Febre em Gatos – Causas e sintomas

Saiba como detectar febre em gatos e o que fazer para tratá-los

Assim como nós humanos, os animais ficam doentes também. Cachorros e gatos sofrem com gripes e resfriados nas mudanças rápidas de temperatura que vem acontecendo em nosso país. Febres atrapalham a vida dos nossos pets, sejam eles cães ou gatos. Os sintomas que eles demonstram são os mesmos que nós (humanos) apresentamos: coriza, indisposição, fadiga, entre outros sintomas.

Aqui falaremos sobre febre em gatos. Os gatos têm algumas maneiras de demonstrar que estão com febre. Muitas vezes nem percebemos que eles estão com algum incômodo, pois gatos são animais mais retraídos, então se algo os incomoda, eles ficam mais reclusos e “sem querer papo”. Seu gato pode apresentar febre por inúmeras razões, como: infecções, tanto viral quanto bacteriana, gripe ou resfriado, reação a certo tipo de medicamento, doenças, lesões traumáticas, até mesmo câncer.

febre-gatos

A febre pode aparecer no seu gato por vários outros motivos, como temperaturas elevadas, por exemplo, um dia muito quente de verão. Ou por causa de uma atividade física intensa. Variando entre causas leves até as mais sérias, a recomendação essencial é, como sempre: em qualquer sinal de comportamento estranho por parte do seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário e se assegure de que está tudo bem com ele.

 

Leia Mais: Cuidar de um Gato - Dicas e sugestões

Sinais de que seu gato pode estar com febre

  • Você vai perceber que seu gato não está bem se ele estiver inquieto e ansioso. Tudo bem que seu gato pode ser normalmente mais “serelepe”, mas com certeza você irá notar se ele estiver agindo de forma estranha. Gatos normalmente agem dessa forma se estão doentes ou incomodados com alguma coisa. Lembre-se que só porque ele está ansioso não quer dizer que ele esteja com febre.
  • A respiração do seu gato fica acelerada quando ele está com febre. Tente checar os batimentos cardíacos dele, repare que também estarão mais acelerados que o normal.
  • O nariz dos gatos deve estar sempre úmido, se ele estiver com febre, é bem provável que o nariz esteja ressecado. Seu nariz pode ficar assim por outros motivos também, então não use somente esse critério para diagnosticar com certeza que seu gato está com febre.
  • Além do nariz seco, as orelhas e patas do gato também estarão mais quentes e vermelhas que o normal se ele estiver com febre.
  • À medida que a febre vai aumentando, seu gato ficará cada vez mais apático e abalado, passando a ficar a maior parte do tempo deitado, sem apetite, com os olhos pesados e irritados.
  • Seu gato estará inapetente, isto é, ele não vai querer comer. Se ele estiver muito mal, ele nem vai aceitar aquele petisco que ele normalmente tanto gosta.

 

Como saber se seu gato realmente está com febre

A temperatura dos gatos pode chegar até a 39,5 graus sem ser considerada febre, por isso muitas vezes, quando se encosta no gato, se tem a falsa impressão de hipertermia, uma vez que nossa temperatura corporal é menor do que a dele.

medir-temperatura-gato

O modo correto de mensuração da temperatura nos gatos é por via retal, colocando o termômetro levemente inclinado para o lado de modo que encoste na parede do reto, este procedimento deve ser sempre feito por médicos veterinários, uma vez que, devido à via de mensuração ser o reto do animal, termômetros de vidro manipulados por pessoas inexperientes podem lesionar seriamente o gato. Isto pode ocorrer também com termômetros plásticos, mas estes são mais seguros.

Uma vez que você estiver com uma suspeita de febre no seu gato, ele deve ser levado imediatamente ao médico veterinário, pois pode ser o sintoma de alguma doença mais séria que está por vir.

Nunca se deve medicar o gato em casa, além de mascarar o sintoma sem o tratamento da causa. Um exemplo muito clássico é o paracetamol, que é usado para tratamento de febres em humanos, porém é altamente tóxico para gatos.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/febre-gatos/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Gatos
Tags:
bichanos, cuidados, doenças, febre, felinos, gatos, pets, saúde, sintomas

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados