.


Características do Boston Terrier

O Boston Terrier certamente é uma excelente escolha como um cão da família. É calmo, doce, carinhoso, brincalhão, ativo e convive muito bem com crianças. Embora seja um cão pequeno em tamanho, pode se sair muito bem em qualquer situação. Nenhum cão da raça é valentão, mas é um cão corajoso, mas pode se mostrar indisposto se forçado a lutar.

Muito charmoso, tem olhos redondos, escuros e expressivos, sua disposição alerta e agradável, sua inteligência e seu permanente desejo de agradar certamente o tornam um companheiro perfeito. O Boston Terrier é um cão limpo e fácil de cuidar, apenas uma boa escovação diária e um banho ocasional serão suficientes para mantê-lo sempre brilhante e livre de odores. Esta é uma raça muito saudável, e se bem alimentados, alojados e tratados adequadamente podem viver até 12 ou 14 anos. Por ser uma raça plana, às vezes sofrem problemas congênitos, como a fenda palatina ou lábio leporino, e também são propensos a problemas de sinusite.

Alguns cães não reagem bem à anestesia. Talvez seu maior problema seja que aqueles belos olhos escuros são vulneráveis e suscetíveis a lesões por causa de seu tamanho. É necessário ter cuidado com os lugares onde o Boston Terrier passeia (mantê-lo afastado de capim alto e arbustos), também é preciso manter as unhas curtas para evitar acidentes. É uma das raças suscetíveis à catarata juvenil, por isso recomenda-se que o novo proprietário solicite ao seu criador o certificado de que seu cão está livre deste problema.

A raça Boston Terrier é muito sensível e afetuosa e precisam do calor e conforto de sua casa e do carinho de seus donos para se sentirem aceitos e parte da família, e não como um “estrangeiro” em seu lar. Seu pelo fino e curto não o aquece o suficiente durante o inverno frio. Durante o inverno o este cão vai sair rapidamente para aliviar-se e voltar imediatamente para casa. De qualquer forma, poderá suportar o frio, desde que isso signifique sair para uma caminhada com seu mestre. A raça não tolera bem o clima quente, por isso temos de ter cuidado para que ele não venha a sofrer de insolação.

O Boston Terrier é um grande viajante e se você levá-lo em uma longa viagem, ele irá manter um bom comportamento e uma conduta exemplar. A maioria dos hotéis irá aceitá-lo, sem dúvida, enquanto eles estão em uma gaiola ou com um portador. Claro que será necessário levar água para ele e parar de vez em quando para que possa se aliviar. Os filhotes gostam de jogar, e parte de seu charme é que parece continuar sempre a ser um “filhote” mesmo quando crescido.

Cuidados devem ser tomados para não exagerar na diversão, porque ele vai estar pronto para jogar e brincar até que sejam totalmente esgotadas suas energias. Esta raça ama as crianças, e desde que elas sejam educadas para ter cuidado, para não tocarem nele ao comer ou pegá-lo quando estiver dormindo ou de forma incorreta, ele certamente se portará como um excelente cão, muito companheiro e protetor.

O Boston Terrier voluntariamente assume a responsabilidade. Ele é um bom cão de vigilância e geralmente consegue distinguir bem entre estranhos e amigos. Demonstra alterações de comportamento latindo para estranhos e oferecendo um movimento amigável em todo seu corpo quando vê seus amigos humanos. Este cão não precisa de muito espaço para se exercitar e vai se sentir feliz vivendo em um apartamento, aproveitando o tempo que gasta fora de casa durante as suas caminhadas.

O Boston Terrier que vive na área externa (com muito espaço para correr, poder jogar com uma bola e caçar borboletas) é igualmente feliz. Se você decidir que sua fêmea tem qualidade suficiente para reprodução, consulte antes o seu veterinário, porque normalmente muitas ninhadas desta raça nascem por cesariana.

O Boston Terrier tende a ser obediente e mostrar boas maneiras. É um cão muito sensível ao afeto. Leva algum tempo e atenção para ensinar o que se espera dele, mas depois que aprende as regras não se esquecerá e sempre responderá rapidamente às ordens, mantendo-se sempre muito fiel e leal ao seu mestre. Este cão é um grande animal de estimação e muito companheiro. A raça conhece bem e sabe identificar o humor de seu dono e se você tiver um dia ruim, ele vai entender e respeitar o seu silêncio. Como seu melhor amigo, ele o entende. Quando você está de bom humor, ele estará pronto para acompanhá-lo e animado para uma caminhada ou jogar com uma bola.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas