Vômito em cães e gatos - O que fazer quando os pets vomitam | CachorroGato

Vômito em cães e gatos - O que fazer quando os pets vomitam

Saiba identificar em que situações o vômito em cães e gatos é uma emergência

Embora seja uma ocorrência relativamente comum, o vômito em cães e gatos pode, sim, ser uma emergência - e providências devem ser tomadas o mais rápido possível ao identificar o quadro para que o animal possa ser tratado da maneira correta e se manter saudável.

Relatado como um dos motivos mais comuns para que cuidadores de animais procurem uma clínica ou hospital veterinário para socorro, o vômito em cães e gatos consiste na expulsão do conteúdo gástrico pela boca; sendo julgado como um sintoma bastante inespecífico e que pode indicar diversos estímulos ou doenças.

Vômito em cães e gatos

Apesar de parecer corriqueiro e, por vezes, não significar uma doença grave, o vômito de pets deve, sempre, ser investigado – já que pode indicar sérios riscos a vida do animal e ser o primeiro sinal de doenças potencialmente fatais.

Nesse tipo de ocorrência, é importante analisar a situação e saber há quanto tempo o problema está acontecendo, qual a frequência, qual o conteúdo do vômito e, ainda, relembrar possíveis mudanças ambientais ou alimentares no período. Conheça, a seguir, os primeiros passos para cuidar do vômito de pets caninos ou felinos antes de levar o animal ao médico veterinário.

  1. Retirar fonte hídrica do animal (cessar a ingestão de líquidos)
  1. Verificar o conteúdo do vômito e se há secreções ou objetos na boca ou nas narinas que impeçam uma respiração adequada. Em casos positivos, proceder com a retirada ou limpeza do que for encontrado
  1. O animal deve ser levado ao hospital veterinário para verificação da causa do vômito e o acompanhamento da condição por um médico veterinário

Cachorro ou gato vomitando

Leia Mais: Parto de cadelas ou gatas

No serviço de emergência, esses pacientes podem apresentar sinais graves de desidratação (e estar praticamente desacordados) ou ainda expulsar conteúdo gástrico com presença de sangue – que pode ser vermelho brilhante, marrom escuro ou enegrecido. Tais sinais indicam que pode existir uma hemorragia muito recente ou ainda ativa no corpo do pet; evidenciando a gravidade do quadro apresentado e oferecendo um guia a mais para que o profissional realiza os procedimentos mais adequados.

Devido a gravidade da condição, faz-se necessário um tratamento de início imediato para evitar desidratações mais graves - além de pesquisas diagnósticas (que incluem exames de sangue e imagem) para que o problema seja corrigido adequadamente.

Dentre as principais causas da apresentação do vômito com sangue em cachorros e gatos, podemos citar:

  • Ulcera Gástrica
  • Neoplasias (principalmente em cães de idade avançada)
  • Desidratação grave
  • Hiperacidez
  • Drogas anti-inflamatórias
  • Doenças hepáticas
  • Doenças renais
  • Corpo estranho
  • Gastrite aguda
  • Gastroenterite hemorrágica
  • Intoxicações
  • Parasitoses
  • Torção de lobo pulmonar

Para que seja definido um diagnóstico concreto, um bom relato sobre a rotina do animal pode ser importante. Exames como hemograma, avaliação da função renal e hepática, amilase, lipase, proteínas séricas, glicose, avaliação da urina e fezes, radiografia com ou sem contraste, ultrassonografia e endoscopia também podem ser requisitados para esclarecer o quadro.

Vômito em pets

Nos casos mais complexos, um procedimento cirúrgico conhecido como laparotomia exploratória (que consiste em um abrir o abdômen do paciente para melhor avaliação) pode ser feito, indicando a necessidade da realização de uma biópsia ou, ainda, uma intervenção terapêutica - caso sejam encontradas alterações importantes.

É importante ressaltar que, quando cães e gatos estiverem apresentando vômito recorrentes, não é recomendado que seja oferecido água ou alimento até que sejam atendidos por profissionais, pois isso pode servir como um estímulo para novos vômitos e agravar o quadro. Medicações usadas na rotina humana, como as que inibem o vômito, por exemplo, são contra-indicadas.

Nos casos mais graves do sintoma a internação do paciente é recomendada para que seja feito o acompanhamento adequado, com suporte com fluidos (soro), exames e medicações indicadas para cada tipo de causa - portanto, procure um médico veterinário de confiança o mais rápido possível em casos de vômito em cães ou gatos.

 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/vomito-caes-gatos/

Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
cachorro ou gato vomitando, cachorro vomitando, gato vomitando, vômito em cães e gatos, vômito em pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV-SP 25380) formada pela Fundação Municipal de Ensino Superior de Bragança Paulista (FESB). Especialização em Emergências e Terapia Intensiva pela Universidade Federal do Semi-Árido (UFERSA). Prêmio internacional em concurso de Bem-Estar Animal pela World Society for the Protection of Animals (WSPA). Responsável e membro da equipe de médicos veterinários intensivistas do Intensive Home Care, atuando nas áreas de emergência e terapia intensiva, na região de São Paulo.

Artigos Relacionados