Antibióticos para gatos – Quais doenças eles tratam?

Saiba como funcionam os antibióticos para gatos e conheça algumas das principais doenças felinas que podem ser tratadas com esse tipo de medicamento

Assim como no caso dos seres humanos, os antibióticos para gatos podem ser considerados poderosos aliados para o tratamento e a cura de uma série de doenças perigosas. Nunca é demais lembrar que,nenhum tipo de medicamento deve ser fornecido ao seu pet felino sem que, antes, um médico veterinário tenha sido consultado; no entanto, com a recomendação correta e precisa, os antibióticos felinos podem fazer toda a diferença para a saúde do seu bichano de estimação.

Frequentemente usados nos tratamentos que envolvem doenças causadas por bactérias, os antibióticos para gatos ajudam a controlar infecções diversas, evitando que o problema se espalhe para outras regiões do corpo do animal (além da afetada) e que a complicação que acomete o pet evolua.

antibioticos-gatos

Embora possa ser uma poderosa ferramenta de cura para os animais, os antibióticos também podem representar uma grande ameaça quando não são utilizados de maneira correta. Nos gatos com insuficiência renal, por exemplo, esse tipo de medicamento pode se transformar em um verdadeiro veneno se o uso for prolongado; desencadeando efeitos colaterais graves e altamente incômodos nos bichanos.

A administração desse remédio também pode chegar a levar um animal à morte, caso o tipo específico de antibiótico para gatos usado não seja definido com cuidado – e é por isso que a consulta com um profissional é tão importante na hora de dar medicamentos (antibióticos, em especial) para o seu bichinho de estimação.

Leia Mais: Anticoncepcional para gatos – Não use!

Além de a automedicação ser perigosa para a vida do animal, a administração desinformada de antibióticos também pode impedir que o tratamento se desenvolva de maneira eficiente; já que, nesse tipo de ocasião, as bactérias que devem ser eliminadas podem desenvolver uma grande resistência ao medicamento – evoluindo e afetando o restante do corpo do animal, mesmo com o uso da medicação.

Entenda, neste artigo, como funcionam e quais são os principais antibióticos para gatos; e saiba que tipo de doença eles podem tratar, além dos efeitos colaterais que eles podem causar nos felinos.

 

A atuação dos antibióticos para gatos

Tido como um dos medicamentos mais usados e eficientes na medicina veterinária, o antibiótico é indicado no tratamento de infecções internas ou externas de origem bacteriana. Utilizado, em alguns casos, como forma de prevenção de doenças, este remédio é comummente receitado para tratar infecções secundárias – provenientes de enfermidades mais graves e de variadas motivações.

Determinados tipos de antibiótico – como a doxiciclina e o metronidazol, por exemplo – também contam com propriedades anti-inflamatórias em sua composição, podendo ser indicados para mais de uma finalidade dentro de um processo de tratamento para animais.

 

Efeitos colaterais do antibiótico em gatos

Assim como quase todos os demais medicamentos usados em tratamento de doenças humanas ou animais, os antibióticos têm a capacidade de provocar uma variedade de efeitos colaterais – sendo que diferentes tipos dessa medicação podem causar diferentes reações conforme o seu uso.

Problemas gastrointestinais como vômito e diarreia tendem a ser os mais comuns em função do uso do medicamento; no entanto, falta de apetite e a diminuição das atividades normais dos felinos também podem ocorrer em função do uso de antibióticos para animais.

Nenhum desses sintomas é garantido quando se faz o uso de antibióticos, e muitos deles podem ser um indício de algum outro problema; portanto, é importante se informar com o veterinário que receitou o remédio sobre que tipo de reação e efeito colateral é normal em função dessa administração – podendo ficar atento a qualquer anormalidade que possa surgir e se necessário a indicação de um medicamento para diminuir os efeitos colaterais.

antibioticos-remedios-gatos

Doenças felinas tratadas com a ajuda de antibióticos

  • Infecções do trato urinário

Fatores como idade, nível de estresse, predisposição genética e a falta de uma dieta balanceada podem provocar a DTUIF – Doença do Trato Urinário Inferior dos Felinos, que inclui complicações como cistites bacterianas e pedras nos rins. A reposição de fluidos aliada à administração de antibióticos são algumas das recomendações mais comuns para o tratamento da complicação.

  • Hepatopatias

As doenças hepáticas podem ser causadas nos felinos por uma série de motivos, incluindo, até mesmo, uma alimentação inadequada. Provocando anorexia, vômitos, desidratação, febre, diarreias, a doença pode chegar a causar a cegueira e convulsões nos bichanos, quando não tratada. Antibióticos são os remédios indicados para tratar a doença na grande maioria das vezes, sendo que estimuladores de apetites também podem servir como aliados.

  • Verminoses e Parasitoses Intestinais

Causada pela entrada de hospedeiros de vermes e parasitas no corpo do felino – como pulgas - as verminoses e parasitoses intestinais causa desde diarreia e aumento do volume abdominal até a obstrução de órgãos como estômago, intestino e coração dos gatos. Antibióticos e a realização de vermifugações são comummente indicados no seu tratamento.

  • Micoplasmose

Transmitida pelos parasitas celulares haemofelis e haemominutum, a doença tem a anemia como seu principal sintoma, podendo causar, ainda, perda de apetite, apatia e aumento de temperatura corporal, entre outros. Os antibióticos são os principais medicamentos indicados para tratar a doença; no entanto, o uso de corticóides, anti-anêmicos e transfusões de sangue também podem ser recomendados.

Responsável por uma grave infecção no trato respiratório superior dos bichanos, a Calicivirose é altamente contagiosa, e causada pelo calicivirus felino (CVF). Podendo causar sintomas que incluem anorexia, depressão, conjuntivite e rinite, entre outros; a doença pode facilitar uma série de infecções bacterianas secundárias, que têm os antibióticos como principal meio de tratamento.

Também conhecida como a “gripe do gato”, causa sintomas similares aos de um resfriado comum, incluindo espirros, tosse, febre, perda de apetite e, em alguns casos, conjuntivite e úlceras na região oral – podendo se desenvolver até virar uma pneumonia e ser fatal para o animal. Afetando o trato respiratório dos felinos, a doença pode ser causada por bactérias, vírus e fungos; sendo seu tratamento realizado com antibióticos – usados neste caso, principalmente, para evitar o surgimento de outras doenças oportunistas.

antibioticos-felinos

Tipos de antibiótico para gatos

Vale lembrar, mais uma vez, que todo tipo de medicamento administrado nos animais deve ser devidamente receitado por um médico veterinário; já que, sem a indicação de um profissional, as chances de prejudicar seu pet ou fazer com que ele desenvolva uma grande resistência à atuação de antibióticos aumentam consideravelmente. 

  • Amoxicilina Bastante utilizado no tratamento de infecções em animais pequenos, o antibiótico chamado de Amoxicilina é indicado para combater bactérias dos tipos estafilococos e estreptococos – que podem ser responsáveis por complicações no trato respiratório, urinário, infecções no ouvido e até dermatites. Normalmente, esse tipo de remédio é bem aceito pelos bichanos; no entanto, reações adversas como alergias, coceira, dificuldade de respiração e pele avermelhada podem ocorrer em casos mais raros.
  • Doxiciclina O uso do antibiótico a base de Doxiciclina é indicado para combater infecções causadas por bactérias Gram-Positivas, Gram-Negativas e protozoários como Erlichia e Babesia – causadores das doenças Erlichiose e Babesiose conhecidas como “Doenças de Carrapato”. O medicamento também é frequentemente usado para solucionar problemas ligados a infecções respiratórias, dermatológicas, intestinais, articulares e gastrointestinais.
  • Metronidazol Derivado do nitroimidazol, o antibiótico Metronidazol age no combate a protozoários como entamoebas, trichomonas e balantídium, além de atuar sobre bactérias Gram-Positiva e Gram-Negativas. Indicado para o tratamento de doenças como a Giardíase Felina, o medicamento também é eficaz no tratamento de doenças periodontais dos bichanos, como a gengivite. Processos inflamatórios do intestino e infecções de pele, como dermatites, também têm o Metronidazol como aliado no seu combate – sendo que o remédio só causa reações adversas quando ingerido em quantidades extremamente altas e estas alterações normalmente acontecem no fígado e podem levar a convulsões.
  • Enrofloxacina Tido como antibacteriano e antimicrobiano, o antibiótico chamado de Enroflaxacina é indicado no tratamento de doenças causadas por bactérias Gram-Positiva e Gram-Negativas e Micoplasmas. Otite, diarreia, pneumonias, infecções urinárias e problemas dermatológicos são algumas das complicações que podem ser resolvidas ou amenizadas pela Enrofloxacina – que também é indicada para o tratamento de infecções pós-operatórias. Embora seja de grande ajuda na cura de uma série de doenças, há a possibilidade de que esta droga esteja relacionada à degeneração retiniana dos gatos, podendo causar a cegueira do animal de maneira irreversível por meio do seu uso prolongado ou de maneira errada, por isso muitos veterinários não usam o medicamento em gatos apesar de não ser proibido na bula.
  • Clindamicina Indicada para tratar, principalmente, infecções na região oral, ossos e na pele dos bichanos, a Clindamicina também é eficiente na cura de ferimentos muito profundos e infectados. A Toxoplasmose é outra doença frequentemente tratada com o uso deste medicamento específico. Agindo no combate a bacterias como streptococcus spp, staphylococcus aureus, staphylococcus intermedius, clostridium perfringens e bacteroides fragilis; o antibiótico pode causar vômitos e diarreia como reações adversas em casos pontuais.

Lembramos, mais uma vez, que a qualquer sinal de que o seu bichano não está se sentindo bem, não hesite em buscar ajuda médica especializada.

Consulte aqui a clínica veterinária mais perto da sua casa

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/antibioticos/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Gatos
Tags:
antibióticos, bichanos, cuidados, doenças, felinos, gatos, medicamentos, pets, remédios, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados