5 Problemas de Gato Mais Comuns | CachorroGato

5 Problemas de Gato Mais Comuns

Descubra os problemas de gato mais comuns e que mais atingem os donos de pets felinos

Quem tem gato sabe que esses adoráveis patas peludas tem manias próprias que a gente não entende e nunca vai entender. Há cinco problemas de gatos que consideramos os mais comuns, descubra aqui cada um e como lidar.

 

Os 5 problemas de gato mais comuns são:

 

  1. Arranhar

Quem tem um bichano em casa, é certo que também tem alguma peça de roupa ou móvel arranhado, pois arranhar é um hábito muito comum do comportamento felino e pode ser motivado por diferentes razões. Às vezes o gato quer só afiar as garrinhas, noutras ele apenas quer aliviar o estresse e o tédio, para gastar energia, ou pode ser pra marcar território, pois ao arranhar, o gato solta hormônios no local, demarcando o território com o seu cheiro.

Não tem como fazer o gato parar de arranhar, esse vai continuar sendo um dos problemas de gato sempre. O que se pode fazer é modificar o foco do destino das garrinhas felinas. Compre um arranhador, são brinquedos perfeitos para distrair o gato, fazê-lo gastar energia e ainda poupar seu tapete e a almofada nova que você comprou pra botar no sofá. Os que mais fazem sucesso são as torres de arranhador.

Leia Mais: Cuidar de um Gato - Dicas e sugestões

problemas-gato

 

  1. Agressividade

Que gatos não são animais que demonstram afeto com facilidade, nós sabemos. Mas um comportamento agressivo já não é normal, para nenhuma raça. A maioria das causas de agressividade felina é facilmente resolvida com adestramento.

Tipos de agressividade que os gatos desenvolvem:

  • Predatória
  • Ofensiva
  • Defensiva
  • Por causa de dor
  • Territorial
  • Materna
  • Redirecionada

 

A agressividade é mais um dos problemas de gato que são normais, mas pode e até deve ser resolvido. A agressão predatória se dá pelo instinto natural de caça do gato, mas quando esse comportamento persiste, o gato começa a achar normal brincar com você e arranhar deixando machucados.

A agressão ofensiva costuma ser comum quando há mais de um animal de estimação na casa, o gato sente que precisa se impor. Já a agressão defensiva acontece quando o gato é submetido a situações estranhas com pessoas que não conhece ou com animais novos. Ele se sente ameaçado, costuma apontar as orelhas, empinar a parte traseira do corpo e se preparar para atacar caso o animal ou pessoa se aproxime.

A agressão por dor pode ocorrer. Às vezes o gato está sentindo muita dor e acaba ficando agressivo, sem saber como expressar a dor, e por estar mais vulnerável que ele esteja, adota uma postura agressiva para se defender. A agressão territorial é basicamente impulsionada pelos mesmos motivos da agressão ofensiva e defensiva. O gato tem a necessidade de proteger seu espaço.

A agressão materna é um dos problemas de gato mais naturais e comuns. A gata quando tem uma ninhada, tende a ficar muito protetora em relação aos filhotes e o espaço onde eles estão. Esse tipo de agressão pode se desenvolver no cio.

Por último, a agressão redirecionada é quando o gato, não conseguindo se expressar de outra forma, reage agressivamente. Quando fica muito tempo preso em casa e não consegue extravasar as energias, o primeiro que chegar em casa pode ser um alvo em potencial.

 

  1. Bolas de pelo

Mais um dos 5 problemas de gato são as tais bolas de pelo. O gato, principalmente os de raça de pelo longo ou semi-longo, engolem muito pelo quando estão se limpando. O problema é que, por vezes, esses pelos formam uma bola no estômago do gato e ele não consegue expelir, sendo necessário intervenção cirúrgica para remoção da bola de pelos.

Para resolver este problema de gato, é extremamente recomendado que o dono mantenha a escovação do pelo em dia. Há escova própria para isto que você pode encontrar em qualquer pet shop. Os gatos com pelo longo necessitam de escovação diária.

 

  1. O gato não quer usar a caixinha de areia

problemas-com-felinos

O gato, por instinto natural, aprende a usar a caixinha de areia para fazer suas necessidades. Porém, acontece de o gato simplesmente decidir não usá-la mais. Há algumas possíveis razões para isso: mudança do tipo de areia, mudança no local onde a caixa costumava ficar, a caixa suja também vai afastar o gato, sendo necessário que você troque regularmente a areia.

Quem tem gato, sabe que eles são animais muito higiênicos e até cobrem o local onde fizeram as necessidades para que não sintam o cheiro, então se a caixinha estiver suja, ele vai evitar passar lá e vai começar a escolher lugares onde você não gostaria de ver uma poça de xixi. Esse é um dos 5 problemas de gato que você pode facilmente resolver.

 

  1. Insônia felina

 

O último comportamento da nossa lista de 5 problemas de gato é quando o nosso bichano resolve dormir de dia e ficar acordado a noite. Na maioria das vezes, é você mesmo que está incentivando a insônia do gato. O gato precisa de estímulos mentais para gastar sua energia durante o dia, principalmente se você passa o dia fora, quando chegar, o gato vai querer recuperar o tempo.

Se você deixa o seu bichano ocioso durante o dia, a tendência é que ele passe esse tempo descansando, portanto vai ter energia de sobra pra gastar madrugada afora. A solução é dispor de vários brinquedos para que o gato se divirta, a outra ideia seria, se possível, ter mais de um gato em casa, assim eles brincam e se distraem durante o dia, deixando para repor as energias durante a noite.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/problemas-gato/

Categorias:
Comportamento dos Gatos, Saúde do Gatos
Tags:
bem-estar, bichanos, convivência, felinos, gatos, hábitos, pets, problemas

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados