6 indícios comuns que comprovam a inteligência dos cães | CachorroGato

6 indícios comuns que comprovam a inteligência dos cães

Saiba que tipo de comportamento canino do dia-a-dia gera indícios cada vez mais óbvios da inteligência dos cães

A inteligência dos cães é um tema discutido há muito tempo e que ganha cada vez mais embasamento em todo o mundo, já que o comportamento destes espertos animais nos premia com grandes e diários indícios sobre o nível que o seu pensamento pode atingir e compreender.

Habituados com as atitudes do dia-a-dia que oferecem provas da inteligência dos cães, os donos de bichos de estimação desta espécie são os primeiros a defender e ressaltar a grande capacidade de compreensão e até de comunicação dos cachorros; que já pode ser provada por uma série de estudos específicos realizados para provar, justamente, essa habilidade (como na pesquisa realizada por Alexandre Rossi – o Dr. Pet – com a cadelinha Sofia, que você confere acessando o link).

Inteligência dos cães

Com isso em mente, confira a seguir alguns dos comportamentos considerados entre os maiores indícios da inteligência dos cachorros, e entenda por que os cães podem ser muito mais espertos do que boa parte das pessoas imagina:

  1. Os cães podem aprender palavras
    Com o treinamento correto, os cães podem aprender o significado de palavras específicas por processos bastante lógicos de dedução, que são bem similares com a forma com que muitas crianças passam a assimilar novas palavras nos seus vocabulários. Raças reconhecidamente Inteligentes como a Border Collie, por exemplo, chegam a aprender mais de mil comandos com o adestramento.

  2. Os cachorros entendem a linguagem corporal das pessoas
    Muito rara entre os animais de uma forma geral, a compreensão da linguagem corporal dos humanos é algo feito com facilidade pelos cães – que tem uma capacidade absurdamente alta de identificar, por exemplo, para onde uma pessoa está olhando ou para onde ela está apontando o dedo.

    Cachorros inteligentes
  3. Os cães fazem amizades e as mantém
    Ao contrário do que acontece em outros grupos de animais, no mundo dos cachorros, o líder não é o que tem mais filhos ou é mais temidos; mas, sim, aquele que tem o maior número de amigos – já que, quanto mais ‘querido’, maiores serão as chances de que tenha ‘seguidores’.

    Os cachorros sabem como se comunicar com as pessoas
    Os diferentes latidos e rosnados dos cães servem para indicar e comunicar diferentes sentimentos e desejos, e apenas uma parcela muito pequena desse tipo de comunicação canina pode ser considerada proveniente dos lobos – sendo o hábito de latir, portanto, algo mais desenvolvido em função da domesticação do animal (que, geralmente, consegue se fazer entender pelos seus tutores).

  4. Os cães sabem como enganar seus tutores
    Pesquisas realizadas na Universidade de Viena, na Áustria, chegaram a conclusão de que os cachorros tendem a ser menos obedientes quando longe de seus donos ou quando os tutores estão distraídos com alguma coisa (seja em função do trabalho, da televisão ou de alguma leitura). Segundo o estudo, o animal sabe bem quando está sendo observado, e o seu comportamento varia de acordo com a situação em que se encontra.

    Sinais da inteligência canina

  5. Os cachorros sentem empatia
    Embora ainda não haja provas concretas ou confirmadas por estudos específicos, já são muitos os indícios de que os cachorros também têm o sentimento de empatia. Segundo observações, quando há uma briga entre dois cães, por exemplo, em 50% dos casos um terceiro animal se aproxima do perdedor do embate (mesmo que não tenha acompanhado a briga acontecendo); já que, ainda de acordo com a análise, o cachorro consegue identificar um comportamento que indica a ‘derrota’ em outro animal da mesma espécie, buscando uma forma de consolá-lo.


Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/noticias/inteligencia-dos-caes/

Sugira novo tema para um artigo
Tags:
cachorros inteligentes, cães espertos, cães inteligentes, inteligência canina, inteligência dos cães

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Priscila Franco é a Community Manager e Editora-chefe das Notícias do Grupo CachorroGato. Formada em Jornalismo e Publicidade & Propaganda.

Artigos Relacionados