Alimentos para Gatos | CachorroGato

Alimentos para Gatos - Caseiras x Ração

Comida caseira ou ração? Quais os melhores alimentos para gatos?

Assim como cachorros, muitos donos acham que podem satisfazer as necessidades de seus gatos com alimentos para gatos caseiros, mas isso só ocorre realmente em poucas exceções.

É difícil para quem não tem um amplo conhecimento sobre as quantias de nutrientes que os gatos precisam em cada refeição e acertar os alimentos que combinem isso de forma eficaz, por isso é amplamente aconselhado que seja feito o uso de alimentos para gatos em forma de ração, que já vem balanceado conforme as necessidades do bichano.

Gatos no geral são sensíveis a várias substâncias, que podem gerar alergias ou até intoxicar o seu pet, como por exemplo a teobromina, substância que está presente no chocolate, que além disso também tem ingredientes que impedem a absorção de cálcio no organismo do bichano, por isso, se realmente quiser preparar comida para gatos em casa, é importante consultar um veterinário e perguntar o que é mais recomendado para eles.

 

 

Leia Mais: Carrapato em Gatos – Gato também pega carrapato?

Quando for escolher uma ração para seu gato é importante lembrar que gatos são animais carnívoros, então os alimentos a base de vegetais, frutas e cereais raramente são uma boa escolha – e isso serve também para o preparo do alimento deles em casa. Uma boa comida para gatos também depende do gosto do bichano, nem sempre eles vão querer comer a mesma comida que o gato do seu vizinho gosta, então tente prestar atenção no gosto dele, lembrando que sempre que for trocar a ração isso deve ser feito de forma gradual, para evitar diarreias.

 

Tipos de ração para gatos

 

No mercado existem diversos tipos de ração, que possuem ingredientes, texturas e várias características totalmente diversas umas das outras, o que pode dificultar na hora da escolha, por isso é importante saber quais as vantagens e desvantagens de cada uma.

 

  • Ração em Lata

A ração em lata é mais cara que a ração seca, porém com a vantagem de ser úmida, o que é um atrativo maior para os gatos. Geralmente são à base de carne ou peixes, podendo até ter uma mistura dos dois, tem alto valor nutritivo e garantia dos fabricantes de que possuem todos os nutrientes que o gato precisa. Porém esse tipo de ração contribui para a formação de tártaro nos dentes, hálito e fezes com mau cheiro, estragam com facilidade se deixadas nos pratos, que devem ser lavados todos os dias.

  • Ração Semi-Seca

É constituída de grãos – assim como a ração seca -, mas que não são crocantes. São altamente industrializados e vem em pacotes ou latas para uma única refeição. Não se conservam tão bem quanto os alimentos enlatados ou secos e geralmente são mais caros. Um problema é que vários deles possuem diferentes corantes, o que pode gerar alergias, mas também são muito nutritivos.

  • Ração Seca

São pequenos grãos ou biscoitos, que contém vitaminas, gorduras, minerais e vitaminas, além das proteínas por serem em grande maioria feitos com carne ou peixe. Evitam o tártaro e as fezes dos animais ficam mais finas e menos mau cheirosas, porém possuem pouquíssima água, o que torna necessário que o bichano sempre tenha água por perto para poder se hidratar. Dos três tipos é a mais barata e que possui maior validade, podendo ser armazenada em latas a prova de umidade e protegidas de calor excessivo.

 

Apesar de todas essas vantagens, um mal em comum entre os três tipos de rações para gatos é o sódio, que pode causar sérios problemas renais nos gatos, portanto na hora de escolher, sempre verifique qual a concentração de sódio e também corantes artificiais.

Agora, para os que mesmo assim não abrem mão de dar algum tipo de comida caseira para os seus gatos, é importante saber que isso não é recomendado principalmente no período de trocas de rações – comidas preparadas em casa tem um cheiro bem mais atrativo que rações, então você pode acabar piorando na adaptação do seu gato ao novo alimento dele em vez de ajudar.

Além disso, é importante tomar cuidado com ossos que possam se quebrar ou lascar enquanto os bichanos comem, por isso que não é recomendado que comam carne de coelho, já que eles têm ossos mais fracos. Também não é difícil encontrar gatos que tenham intolerância a lactose e mesmo que não tenham, leite de vaca pode causar problemas intestinais como diarreias no seu gato, portanto no geral é bom evitar esse tipo de alimentos para gatos.

Comer vegetais e legumes cozidos pode ser bom para eles, já que na natureza suas presas se alimentavam disso e parte era comida pelos gatos quando as abatiam, assim como frutas, mas se o seu gato se recusar a comer esse tipo de alimento não deve ser forçado para eles.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/gato/alimentos-para-gatos/

Categorias:
Alimentação para Gatos, Comportamento dos Gatos, Saúde do Gatos
Tags:
alimentação, alimentos, bichanos, caseiras, comidas, cuidados, felinos, gatos, lata, ração, rações, secas

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados