Vermífugos para Gatos - Cuidados e atenção | CachorroGato

Vermífugos para Gatos - Cuidados e atenção

Veja nesse artigo a importância de dar vermífugos para gatos

Sabia que dar vermífugos para gatos é tão importante quanto ter a vacinação deles em dia? A falta de vermifugação pode causar doenças graves no seu gatinho. É muito importante vermifugar seu gato desde filhote, a partir dos 30 dias de idade, assim ele vai adquirindo imunidade contra doenças causadas por vermes. Hoje em dia é muito comum ver gatos sofrendo com endoparasitas (parasitas que acometem e atuam na parte interna do animal, como vermes, tênias e lombrigas).

A principal forma de contágio dessa doença é na rua, quando o animal entra em contato com fezes, comida ou água infectada. A vermifugação dos gatos, assim como a vacinação, não segue um padrão, quem define o calendário de vacinação e vermifugação é o seu médico veterinário. Porém, normalmente são seguidas as seguintes etapas:

 

  • Primeiros 30 dias de vida

É dada a primeira dose de vermífugo.

 

  • Aos 45 dias de vida

É administrada a segunda dose do medicamento.

Leia Mais: Antibióticos para gatos – Quais doenças eles tratam?

 

  • Com 60 dias de vida

Fecha-se o ciclo, com a terceira e última dose dessa etapa inicial da vida do bichano.

 

Até seu gato completar 6 meses de idade, é indicado dar vermífugo uma vez por mês. Passado esse tempo é indicado dar o vermífugo de 3 a 6 meses. Este protocolo pode ser variado de acordo com o local onde o animal vive e é possível descartar a possibilidade de uma vermifugação mensal através de um exame de fezes que comprove a ausência de parasitas no organismo do seu gato.

 

vermifugos-para-gatos

 

A vermifugação também depende muito dos hábitos e do estilo de vida do gato, se ele vive em apartamento, não sai de casa, nem tem contato com a rua e outros animais possivelmente doentes, as doses de vermífugo podem ser administradas a cada 6 meses. Agora, se seu gato vive no campo, tipo uma chácara ou sítio, ou tem o costume de ficar na rua, é necessário vermifugá-lo a cada 3 meses.

Gatos que não são devidamente vermifugados podem sofrer de doenças sérias, como: fraqueza, falta de apetite, perda de peso, queda de resistência, atraso no crescimento, vômitos e diarreias. Doenças causadas por vermes podem matar um gato, ainda mais se for filhote, por ele ser menor, mais fraco e ter sua resistência mais fraca. Por isso é importante a vermifugação em gatos.

Se o seu gato apresentar sintomas como diarreias, alterações no excremento (fezes), vômitos e palidez nas mucosas é sinal de que ele pode estar com vermes. Um comportamento aparentemente estranho como esfregar o ânus no chão também pode ser um sinal de verminose. Se você perceber esse tipo de conduta no seu gato, é indicado levá-lo ao medico veterinário para uma avaliação.

 

gato-com-vermes

 

Um dos primeiros sinais que seu gato precisa de vermífugos é quando conseguimos ver alguns pequenos vermes que ficam se mexendo ao redor do ânus dele. Parecem minhocas brancas minúsculas. Esses “verminhos” são pequenos segmentos vivos da tênia (ou solitária), que se desprenderam dela. A Tênia é um verme longo, composto por vários segmentos. Quando esses pedacinhos, ou segmentos, morrem, se parecem com sementes de gergelim. Normalmente esses grãozinhos são encontrados no local onde o gato dorme.

Existem dois tipos de tênias e cada tipo infecta os gatos de diferentes formas. A primeira Dipylidium caninum infecta os gatos quando engolem uma pulga infectada com o parasita. Por isso também é importante fazer um controle rigoroso contra pulgas, tanto no animal, quanto no ambiente que ele vive. O segundo tipo de tênia é a Taenia taeniaformia. Esse tipo de tênia infecta gatos que ingerem um animal (como um roedor, uma ave, etc.) que tenha sido infectado por esse tipo de lombriga.

É importante ressaltar que esses sintomas descritos acima não são necessariamente verminoses. Seu gato só pode ser examinado, diagnosticado e devidamente tratado por um veterinário. Como em todo caso de utilização de medicamentos, assim como em humanos, é necessário que esses medicamentos sejam prescritos por um profissional de saúde, e apenas quando necessário. Medicamentos podem causar variados graus de intoxicação e, infelizmente, não são raros os casos de gatos intoxicados por vermífugos, principalmente filhotes e gatos debilitados.

Exames de fezes certificam se é realmente necessária a administração de um vermífugo. É muito melhor verificar se seu gato precisa realmente de um vermífugo do que medicá-lo além da necessidade periódica indicada. Fora que gatos normalmente detestam tomar remédio, especialmente comprimidos. Examine seu gato periodicamente para ver se sua saúde está em dia. Tenha uma programação de vacinação e vermifugação. Dessa forma você, sua família e seu gato estarão sempre seguros e livres de doenças contagiosas.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/vermifugos-para-gatos/

Categorias:
Comportamento dos Gatos, Saúde do Gatos
Tags:
bichanos, cuidados, doenças, felinos, gatos, saúde, vermes, vermífugos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados