10 curiosidades sobre gatos reveladas | CachorroGato

10 curiosidades sobre gatos reveladas

Confira dez curiosidades sobre gatos que vão fazer você entender melhor o comportamento do seu bichano

Os amantes de pets que têm um felino como bicho de estimação já sabem que os mistérios que rondam a vida dos bichanos são muitos, e que é preciso tempo para conhecer bem o comportamento e a personalidade destes animais. Por isso, as curiosidades sobre gatos ainda são muitas, mesmo para quem tem um exemplar dentro de casa, e saber melhor sobre as atitudes mais frequentes em relação a determinadas emoções que estes felinos têm é importante, tanto para que seja possível “entender” o que o animal quer demonstrar como para oferecer uma vida com mais bem-estar à ele.

Curiosidades sobre gatos

Os pedidos de carinho, o andar com a cauda levantada, os miados e os ronronados são apenas alguns dos comportamentos que costumam intrigar os amantes dos felinos e, pensando no pacote de mistérios que cada bichano leva consigo, selecionamos dez curiosidades sobre gatos que vão deixar você mais familiarizado com as atitudes do seu pet e permitir que a comunicação entre vocês seja cada vez mais clara e eficiente. Confira

  1. Pedido de carinho
    Quando um felino pede pelo carinho do dono é sinal de que ele deseja estreitar a relação, e se a cabeça for o local em que o animal quer receber o cafuné a situação pode ser considerada ainda mais afetuosa, já que é nesta região que os felinos da mesma espécie costumam se lamber para demonstrar amizade e confiança.

  2. Ronronados
    Produzido por uma vibração típica das cordas vocais dos felinos, o som do ronronar quer dizer que o gato está tentando chamar a atenção por algum motivo, seja por fome, para pedir carinhos ou para que se afaste de algo que considera perigoso. Ainda na fase de filhote já é possível presenciar os bichanos produzindo esse som enquanto mamam, sendo acompanhados no ronronar por suas mães.

  3. Miados
    Assim como os ronronados, os miados dos gatos são uma forma de chamar a atenção das pessoas ou de outros felinos. Enquanto os bichanos raramente miam um para o outro em situações rotineiras (guardando a voz para os momentos de briga ou acasalamento), eles costumam ‘falar’ bastante com seus donos e outros seres humanos, usando o som como uma forma de pedir por algo, (como comida ou colo).

    Curiosidades sobre o mundo dos felinos
  4. Brincadeiras
    Incentivando o instinto caçador do animal, as brincadeiras também são uma forma prática e divertida para que os felinos socializem entre si e com os seres humanos, demonstrando um sentimento de amizade. Quando curvam as costas e levantam o rabo, no entanto, é sinal de que a hora de brincar acabou para o bichano, e ele se retira do ambiente.

  5. Esconder emoções
    A dissimulação é uma característica bastante presente na vida dos bichanos, que não precisam (e não costumam) demonstrar muitas emoções para se comunicar. Justamente por ter um espírito bastante caçador, o gato prefere camuflar suas emoções para enganar e manipular os seus concorrentes, tentando se encolher quando com medo para fugir sem que percebam ou tentando parecer maior (levantando as costas e os pelos) para espantar o inimigo.

  6. Levantar o rabo na vertical
    O rabo levantado dos gatos é um ótimo sinal, já que pode ser considerado como um sinal de amizade, podendo ser direcionado tanto para outro felino como para os seres humanos de quem ele gosta. 

  7. Incômodo ao tocarem nas patas
    Extremamente sensível, a almofadinha das patas felinas é uma ferramenta poderosa para o tato e a sensibilidade caçadora dos bichanos. Por isso, os gatos tendem a se sentir absolutamente incomodados quando alguém tenta mexer nessa região, que reúne os receptores que indicam a presença de algo na sua pata e as suas garras cheias de nervos.

    Dez curiosidades sobre felinos

  8. Se esfregar na perna do dono
    Outro sinal clássico da demonstração de amizade do gato, o ato de se esfregar nas pernas das pessoas demonstra afeição e confiança, sendo que, geralmente, o felino levanta o rabo (como explicado anteriormente) antes de começar a roçar nas pernas do humano de quem gosta.

  9. Levar animais mortos para casa
    Ao contrário do que muitos imaginam, quando o felino traz um animal morto para casa ele não quer alimentar as pessoas do lar ou algo do tipo, sendo esta atitude uma das poucas que ainda remete bastante à vida caçadora que costumava ser natural para os bichanos. Na realidade, o gato leva o animal morto para casa porque, segundo seus instintos, ele pretende comê-lo. Entretanto, os felinos domésticos preferem outro tipo de alimentação com a qual já estão mais acostumados, e acabam abandonando a presa.

  10. Não se dar bem com outros felinos
    Com exceção dos bichanos na sua própria família, a quem conhece desde a época de filhote, os gatos adultos tendem a não gostar de outros felinos, e isso pode provocar brigas intermináveis em casas com mais de um bichano. Separar áreas específicas para cada um dos animais pode ser uma boa forma de evitar as brigas constantes, já que o estresse e o nível de medo que um felino mais jovem pode sentir de gatos mais experientes pode até levá-lo ao óbito.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/curiosidades-gatos/

Categorias:
Tags:
curiosidades do mundo dos gatos, curiosidades sobre bichanos, curiosidades sobre felinos, curiosidades sobre gatos, particularidades dos gatos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Priscila Franco é a Community Manager e Editora-chefe das Notícias do Grupo CachorroGato. Formada em Jornalismo e Publicidade & Propaganda.

Artigos Relacionados