CRMV-SP lança cartilha para incentivar posse responsável de pets | CachorroGato

CRMV-SP lança cartilha para incentivar posse responsável de pets

Buscando a conscientização da população em relação aos cuidados com animais e a posse responsável de pets, o CRMV-SP lança cartilha especial

Presente na 13ª edição da Pet South America, o CRMV-SP aproveitou a oportunidade para lançar a sua cartilha de conscientização sobre a posse responsável e o cuidados com animais de estimação. Destacando o tipo de medida necessária para se ter um pet em casa e mantê-lo com saúde, bem-estar e qualidade de vida, a nova cartilha oferece dados valiosos sobre o trato com animais; buscando uma diminuição no número de casos de abandono por todo o País por meio da disponibilização de informações ao público.

Para alcançar o maior número de pessoas possível, a cartilha do CRMV-SP será distribuída em clínicas veterinárias, associações do segmento e pedágios de São Paulo; sendo que o Conselho também negocia com a Secretaria da Educação para distribuir o informativo em escolas espalhadas por todo o estado.

CRMV-SP

Contando com a ajuda de Alexandre Rossi (o Dr. Pet) - que é membro da comissão técnica de bem-estar animal do Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo – e da sua pet, a cadela Estopinha; o lançamento da cartilha foi feito dentro do estande da entidade na Pet South America 2014, chamando a atenção de um grande grupo de pessoas para as informações expostas no informativo; que destaca nove itens principais, descritos a seguir:

  1. Responsabilidade
    Animais não são brinquedos, e os cuidados básicos de abrigo, alimentação e carinho são fundamentais para o bem-estar e saúde dos pets. Portanto, antes de levar um novo amigo para casa, certifique-se de que terá condições físicas, mentais e financeiras de lidar com as exigências que ser um tutor implica.

  2. Escolha certa
    Levar para casa o animal e a raça que mais combinam com você e a sua família é outro ponto crucial para que o pet possa viver com qualidade e, por isso, é importante que o futuro tutor pesquise e se informe bem sobre as principais características do animal, incluindo personalidade, nível de energia, necessidade de espaço (em função do porte, principalmente) e possíveis complicações de saúde comuns à raça escolhida.

  3. Alimentação
    Uma dieta de qualidade e água fresca e limpa são itens que jamais podem faltar para um novo cão ou gato. Por isso, marcar uma consulta com um médico veterinário e seguir as suas instruções em relação a uma alimentação adequada e balanceada (de acordo com a idade, a raça e o porte do pet) são medidas essenciais.

  4. Higiene
    O ambiente em que o animal de estimação vive ou circula deve estar sempre limpo, sendo que quesitos como conforto e abrigo das mudanças climáticas (sol, chuva, vento, etc.) também devem ser levados em consideração. A freqüência de banhos recomendada pelo veterinário também deve ser seguida para evitar problemas desenvolvidos em função do acumulo de sujeiras – e lembrar-se de recolher as necessidades feitas pelo pet nas ruas também é importante, já que os cuidados com a higiene não devem ser restritos ao ambiente do lar.

  5. Consulte sempre um veterinário
    Assim como os humanos necessitam de check-ups para manter a saúde em dia, os animais também precisam de consultas periódicas com um médico veterinário para garantir o bem-estar e se manterem saudáveis – e cabe ao tutor do pet e certificar de que esse tipo de cuidado esta sendo tomado.

    Posse responsável é tema de cartilha do CRMV-SP

  6. Identificação
    Embora possa parecer uma garantia pouco segura, o uso de plaquinhas de identificação no pescoço de cães e gatos é essencial para evitar problemas e surpresas em relação ao sumiço de animais de estimação. A colocação de chips sob a pele do animal (que levam todos os dados do animal e de seu tutor) também é recomendada; facilitando a descoberta da localização do pet em casos de perda.

  7. Castração
    Caso a criação de diferentes filhotes não seja do desejo do tutor, a castração é a melhor opção; e ainda pode ajudar a prevenir uma série de doenças e problemas bastante graves para a vida de cães e gatos, incluindo a piometra (inflamação do colo do útero), no caso de cadelas, e o câncer de mama. Além disso, a castração também pode auxiliar a diminuir e controlar alguns comportamentos agressivos ou instintivos de cachorros e gatos não-castrados; como a marcação de território e brigas entre pets.

  8. Diversão
    Cuidar da saúde dos animais não envolve, apenas, visitas ao veterinário; e é importante lembrar que brincar e se divertir com o animal (dando-lhe atenção, carinhos e passando momentos de lazer ao seu lado) também é fundamental para a saúde física e mental do pet – ajudando, ainda, para que o bichinho se torne mais sociável.

  9. Cuidado
    Ressaltando a necessidade de muita atenção e cuidado com os bichinhos de estimação, o nono item da cartilha do CRMV-SP destaca a importância de seguir os preceitos da posse responsável na hora de levar um novo amigo para casa – lembrando que todo o carinho dado ao animal será retribuído alegremente, e que toda a família deve estar de acordo com essa adição e comprometida a trabalhar para ajudar a cuidar do pet como ele merece.  


Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/noticias/crmv-sp-cartilha/

Sugira novo tema para um artigo
Tags:
Cartilha sobre posse responsável, Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo, CRMV, CRMV-SP, CRMV-SP e posse responsável

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Priscila Franco é a Community Manager e Editora-chefe das Notícias do Grupo CachorroGato. Formada em Jornalismo e Publicidade & Propaganda.

Artigos Relacionados