Cão apreendido pela polícia por maus-tratos em Campinas não resiste

Na semana passada, o Notícia Animal contou a história do cachorro Chumbinho, que foi...

Na semana passada, o Notícia Animal contou a história do cachorro Chumbinho, que foi apreendido pela equipe do Setor de Proteção aos Animais e Meio Ambiente da Polícia Civil de Campinas (SEPAMA) em um ferro-velho próximo a Avenida das Amoreiras na segunda-feira (16/04). Mestiço da raça fila, o cachorro estava extremamente debilitado e coberto de carrapatos. Pesava aproximadamente 25 kg, quando o ideal para a raça seria 45 kg. 

Ele foi encaminhado aos cuidados do Centro Clínico do PlanetVet, onde teve que ser submetido a uma transfusão de sangue para sobreviver. A equipe veterinária lutou pela vida do animal, que apresentava um quadro avançado de Erlichiose, popularmente conhecida como "doença do carrapato". No domingo (22/04), Chumbinho não resistiu e veio a óbito. De acordo com o veterinário Diogo Siqueira, que acompanhou o caso desde o início, a doença atingiu a medula e, por isso, ele não produzia mais os componentes sanguíneos.

 

Entenda o caso

 

Leia Mais: Copa Animal: Chile X Austrália

Siqueira acompanhou a ação do SEPAMA no dia 16/04 e disse que o caso era de maus-tratos. Segundo ele, o cachorro ficava confinado pelo tutor em um espaço pequeno, de cerca de dois metros quadrados. Além disso, o veterinário suspeita que o animal não estava sendo alimentado, o que justificaria seu estado de raquitismo. Siqueira conta que a polícia já havia advertido o proprietário do estabelecimento que na ocasião se comprometeu a melhorar as condições do cachorro. Mas na segunda-feira, quando as autoridades foram vistoriar o local, encontraram a situação da mesma forma e prosseguiram com a apreensão do animal.

 

O tutor de Chumbinho será indiciado pelo crime de maus-tratos, previsto no artigo 32 da Lei 9.605/98, que dispõe sobre crimes ambientais. A normativa prevê pena de três a seis meses de reclusão e aplicação de multa para crimes contra animais domésticos. A pena pode ser aumentada de um sexto a um terço se o animal vier a óbito, como no caso em questão. As autoridades ainda não revelaram o nome do acusado.

 

Foto: PlanetVet



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/noticias/cao-apreendido-pela-policia-por-maus-tratos-em-campinas-nao-resiste/

Sugira novo tema para um artigo

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Graduada em Comunicação Social / Jornalismo pela PUC-Campinas e ativista da causa animal há mais de 10 anos. Possui vasta experiência em redação neste segmento, tendo atuado como gestora de conteúdo de sites e redes sociais de ONGs. Atualmente cursa sua segunda graduação em Medicina Veterinária pela Faculdade de Jaguariúna (FAJ).

Artigos Relacionados