Calicivirose Felina – Prevenção e tratamento | CachorroGato

Calicivirose Felina – Prevenção e tratamento

Conheça a calicivirose felina, uma doença que afeta os gatos causando problemas respiratórios e lesões orais

A Calicivirose Felina é uma infecção bastante séria e um dos principais problemas de saúde que podem acometer os gatos. Também conhecida pela sigla CVF, a doença tem Calcivirus como principal agente e é altamente contagiosa, sendo transmitida, principalmente, por meio do contato direto entre um bichano sadio e um animal doente.

Tida como um dos mais comuns problemas respiratórios em gatos (junto com a rinotraqueíte), a Calicivirose Felina também pode ser transmitida por fômites e, portanto, qualquer tipo de brinquedo ou acessório utilizado por animais contaminados deve ser descartado – já que podem armazenar o Calcivirus por até uma semana, facilitando o contágio de outros bichanos que entrem em contato com tais objetos.

Sem contar com um medicamento específico que acabe com o vírus desencadeador da doença, a Calicivirose é considerada sem cura, sendo que a única maneira realmente segura de evitar o problema é por meio da vacinação polivalente nos gatos – que deve ser administrada a partir dos dois meses de vida do animal, protegendo-o contra a Rinotraqueíte, e a Panleucopenia, além da Calicivirose.

Gatos filhotes e não vacinados (com idade menor que seis meses) são os que apresentam maior chance de óbito em função da doença – assim como os que contam com problemas imunológicos – no entanto, a taxa de mortalidade da Calicivirose Felina é relativamente baixa e, embora o felino não seja curado, pode viver sem os piores sintomas da doença. Conheça, a seguir, os principais sintomas e consequências desencadeados pela Calicivirose em gatos, e saiba como proceder ao notar algum dos seus sinais no seu bichano de estimação.

calicivirose-felina

 

Leia Mais: Vacinação em Gatos

Sintomas da Calicivirose Felina

Tosse, espirros e corrimentos nasais são alguns dos sintomas mais típicos da doença; no entanto, dependendo do nível de evolução da doença, sinais como febre, falta de apetite, secreções oculares e gengivite também podem se manifestar.

Outra complicação comum da doença são as úlceras (lesões) na região oral do animal, que afetam, principalmente, língua, céu da boca e focinho. Depressão e diarreia também podem ser observadas nos gatos contaminados pela Calicivirose, que pode evoluir para uma pneumonia e, inclusive, levar o animal à morte.

 

Diagnóstico e tratamento da Calicivirose

Assim como em qualquer outro caso de doença, a primeira providência a tomar ao notar os sintomas no seu bichano de estimação é levá-lo a um médico veterinário que, por meio de exames clínicos e laboratoriais, poderá definir um diagnóstico correto. Por não existir um remédio que ataque diretamente o Calcivirus, o tratamento da doença é de suporte, e visa aliviar e combater os sintomas do problema, apenas.

Antibióticos, anti-inflamatórios, colírios especiais e uma dieta balanceada fazem parte do conjunto de medidas para melhorar as complicações da doença, sendo que o animal contaminado deve ser isolado de outros gatos assim que se tiver certeza do seu diagnóstico; já que, embora os sinais da Calicivirose sejam tratados, o vírus segue no animal, podendo ser transmitido para outros bichanos com os quais ele tenha contato.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/calicivirose-felina/

Categorias:
Saúde do Gatos
Tags:
bichanos, calicivirose, cuidados, doenças, felina, felinas, felinos, gatos, pets, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados