Clamidiose Felina – Causas e prevenção | CachorroGato

Clamidiose Felina – Causas e prevenção

Saiba mais sobre as complicações da clamidiose felina e como proteger o seu gatinho desta doença

Causada por uma bactéria batizada de Clamidia Psittaci, a Clamidiose Felina é uma infecção que afeta o trato respiratório e ocular dos gatos, provocando sintomas como os da conjuntivite e da rinite no animal. Mais comum em locais onde há muitos bichanos aglomerados, a doença é bastante contagiosa, e o contato direto de um gato saudável com um animal contaminado (ou com as secreções liberadas por este animal doente) é a sua principal forma de transmissão.

Gatas prenhes que tenham a doença também podem passar a sua bactéria de origem para as crias, e locais pouco ventilados e sem higiene também favorecem a transmissão da Clamidiose, sendo que boa parte dos gatos infectados uma vez pela doença acabam sofrendo com a ocorrência de maneira reincidente.

Considerada uma zoonose, a doença também pode ser transmitida para os seres humanos que entrem em contato com um gato doente (em casos bastante raros), e a principal forma de prevenção do problema se dá pela vacinação – sendo que o antígeno da Clamidiose é um dos que faz parte da vacina polivalente quádrupla.

clamidiose

Embora muitos profissionais afirmem que, mesmo com a vacina, a Clamidiose Felina ainda possa acometer os felinos; as suas consequências, nestes casos, são consideravelmente menores do que as que ocorrem em bichanos não vacinados; portanto, esta prevenção nos felinos ainda filhotes continua sendo extremamente importante para que o bem-estar do animal seja mantido.

Conheça, a seguir, os principais sintomas, complicações e formas de tratamento da doença (também conhecida como Pneumonite Felina), e aprenda a identificar os sinais no seu bichano de estimação.

Leia Mais: Panleucopenia felina – Como identificar a tratar

 

Sintomas da Clamidiose Felina

Embora seja assintomática em alguns animais, a maioria dos felinos contaminados passa a apresentar uma série de sinais típicos da doença, que provoca febre, espirros, tosse e a inflamação da mucosa ocular, entre outros. A conjuntivite é, sem dúvidas, o principal e mais aparente sinal da Clamidiose, e deixa os olhos do felino irritados e vermelhos, apresentando corrimentos que podem variar entre uma consistência líquida até uma mais espessa, parecida com o pus.

Na maioria dos casos, a infecção aparece, primeiramente, em apenas um dos olhos do animal, contaminando o outro após algum tempo. Sintomas característicos de gripe felina também podem se manifestar no animal, incluindo, principalmente, dificuldade em respirar e rinite. Em casos mais graves (que ocorrem, principalmente em filhotes), o problema também pode desencadear uma pneumonia, aumentando a possibilidade de óbito – que é bem rara em função da doença.

 

Diagnóstico e Tratamento da Clamidiose

O diagnóstico da doença é feito, na maior parte das vezes, de forma clínica, sendo observada a reincidência exagerada da conjuntivite no felino – no entanto, exames laboratoriais também podem ser requisitados para que o quadro seja confirmado. O tratamento da Clamidiose Felina varia de acordo com os principais sintomas do bichano acometido, e inclui desde a aplicação de colírios e a limpeza da região ocular (com soluções fisiológicas) até o uso de medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios, entre outros.

Vale lembrar que nenhum tipo de medicamente deve ser administrado aos animais sem que tenha sido receitado por um profissional e, portanto, antes de tomar qualquer atitude para aliviar os sintomas do seu gatinho, uma visita ao médico veterinário é imprescindível.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/clamidiose-felina/

Categorias:
Saúde do Gatos
Tags:
bichanos, clamidiose, cuidados, doenças, felinas, felinos, gatos, pets, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados