Centro de reabilitação animal é tema de seminário na PET Rio Expo | CachorroGato

Centro de reabilitação animal é tema de seminário na PET Rio Expo

Saiba como formar e expandir um centro de reabilitação animal e ingressar neste promissor mercado do setor pet

Uma série de palestras foram realizadas durante a terceira edição da PET Rio Expo, realizada de 25 a 27 de março no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro (RJ), tendo discussões e a exposição de dados importantes ligados à saúde e ao mercado pet entre os seus principais temas. Ainda novo no Brasil, o centro de reabilitação animal não ficou de fora do evento, e foi destaque de um debate realizado no dia que encerrou a feira, abordando cases de sucesso do setor pet veterinário.

Liderado pelo Dr. Ricardo Lopes – proprietário e diretor da Fisio Care Pet – a apresentação do case de sucesso do seu centro de reabilitação animal chamou a atenção dos participantes do debate, que puderam ter uma ideia melhor do tipo de ação necessária para formar, abrir, gerir e ter sucesso com um empreendimento desse tipo em território nacional.

Centro de reabilitação animal

“Embora os centros de reabilitação para pet e a fisioterapia animal ainda sejam desconhecidos por muitos, esse é o tipo de serviço do qual todos os proprietário de bichos de estimação vão precisar em algum momento – seja pela idade avançada dos pets ou em função de outros problemas de mobilidade e até obesidade que o animal possa ter”, explica Lopes, acrescentando que, até aproximadamente cinco anos arás, a disciplina de fisioterapia veterinária nem mesmo existia nas universidades do segmento.

Ganhando cada vez mais adeptos e reconhecimento no mundo da medicina veterinária, estes centros especializados contam, hoje, com uma série de inovações de grande ajuda para os animais com disfunções ou problemas relacionados à mobilidade – sendo a terapia aquática uma das grandes novidades do ramo, e que pode acelerar em até 60% o processo de recuperação de um pet com complicações neste sentido.

Leia Mais: Olga Zabelinskaya fala sobre a profissão de groomer na PET Rio Expo

De acordo com o Dr. Ricardo Lopes, o reconhecimento de mercado, a definição de uma estratégia de divulgação, a formação de uma rede de parcerias e a projeção de uma imagem de credibilidade são itens fundamentais para quem deseja se lançar no ramo do centro de reabilitação animal. Confira, a seguir, alguns pontos importantes apontados por Lopes que devem ser seguidos nessa caminhada ao sucesso:

Reconhecimento de mercado

Quem deseja entrar no segmento deve ter plena consciência do mercado onde vai atuar, tendo em vista quais são as maiores dificuldades do negócio e quem são os seus principais concorrentes, podendo avaliar o seu serviço perante os demais oferecidos pelo mercado. Além disso, a identificação de oportunidades deve ser um foco constante por parte de quem se lança neste mercado; já que é, justamente, por meio delas que o seu empreendimento pode evoluir ou afundar.

Estratégia de divulgação

É necessário identificar o público-alvo do estabelecimento e quais são os seus clientes em potencial, definindo a área em que atuam e o tipo de interesse que possam ter no negócio. Profissionais veterinários, estudantes, especialistas ou donos de pets: todos eles devem ter seus interesses devidamente apurados, possibilitando que o direcionamento da divulgação seja feito da maneira mais acertada.

Rede de parceiros

Os profissionais, empresas, hospitais ou clínicas veterinárias que possam indicar o seu serviço para clientes em potencial (como proprietários de bichos de estimação) também devem ser identificados – além de escolhidos com critério, já que a credibilidade do estabelecimento é algo fundamental paro sucesso de qualquer negócio relacionado à saúde pet.

Meios de comunicação

As mídias, veículos e páginas da internet onde o seu negócio possa ser divulgado devem ganhar atenção no planejamento, e o tipo de divulgação a ser feito deve ser bem estudado; para que a elaboração de folders, artigos ou ações promocionais possa ser direcionada da maneira certa e atrair novos clientes.

Segundo Lopes, embora esse tipo de ferramenta possa ajudar bastante na divulgação do negócio e seus serviços, a melhor indicação que há neste é mercado é o famoso “boca a boca” – já que, mesmo com muitos fãs, redes sociais como Facebook garantem a atração de apenas 0,5% do público e um estabelecimento.

Conforme citado, construir uma imagem de credibilidade no mundo da saúde animal é essencial para o sucesso de um empreendimento do setor; e a participação de profissionais da empresa em eventos como congressos, seminários, palestras em faculdades de medicina veterinária e até programas de televisão pode contribuir muito para isso.

Junto com isso, a publicação de artigos assinados por profissionais da empresa também pode ser uma boa opção de divulgação com credibilidade. A elaboração de campanhas específicas sobre problemas que tenham, no seu negócio, a solução - como a distribuição de folders informativos sobre os benefícios da fisioterapia animal para cães obesos, por exemplo - também pode ser bastante proveitosa como uma forma de propagação e reconhecimento da sua marca; embora não garanta a atração de muitos novos clientes.

Mapeamento de contatos e concorrentes

Antes de abrir o centro, é preciso fazer o mapeamento dos principais contatos e concorrentes que se encontrem em um raio de aproximadamente 12 quilômetros de onde o estabelecimento for abrigado – podendo avaliar a presença de profissionais próximos que possam auxiliar no negócio (como ortopedistas, acupunturistas, neurologistas, endocrinologistas e fisioterapeutas da medicina veterinária) e, ainda, que tipo de serviço oferecido por você pode ser “substituído” pelos empreendimentos as redondezas.

Expansão da rede de empresas

“Abrir franquias na área médica veterinária é algo muito complicado, já que esse tipo de negócio exige uma estrutura grande e detalhada. No entanto, abrir seu negócio para licenciamento de marca e consultoria pode ser uma boa forma de expandir o negócio sem que haja problemas”, comenta Ricardo Lopes.

Contando, hoje, com oito centros de reabilitação animal (espalhados entre a Grande São Paulo e o interior do estado, a Fisio Care Pet já conta com interessados no licenciamento da marca em oito estados brasileiros (Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Brasília, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná e Santa Catarina), sendo que países como Uruguai e Argentina também entram na lista de possíveis licenciados da rede.

 

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/noticias/centro-reabilitacao-animal/

Sugira novo tema para um artigo
Tags:
centro de reabilitação animal, fisioterapia animal, fisioterapia para pets, Pet Rio Expo, Ricardo Lopes

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Priscila Franco é a Community Manager e Editora-chefe das Notícias do Grupo CachorroGato. Formada em Jornalismo e Publicidade & Propaganda.

Artigos Relacionados