American Staffordshire Terrier (AmStaff) - Raças de Cães | CachorroGato

Guia de Raças

American Staffordshire Terrier

Staff, AmStaff

Quero esta raça

Ficha do American Staffordshire Terrier

American Staffordshire Terrier

O American Staffordshire Terrier (amstaff) é um cão que tem uma reputação de violento e agressivo, mas longe desta crença, os donos de amstaffs afirmam que este é um dos animais mais calmos. Por outro lado, se a agressividade for estimulada com métodos firmes, ele pode tornar-se um animal incontrolável. Suas extraordinárias mandíbulas podem causar danos enormes para qualquer outro animal, inclusive os maiores que ele.

Origem

A origem do American Staffordshire Terrier é bastante complexa. Descendem das raças Old English Bulldog, Terrier Inglés e Old English Terrier. No início, este cão foi utilizado em brigas de cães e touradas, atividades que são consideradas ilegais na maior parte do mundo. Atualmente, o American Staffordshire-Terrier deixou de ser um cão agressivo para ser um agradável cão de companhia.

Comportamento

O American Staffordshire Terrier é corajoso, forte, resistente, musculoso, obstinado e tenaz. Devido a estas qualidades, tem sido utilizado como um cão de luta, mas se não for educado para esse fim, é amigável com os humanos. Sempre está atento ao que acontece ao seu redor e é um cão protetor com a sua família e o lar.

Aspectos

O American Staffordshire-Terrier é um cão musculoso, ágil e elegante. Seu pelo é curto, tenso, duro ao toque, brilhante e pode ser de qualquer cor. Tem um rabo curto e geralmente cortam as orelhas curta, em semi-rosa ou erguidas, mas esse procedimento é proibido na maior parte dos países, atualmente.

Cuidados Específicos

Devido a seu caráter e suas origens, o American Staffordshire-Terrier é um cão que deve ser domado desde muito pequeno e não se pode deixar passar nada durante sua educação, para que não tenham problemas futuros. Aprende com rapidez e é fácil de adquirir maus hábitos.

É necessário que este cão faça exercícios regularmente, mas pode adaptar-se a viver em um apartamento se tiver passeios diários.

Saúde

O American Staffordshire-Terrier é um cão muito saudável, embora alguns possam sofrer com alguma tendência de ter cataratas, problemas de coração e displasia coxofemural.


História do American Staffordshire Terrier

Uma vez proibidas as lutas contra os touros, os criadores que gostavam da ferocidade, coragem e tenacidade dos Buldogues voltaram suas atenções na criação de um cão para utilizarem como animais de briga. Os mineiros de carvão de Staffordshire cruzaram os Buldogues com os Terrier e continuaram com a tradição dos combates através das lutas clandestinas, que ainda são feitas até hoje.

Estes animais cruzados eram criados para que fossem agressivos com outros cães, por sua enorme coragem e sua grande resistência a dor, uma excelente capacidade para a coagulação do sangue (que foi útil quando foram feridos), a vontade de lutar até o fim e carinho inigualável com as pessoas. O homem explorou destes atributos e encorajou estes cães a lutarem entre si nos ringues de luta. O resultado destes combates dependia do desafio estabelecido. Às vezes, a luta durava até que um dos cães era tirado ou fugia do ringue e outras vezes não acabavam até que um dos cães estivesse morto. Em qualquer caso, este é um exemplo de abuso, por parte do homem, do dom do cão como companheiro leal, ao permitir que estes animais sofressem feridas para, assim, ganharem elogios de seus donos.

Um fato interessante a ser mencionado é que os antigos criadores destes cães consideravam como absolutamente necessário um atributo: a devoção para as pessoas. Se um cachorro de briga se revoltava contra uma pessoa ou mostrava agressividade com ela, era sacrificado imediatamente. Isto levou a raça a ter uma enorme personalidade amistosa com as pessoas e, por isso, nunca foi um perigo declarado para o homem.

Os American Staffordshire Terrier chegaram aos Estados Unidos no ano de 1870 como cães polivalentes para as fazendas e como guardiões de fronteiras. Se destacavam em seus serviços com as pessoas nas fronteiras e logo ganharam a reputação de ser um dos melhores cães que se podiam ter. Para aumentar a utilidade do cão em seu novo meio de vida nas fronteiras, os criadores de Bull e Terrier começaram a criação seletiva para um cão maior.

O cão Bull Terrier se converteu em um adepto a qualquer situação e desempenhou muitos papéis, entre os que incluíam o de pastor, protetor de gado, removedor de vermes, cão que tirava peso e cão de guarda, além de também ser querido e respeitado como um verdadeiro companheiro familiar.

Finalmente, os cães começaram a ter outros nomes, como Pit Dog, Pit Bull Terrier, American Bull Terrier e inclusive de Yankee Terrier. Estes animais importados evoluíram para se tornarem as raças características, entre elas o American Pit Bull Terrier e American Staffordshire Terrier. Não importa se é um Yankee Terrier, um American Pit Bull Terrier ou um American Staffordshire Terrier: suas origens são basicamente as mesmas.


Características do American Staffordshire Terrier

Os American Staffordshire Terrier são cães alegres, extrovertidos, estáveis e excelentes animais de estimação. São extremamente inteligentes e excelentes guardiões. A criação cuidadosa deu lugar aos American Staffordshire Terrier atuais, que são cães afetuosos, confiáveis e muito leais, com uma personalidade valente.

É um cão extremamente voltado para a família, que não se assusta facilmente, se dá bem com as crianças e com os idosos, além de também respeitarem aqueles que possuem necessidades especiais. Por isso, esta raça é muito utilizada como cão de terapia, sendo levado aos hospitais, residências de idosos e centros similares para ajudar na reabilitação e levar alguma alegria para os pacientes.

O American Staffordshire Terrier tem uma grande inteligência e uma enorme vontade de agradar. Estes cães amam as pessoas e estar com elas. Talvez o pior castigo que possa ser sujeito é se o American Staffordshire Terrier se separar de você. Se estabelecem vínculos imediatamente, esta raça será eternamente devota a você e não só quer, mas vai proteger sua família. Se sentirá muito feliz fazendo parte de sua personalidade afável com qualquer pessoa que reconheça como amigo, então o dono não precisa se preocupar ao apresentar novas pessoas.

Raça verificada por:

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Raças Relacionadas