Borzoi - Tudo sobre Raças de Cães Pequenos e Grandes | CachorroGato

Guia de Raças

Borzoi

Quero esta raça

Ficha do Borzoi

Borzoi

O Borzoi, que aparenta ser um cão muito calmo e preguiçoso, era um caçador de lobos ferozes na Rússia, sua terra natal. Atualmente o Borzoi teve o tamanho de suas presas um pouco reduzido e a raça se dedica basicamente à caça de lebres e raposas. Enquanto isso, seus companheiros Borzois Ocidentais são usados apenas como cães de companhia.

Origem

As origens do Borzoi são bastante vagas, mas sabe-se que este cão de aparência aristocrática já vem sendo utilizado na Rússia desde a Idade Média. No final do século XIX, os espécimes do Borzoi foram introduzidos pela primeira vez na Europa Ocidental e, desde então, a raça foi sofrendo pequenas alterações. O novo Borzoi é um cão não tão impressionante na aparência e com bem menos pelos na cabeça.

Comportamento

É um cão bastante sensível, seguro e tranquilo, embora alguns exemplares da raça possam ser muito impulsivos e orgulhosos. É amoroso com seus proprietários, mas muito reservado com estranhos. Dentro de casa e junto da família é um cão calmo e educado que ao ar livre mostra-se muito ativo.

Aspecto

Aristocrático na aparência, o Borzoi é um dos mais altos galgos. Seus membros são longos, retos e musculosos. A cauda do Borzoi é longa e espessa. Ele tem uma cabeça longa, orelhas estreitas e finas para trás. Seu pelo é longo, sedoso e ondulado, podendo ser apresentado em todas as cores.

Cuidados específicos

O Borzoi é um animal muito fácil de manter por causa de seu temperamento dócil e por sua fácil manutenção. É um cão que precisa de poucos cuidados, mas escovar o seu pelo longo, é muitas vezes, um deles. Ele também deve ter uma cama macia para descansar, porque pode desenvolver calos ou feridas com muita facilidade. Também é muito recomendado que tenha bastante espaço para que possa exercitar-se diariamente.

Saúde

Pode ser afetado por uma doença óssea metabólica, além da torção de estômago.
Esta raça é muito sensível a barbitúricos, anestésicos e produtos antipulgas.


História do Borzoi

O Borzoi faz parte do grupo de Galgos cujas origens não são exatamente conhecidas. Há várias hipóteses diferentes sobre a criação deste cão aristocrático de olhar tão poderoso.

Aparentemente, a história do Borzoi está intimamente ligada à história da Rússia. Na Idade Média, os habitantes deste país usavam para caça e em suas mansões um cão Galgo com longos pelos e orelhas de abano, nascido do cruzamento do Saluki (ou Galgo Persa) com um cão Pastor nativo. Seus descendentes provavelmente continuaram a evoluir no século XVIII, por um suprimento de sangue de Galgos.

Segundo outra hipótese, a raça Borzoi teria sido criada no século XVI. Em 1552, “Ivan, o Terrível” tomou Kazan, a capital da República Autônoma dos Tártaros, e os banidos foram para diversas regiões notáveis do Kostroma e Yaroslavl, no Volga. Lá, os exilados cruzaram seus cães, quase todos os Sloughis com Laika, uma raça de cães de pelo longo muito utilizada para caça. Então, ele poderia produzir outras cruzas, direcionando-as rumo ao seu modelo ideal da raça. Dada a superfície da Rússia, pode-se dizer que a homogeneidade obtida no final do século XVIII é uma façanha.

Durante séculos, a raça Borzoi foi confinada apenas ao território da Rússia. Alguns poucos espécimes foram para fora do país ao longo do tempo, geralmente destinados a servir pessoas importantes. Assim, no século XI, Henrique I, rei da França, se casou com a filha de Yaroslav, o Sábio, duque de Kiev, e enviou-os como presente de casamento três galgos: um preto, um cinza e um cervo.

No século XIX, foi introduzida a primeira geração de Borzois na Europa Ocidental, fato que criaria uma nova modificação na aparência da raça. Os britânicos conheceram a raça na exposição Crystal Palace, em Londres, em 1871, e para transformar um pouco, utilizavam este cão para a agricultura, o que os tornou muito menos impressionantes e com pelagens bem mais pobres. O Borzoi estava longe de ser o feroz lobo russo, conhecido como caçador e símbolo da aristocracia e do regime czarista da Rússia. Ele teve um momento bastante difícil após a revolução de 1917, mas depois que os soviéticos reavaliaram a raça, ela alcançou seu lugar e hoje é o cão nacional russo.


Características do Borzoi

Basta um olhar para entender como se deve lidar com a raça Borzoi. Quando observa-o diante da presença de seres humanos ou de outros cães, torna-se fácil entender que ele faz parte da aristocracia canina.

Às vezes, o Borzoi pode parecer tímido e sem consideração pelas pessoas, mas na realidade só traduz certa reserva com estranhos, um traço bastante comum em Galgos. A raça Borzoi aprecia muito o conforto e a tranquilidade de uma cadeira em que possam passar longas horas sem se mover e com os olhos semicerrados.

Esta é a imagem do Borzoi que a maioria das pessoas tem em mente e, por não conhecerem bem a raça, podem facilmente acusá-lo de preguiça e indolência. Mas basta oferecer um espaço grande o suficiente para ver que este grande cão se transforma e demonstra que tem uma energia vital que irá surpreender a todos.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas

  • Afghan Hound

    Difícil de acreditar que o penteado Galgo Afegão, ou simplesmente Afghan Hound, um dos...

    Leia Mais
  • Galgo Espanhol

    O Galgo Espanhol está muito unido à cultura espanhola. Uma prova disso são as infinidades...

    Leia Mais
  • Greyhound

    O Greyhound, também conhecido como Galgo Inglês, é usado principalmente como cão de...

    Leia Mais
  • Irish Wolfhound

    Os cães da raça Irish Wolfhound podem ter sido caçadores destemidos vários séculos...

    Leia Mais