Truques para Cachorros - Como brincar e ensinar o seu cão | CachorroGato

Truques para Cachorros - Como brincar e ensinar o seu cão

Conheça maneiras simples e práticas para ensinar truques para cachorros e melhorar comportamentos negativos

Truques para cachorros são uma busca constante entre os que tem pets em casa e gostam de fazer de seus bichinhos de estimação o centro das atenções. No entanto, ensinar gracinhas e performances para os cães não serve apenas para que o pet se divirta e possa entreter as pessoas, e os benefícios envolvidos nos processos de aprendizado dos animais podem ir muito além de simples brincadeiras.

Os proprietários que têm condições de contratar um serviço profissional de adestramento podem ver logo os resultados do ensinamento de truques para cachorros; entretanto, é possível demonstrar uma série de comandos e brincadeirinhas básicas aos animais, mesmo sem a ajuda de profissionais, tornando os pets mais calmos, comportados e, acima de tudo, brincalhões.

Assim como em muitos outros processos de aprendizagem canina, quanto antes for iniciado o treinamento do cão, mais rápido ele irá assimilar os comandos e regras; portanto, fica claro que a fase inicial da vida dos pets é a ideal para começar a ensinar truques, normas e comportamentos – sendo que os amiguinhos de quatro patas com mais de dois meses de vida já estão aptos para receber e entender comandos específicos.

truques-para-cachorros

Cada vez mais aquecido e agitado, o mercado dos pets já oferece uma variedade imensa de ferramentas que podem ajudar consideravelmente no processo de aprendizagem dos cachorros, e o clicker segue entre os principais e mais populares produtos usados por quem deseja treinar seus bichos de estimação.

Consistindo em uma caixinha de plástico que cabe na palma da mão, o clicker, quando pressionado, emite um barulho específico de dois estalos, que chama a atenção do animal de maneira eficaz e permite que ele o associe com a percepção de um bom comportamento e o sentimento de recompensa.

Leia Mais: Apelidos para pets: uma lista para ajudar na escolha

O ideal é que, além do instrumento, o dono tenha consigo uma porção de petiscos na hora de treinar o cão, podendo conectar a recompensa do petisco com o som do clicker – reforçando a ideia de um bom comportamento por parte do pet.

Embora essa ferramenta seja usada, inclusive, por adestradores profissionais no processo de ensinar truques e comandos aos cães, nem sempre ele é imprescindível para que o animal entenda o que está sendo apresentado; já que guloseimas, petiscos, afagos e carinhos também podem funcionar como uma ótima maneira de recompensar os comportamentos positivos de animais. Confira, neste artigo, como facilitar o ensinamento de truques para seu cão e prepare-se para os shows de entretenimento canino em sua casa.

 

O ensinamento de truques para cães

 

Conforme citamos anteriormente, o aprendizado de cães é bastante facilitado quando o animal ainda é filhote, e é importante observar o quanto o seu pet se diverte com esse tipo de atividade, já que – dependendo da idade do bicho de estimação – ele pode encarar um treinamento como uma verdadeira chatisse. Os cães idosos, por exemplo, não devem ser forçados a este tipo de tarefa quando não as consideram animadas e divertidas, e cabe ao dono do animal a distinção de que tipos de comando são realmente necessários ensinar ao pet.

Outro ponto importantíssimo a ressaltar é que, durante qualquer tipo de treinamento, a violência física jamais deve ser utilizada como forma de repreensão aos pets. Além de ser considerado crime, os maus tratos com animais podem trazer, justamente, o contrário do seu objetivo de ensinar – pois o animal passará a temer seu dono e irá encarar o processo de aprendizado como uma tortura constante.

Marcar uma consulta com um profissional veterinário é uma boa pedida antes de iniciar os treinamentos de seu cão, já que, além de garantir o bem-estar do pet, o médico da saúde animal também pode dar dicas valiosas em relação a diversos tipos e técnicas de ensino para cachorros, facilitando o aprendizado do bichinho de estimação.

Preparar-se para ser paciente e repetir diversas vezes o mesmo comando e as mesmas ações até que seu pet os assimile também é importante, pois, qualquer tipo de treinamento requer muita atenção e dedicação – tanto por parte de quem ensina como por parte do animal que recebe as instruções. Portanto, se você se encaixa no grupo dos amantes de animais, mas não tem muita calma (ou se seu cachorro apresenta muita dificuldade de concentração e entendimento), a contratação de um profissional do adestramento pode ser a sua melhor opção.

 

Comandos básicos para cães

 

O ensinamento dos comandos básicos de obediência para cães não é muito complicado e, com um pouco de paciência e muito carinho, é possível fazer com que seu pet entenda e assimile significados específicos de bons e maus comportamentos. Conforme citamos acima, contar com petiscos e a disposição para dar muitos afagos a seu pet são os primeiros passos para que o seu treinamento seja rápido e eficaz.

ensinar-truques-para-cachorros

O processo para que o pet entenda ordens simples como sentar, dar a pata ou deitar são, basicamente, os mesmos; e devem ser repetidos até que o cachorro obedeça prontamente aos comandos do dono. Para sentar, por exemplo, a série de instruções a seguir se mostra eficiente:

  1. Mostre para seu pet uma guloseima de seu agrado e, em seguida, coloque sua mão que segura o petisco para trás de seu corpo, iniciando o comando verbal.
  2. Enquanto disser “SENTA” ao animal, pressione levemente a sua traseira, indicando qual o comportamento você quer que ele tenha.
  3. Quando o animal executar o comando, dê carinhos e um petisco para recompensá-lo.
  4. Repita o comando, pelo menos, cinco vezes, para ter certeza de que o animal entendeu o que é esperado dele e, conforme ele for obedecendo, substitua os pestiscos por mais e mais afagos.

Fácil e prático, este processo pode ser adaptado para diversos outros tipos de comando e truques (como o de pular, girar, vir, ir, soltar, passar pelo meio das pernas do dono ou “falar”), podendo ou não ter a ajuda de um clicker para fixar o comando e recompensar o seu bichinho de estimação.

Para que ele deite, por exemplo, pode ser uma boa pedida deixar um pequeno pedaço do petisco à mostra para o cachorro dentro de sua mão, posicionando-a no chão enquanto repete o comando “DEITA”. O animal ficará enlouquecido e tentará pegar o petisco e, quando deitar, recompense-o, repetindo a ação até que ele assimile o que a sua mão abaixada combinada com a palavra “deita” significa.

Quanto mais repetido for o treinamento, melhor o cão entenderá o que se espera dele de acordo com cada comando e, com o tempo, o animal passa a obedecer às ordens do dono sem a necessidade de guloseimas de qualquer tipo.

Embora alguns cães sejam mais distraídos e resistam por mais tempo às ordens dos proprietários, o aprendizado só se concretiza por meio de repetições e recompensas por bons comportamentos – o que reforça, mais uma vez, que paciência é a palavra-chave para o adestramento eficaz.

 

5 dicas e contraindicações para ensinar truques para cães

 

Tendo em vista que o processo de ensinamento de cães segue alguns passos básicos e que podem ser adaptados para passar diferentes tipos de informação, é importante saber que determinadas atitudes e comportamentos podem ajudar ou atrapalhar bastante os treinamentos, como você confere na lista a seguir.

truques-para-caes

  • Inicie os processos de treinamento o quanto antes for possível. A partir dos dois meses de idade já é possivel adestrar os animais, e o entendimento deles em relação ao que é ensinado é muito mais rápido nessa fase.
  • Imponha-se e mostre ao pet que ele lhe deve obediência. Não ceda a birras e dengos do cão quando ele estiver tentando realizar algum comportamento equivocado, e deixe claro para ele que não é “NÃO”.
  • Respeite os limites do pet, e não ache que é possível ensinar todo tipo de truque e comando no mesmo dia. Cada animal tem um nível diferente de facilidade para aprender, e eles não devem ficar exaustos em função de treinamentos. O ideal é que o processo seja realizado por cerca de 15 minutos e, no máximo, duas vezes ao dia – evitando que ele perca o interesse ou associe os treinamentos com experiências negativas.
  • Não mime demais o seu pet. Assim como crianças na mesma situação, os animais tendem a não valorizar tanto as recompensas se as recebem sem motivos.
  • Jamais use da violência e da agressão para ensinar seu pet. Além de ser crime, esse tipo de atitude pode tornar seu cachorro mais agressivo, e o indicado é que comportamentos errados sejam repreendidos de maneira verbal ou ignorados.
  • Escolha momentos em que seu cão esteja disposto e calmo para ensinar truques. Cachorros em situações de estresse ou medo dificilmente irão se concentrar e entender bem os comandos que você deseja passar.

Petiscos, clickers e carinhos são as melhores maneiras de recompensar os bons comportamentos de pets. Portanto, abuse dessas ferramentas para adestrá-lo (tomando cuidado com as guloseimas, que devem ser dadas com critério para que o animal não fique obeso enquanto aprende).



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/truques-para-cachorros/

Categorias:
Comportamento dos Cães, Fases da Vida dos Cães
Tags:
adestramento, adestrar, brincadeiras, cachorros, cães, cão, comandos, ensinar, pets, truques

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados