Câncer em Gatos – Como identificar e tratar | CachorroGato

Câncer em Gatos – Como identificar e tratar

Aprenda aqui tudo sobre câncer em gatos. Veja os sintomas e tratamentos disponíveis hoje em dia para tratar essa doença

A palavra câncer é temida por muitas pessoas no mundo inteiro, tanto quando se trata de câncer em humanos, quanto em pets. Nesse artigo falaremos sobre câncer em gatos.

Câncer em gatos não precisa ser necessariamente uma doença fatal, como muitos pensam. Hoje em dia o câncer tem tratamento. Se ele for diagnosticado no estágio inicial, as chances de cura e sobrevivência são muito grandes. Entenda a seguir como essa doença age no corpo dos gatos. 

cancer-gatos

 

Entenda o que é o câncer em gatos 

O câncer é uma doença que ocorre quando as células do corpo do gato começam a se multiplicar de forma incontrolável. Esses milhões de células, ao ficarem aglomerados, formam um tumor, que pode ser ou benigno ou maligno. Tumores podem prejudicar o funcionamento correto dos órgãos do gato, comprometendo assim a saúde do bichano. Por isso tumores devem ser tratados assim que forem detectados.

Leia Mais: Saiba tudo sobre a castração de gatas

Tumores benignos são bem menos agressivos do que tumores malignos (cânceres) e tem menores chances de se espalhar para outras regiões do corpo. Já tumores malignos crescem rapidamente, em alguns casos chegam a se espalhar para outras regiões do corpo, ocorrendo assim a metástase.

O câncer em felinos pode atingir qualquer célula ou região do corpo. É mais raro, porém não impossível, aparecer câncer em gatos filhotes (um exemplo é o linfoma). É muito comum vermos casos de câncer em gatos mais idosos.

 

Quais os tipos de câncer em gatos?

Existem muitas variações de câncer em gatos, assim como existem vários tipos de câncer em humanos. Não podemos afirmar que nenhuma raça seja mais vulnerável ao câncer, apesar de existirem alguns estudos que dizem que gatos de raças orientais são mais vulneráveis aos linfomas felinos. Gatos brancos são mais vulneráveis ao câncer de pele (Carcinoma Espinocelular) quando expostos ao sol, por causa da sensibilidade da pele deles.

Muitos médicos veterinários afirmam a importância de passar protetor solar em gatos brancos. Esses gatos tem mais probabilidade de desenvolver câncer de pele felino, principalmente nas pontas do nariz e também nas pontas das orelhas. Gatos malhados, na parte branca, também têm problemas com a exposição solar. Hoje em dia existem protetores solares específicos para uso em pets.

Os tipos de câncer mais comuns em gatos são os linfomas e os de pele. Linfoma é um câncer que atinge os linfonodos, nódulos linfáticos ou gânglios, que ficam espalhados por diferentes regiões do corpo do gato. Por causa do maior índice de vacinações contra o vírus da leucemia em gatos, o nível de linfoma em gatos novos está diminuindo. Em contrapartida, o índice de linfoma em gatos mais velhos está aumentando, por causa, principalmente, do aumento da expectativa de vida dos bichanos.

O tratamento mais comum para linfoma em gatos é a quimioterapia. Existem vários tipos de tratamentos e remédios de quimioterapia para linfoma, dependendo do estágio de desenvolvimento da doença no gato. Sempre consulte seu veterinário de confiança para procurar o melhor tratamento para seu gato.

 

Sintomas de câncer em gatos

Por gatos serem animais mais quietos e não muito expressivos quando se trata de doenças, fica mais difícil descobrir, no caso o câncer, neles. Por essa razão, é preciso notar as diferenças sutis no comportamento deles. Pare e reflita sobre algumas dessas questões: O corpo do seu gato está mudando: Ele está perdendo peso, massa muscular e/ou apetite? Seu gato está sempre cansado e não quer mais brincar? A urina dele está com mau cheiro, ou um cheiro estranho, fora do normal?

É muito importante ressaltar que nem todos esses sintomas e perguntas estão diretamente ligados a câncer em gatos. Alguns desses sintomas citados acima podem estar ligados a problemas no trato urinário do seu gato. O que queremos deixar bem claro é, caso você note qualquer comportamento diferente ou fora do normal em seu gato, leve-o ao seu médico veterinário de confiança.

Aqui vamos listar alguns sintomas de câncer de pele em gatos:

  • Vermelhidão;
  • Feridas;
  • Crostas e úlceras graves, podendo haver ou não sangramento.

A metástase no câncer de pele é muito comum. Na maior parte das vezes, o tratamento é cirúrgico, mas cirurgia não é garantia de que mais pra frente o câncer não volte a se manifestar.

sintomas-cancer-gatos

 

Tratamentos do câncer felino

Existem vários tipos de tratamento para câncer em gatos, tudo depende do estágio do desenvolvimento do câncer no gato. Tratamentos como quimioterapia, radioterapia e remédios específicos aumentam a sobrevida do seu gato, com efeitos colaterais relativamente baixos. Resumindo, quanto mais cedo o câncer for descoberto, maiores as chances de sobrevivência do seu gato.

É comum que qualquer animal sinta dores durante o tratamento de câncer. Tratar a dor do seu gatinho, além de melhorar a disposição dele, também acelerará o processo de sua recuperação. Preste atenção ao comportamento de seu gato durante o tratamento. O gato, mantendo suas características selvagens, esconde sua dor como uma forma de defesa.

Observe se ele continua comendo e bebendo água, se ele não está choramingando escondido de você, se ele continua brincando. Se ele estiver sentindo dor, provavelmente ele não fará algumas dessas coisas citadas acima. Sempre consulte seu veterinário de confiança para estudar o melhor tratamento para amenizar as dores do seu gatinho. Confie nele também para procurar o melhor tratamento para curar o câncer em seu gato.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/cancer-gatos/

Categorias:
Saúde do Gatos
Tags:
bichanos, câncer, cuidados, doenças, felinos, gatos, pets, saúde, sintomas, tratamento

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados