Castração de gatos em todos os detalhes | CachorroGato

Castração de gatos em todos os detalhes

Saiba como funciona a castração de gatos e entenda por que esse procedimento pode ser de grande ajuda na vida de quem tem felinos em casa

A castração de gatos é um tema amplamente abordado pelos que tem ou desejam ter um felino como parte da família, e pode trazer uma série de vantagens para os bichanos que vivem em espaços restritos; assim como para seus proprietários. Evitando crias indesejadas e a superpopulação de gatos – que contribui para o abandono de pets e a propagação de doenças comuns aos felinos – a realização de tal operação nestes animais ainda causa polêmica em função de mitos espalhados no mundo animal.

Evitada por muitos proprietários que acreditam que o procedimento possa machucar seus pets, a castração de gatos (também conhecida como esterilização) consiste em um processo simples e prático que, quando realizado por um profissional competente, raramente traz qualquer tipo de consequência negativa.

castracao-gatos

Embora muitos donos de pet costumassem responsabilizar o preço alto como motivo para evitar o procedimento, nos dias de hoje já é possível fazer a castração por valores relativamente acessíveis ou até de graça – por meio de Centros de Controle de Zoonoses espalhados pelo País.

Chamada, tecnicamente, de orquiectomia quando feita nos felinos machos e de ovariosalpingohisterectomia (OSH) nas fêmeas, a castração de gatos consiste na retirada dos testículos ou do útero e ovários do animal, impedindo a sua procriação e evitando um grande grupo de complicações e cuidados que devem ser tidos com os bichanos em épocas de acasalamento.

Excluindo a necessidade do uso de anticoncepcionais para as fêmeas – medicamento que não apresenta níveis de segurança para a saúde dos animais – a castração se torna a melhor opção para quem deseja manter o bem-estar dos felinos e até prolongar a vida deles, já que o procedimento, além de acalmar os bichanos, diminui bastante os riscos de que os animais desenvolvam alguns tipos específicos de câncer, entre outras doenças.

Leia Mais: Castração de gatos machos - As vantagens de se castrar um gato macho

Conheça, neste artigo, as principais e mais importantes vantagens da castração de gatos, e saiba qual é a hora certa de realizar o procedimento no seu pet, ficando ligado nos cuidados e precauções específicos que devem ser tomados para que o seu felino possa tirar proveito de todos os benefícios deste processo.

 

Como é feita a castração em gatos

O primeiro passo para que a castração de gatos seja realizada de maneira correta e segura é procurar por um médico veterinário de confiança, que poderá esclarecer todas as dúvidas dos donos do pet em relação ao procedimento, seu preparo e o período de recuperação. Assim como no caso de cirurgias em humanos, é necessário que o animal que vai passar pelo procedimento fique longe de alimentos por 12 horas, e essa recomendação vale tanto para os machos quanto para as fêmeas.

Realizada no felino sob uma anestesia geral, sendo a inalatória a mais indicada, a castração de felinos exige a conexão do animal a aparelhos de monitoramento, possibilitando a observação dos sinais vitais do paciente para que seja possível evitar uma série de complicações no procedimento. Anestesiado, monitorado e com parte dos pelos raspados na região a ser operada, o animal sofre uma pequena incisão - por onde são retirados útero e ovários ou testículos – fechada logo em seguida.

Embora o procedimento seja rápido (durando cerca de 10 minutos), quando a castração é realizada nas fêmeas o tempo de operação tende a ser maior; já que a cirurgia é mais complicada quando comparada com a dos machos, mesmo sendo considerada rotineira e bastante simples pelos cirurgiões veterinários. Por ser um procedimento simples, se não houver complicações, em geral os animais são liberados no mesmo dia após a cirurgia, em caso de necessidade, o médico veterinário irá indicar a internação.

O período pós-operatório da castração em gatos também requer alguns cuidados especiais e, em boa parte das vezes, é recomendado que o bichano faça o uso de um colar elizabetano ou uma roupa cirúrgica até que os pontos da cirurgia possam ser removidos; impedindo que o animal morda ou arranque-os antes do tempo certo.

castrar-gatos

Além disso, é necessário que os proprietários do gato operado fiquem atentos para o surgimento de qualquer anormalidade no local onde foi feita a incisão no pet durante a cirurgia, certificando-se de que não haja inchaços, sangramentos ou secreções. Ao notar alguma dessas características no animal em recuperação, ele deve ser levado imediatamente para uma clínica veterinária, a fim de evitar complicações maiores.

Manter um ambiente tranquilo e limpo para que o bichano operado possa relaxar durante a sua recuperação também é importante no período pós-operatório: que, na maior parte das vezes, dura cerca de duas semanas, até que o gato possa ter seus pontos retirados por um profissional.

 

Quando castrar os felinos?

A castração de gatos pode ser feita quando o animal ainda é bem novo, e quem tem certeza de não desejar ninhadas felinas deve seguir esta recomendação e realizar o procedimento no seu pet o quanto antes.

Segundo a maioria dos profissionais, o período entre 6 e 8 meses de vida é considerado o ideal para a castração de felinos; no entanto, isso pode variar em função do desenvolvimento do corpo de machos e fêmeas e, portanto, somente um veterinário está apto a indicar a melhor hora de esterilizar o seu pet.

Nos Estados Unidos há, inclusive, animais que são castrados com 3 meses de vida - mas esta não é uma prática recomendável, já que, neste período, o risco de complicações com anestesias é maior, e boa parte dos felinos ainda não conta com um sistema reprodutor totalmente desenvolvido e pronto para a castração.

Embora muitos acreditem que seja necessário esperar que as fêmeas tenham seu primeiro cio para que seja realizado o procedimento, isso não passa de mito, e a castração feita antes desse período pode, ainda, contribuir para evitar problemas sérios – como tumores mamários - nas gatinhas.

Problemas urinários e de aumento de peso podem ocorrer em função da castração dos gatos; no entanto, a operação traz muito mais benefícios para a vida dos pets e seus donos do que a opção por não fazer o procedimento; sendo que, como o acompanhamento de um profissional e uma dieta balanceada, até mesmo as complicações mais comuns desse tipo de cirurgia podem ser facilmente evitadas e solucionadas.

 

As vantagens da castração de gatos

As vantagens da castração de gatos vão muito além do controle populacional dos felinos e, para quem tem um bichano em casa e mora em um espaço restrito, o controle e a qualidade de vida se tornam fatores bem mais próximos da realidade. Além de evitar o acasalamento dos gatos e o nascimento de muitos novos filhotes, a esterilização também promove a extinção de praticamente todas as complicações que acompanham o período do cio, fazendo com que a calma e a tranquilidade de machos e fêmeas possa ser mantida sempre.

Sem a ocorrência do cio, as gatas fêmeas poupam os ouvidos do bairro de seus miados para atrair machos, assim como todos os cantos da casa e as pernas de humanos ficam livres das esfregadas constantes, típicas nesse período. No caso dos machos, a demarcação de território também desaparece, já que o apetite sexual que ocorre em felinos não-castrados é evitado junto com os comportamentos característicos do animal que busca a procriação.

As chances de que o gato se perca ou se machuque também ficam bem reduzidas após a castração, assim como os riscos do aparecimento de problemas sérios como o câncer mamário e infecções no útero de fêmeas, doenças que afetam as glândulas reprodutivas e complicações genito-urinárias.

A qualidade e o tempo de vida dos bichanos também podem crescer bastante com a realização da operação, já que a castração, além de deixar os pets mais calmos e livres do estresse, diminui bastante a necessidade deles de sair de casa e explorar novos lugares – o que contribui muito para evitar brigas com outros gatos (que transmitem doenças e zoonoses), atropelamentos, traumas, envenenamentos e quedas, entre outros acidentes.

Para se ter uma ideia da diferença que faz a castração, um gato que costuma viver muito nas ruas tem uma expectativa de vida por volta de 5 anos; enquanto os felinos castrados (e que não costumam sair de casa) podem viver até cerca de 18 anos se cuidados de maneira adequada.

Além de evitar problemas causados em função das interações que ocorrem nas ruas entre os animais, a castração também melhora o comportamento dos bichanos no lar, já que tanto fêmeas quanto machos tendem a cessar atitudes típicas de gatos não castrados, que incluem urinar e defecar em locais não apropriados, além dos sintomas que aparecem no período da reprodução.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/castracao-gatos/

Categorias:
Fases da Vida dos Gatos, Saúde do Gatos
Tags:
bem-estar, bichanos, castração, castrar, cuidados, felinos, gatos, pets, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados