Gato Solitário - Mitos e Verdades | CachorroGato

Gato Solitário - Mitos e verdades

Gato solitário: é mesmo verdade que os bichanos preferem ficar sozinhos?

Gatos costumam passar a imagem de animais solitários e, às vezes, eles preferem mesmo ficar sozinhos a ter que interagir com qualquer animal ou pessoa. Mas gatos são animais independentes e precisam também da privacidade deles e prezam por isso. Um gato solitário, contudo, também pode gostar de companhia.

Muitas vezes um gato solitário não gosta de dividir seu território com outros, mesmo que os outros sejam gatos. Mesmo donos de mais um gato acham que um irá ajudar o outro a ser menos egoísta, mas mesmo que morando juntos, precisam de sua independência. E se os diversos gatos são forçados por alguma situação a fazer algo juntos ou dividir algum utensílio da casa, seja até mesmo a caixa de areia, pode aparecer um conflito entre os animais. Inclusive, esse é um dos motivos que levam os veterinários a indicar uma ou mais caixa de areia para cada gato da casa.

Apesar de toda essa natureza mais independente e muitas vezes interpretada como gatos solitários não tira deles a necessidade de um pouco de carinho, cuidado, atenção e afeto. Se o dono não fica muito tempo em casa e acha que é melhor ter um gato por ele ser mais independente que um cachorro, pode-se pensar em ter dois gatos ao invés de um.

 

 

Leia Mais: Carrapato em Gatos – Gato também pega carrapato?

Mesmo que o gato possa se entreter com o dono, mas não passe muito tempo com ele, ter um outro gato é a maneira de não deixar o felino muito sozinho e dar ao animal alguém para brincar e que o "entenda" melhor e mais fácil.

Os gatos não precisam se tornar melhores amigos, mas é sempre bom ter outro da mesma espécie por perto, ajuda a afastar um pouco a solidão deles caso fiquem sozinhos em casa. Muitos veterinários indicam que, se deseja ter um gato, tenha dois para um fazer companhia para o outro.

Quando sozinhos, os dois gatinhos podem ter mais atividade física, entretenimento e companheirismo um com o outro. E com todo esse gasto de energia, acabam diminuindo o estresse e as chances de estragar os móveis ou ter brincadeiras que, com humanos, podem ser agressivas demais.

Os gatos na época jovem-adulta, até cerca de 24 meses de idade são os mais carentes de um amigo da mesma espécie. Se o gato fica sozinho, especialmente nessa época, ele acaba ficando mais depressivo, se tornando o gato solitário que o dono imagina mesmo e pode deixar seu sistema imunológico mais fraco, deixando um ambiente mais fácil para doenças.

Tudo depende do comportamento e do temperamento do gato, ele pode aceitar um novo companheiro mesmo quando mais velho, mas também existe a chance dele se fechar para a nova amizade e preferir ficar sozinho. Ou ele pode aceitar sem maiores problemas. Então se já tinha um gato (a) e quer aumentar a família felina, é melhor fazer isso gradativamente.

E se já tem um gato solitário e quer tentar apresentá-lo um novo gato, não esqueça de passar com o veterinário para ver como a saúde do novo gato está e, se preciso, medicá-lo antes de levá-lo para conhecer o bichano que já habita a sua casa.

 

Conheça também os cuidados que se deve ter com gatos que saem à rua.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/gato-solitario/

Categorias:
Comportamento dos Gatos, Fases da Vida dos Gatos, Saúde do Gatos
Tags:
bichanos, comportamento, convivência, felinos, gatos, hábitos, solitários, sozinhos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados