Tártaro em Cães - O que é e o que pode causar? | CachorroGato

Tártaro em Cães - O que é e o que pode causar?

O tártaro em cães é uma verdadeira porta aberta para o surgimento de várias outras doenças mais graves. Entenda como tratar e evitar o tártaro em seus cães aqui!

Assim como acontece com nós humanos, nossos amigos pets também precisam de uma higiene bucal para evitar complicações e doenças. O tártaro em cães é algo que normalmente não é levado a sério pelos donos, mas que a longo prazo, se não for tratado, pode causar a perda precoce dos dentes e até mesmo doenças graves e infecções nos nossos cães.

O tártaro em cães nada mais é que uma placa de bactérias que surge pelo acúmulo de restos de comida nos dentes do cão e que não é retirada corretamente. O tártaro - que também é conhecido como cálculo dentário - atinge a maioria dos cães e pode ser evitado e tratado para preservar a saúde da boca de nossos cães.

Se não for tratado a tempo, o tártaro pode causar, por exemplo, meningite e outras infecções generalizadas nos cães; isso porque com o avanço dessa placa bacteriana pode haver o contato com algum vaso sanguíneo, o que espalha a área de alcance da bactéria, levando a outras doenças.

 

tartaro-caes

 

Leia Mais: 4 principais causas de amputação de cabeça de fêmur em cães e gatos

Como evitar o tártaro?

Uma das maneiras mais fáceis de evitar que o tártaro em cães atinja seu pet é escovar os dentes de seu amigão diariamente, desde pequeno. Dessa forma o cão terá desde filhote o costume de permitir que o dono escove seus dentes, sem se tornar arisco ou arredio com a nova rotina de escovações. Mas e se não for possível escovar os dentes do meu cão todos os dias? Se não for possível escovar os dentes do seu cão todos os dias, o mais indicado é que a escovação seja feita pelo menos três vezes durante a semana para evitar que o cálculo dentário se forme. É importante lembrar que não devemos nunca usar nossas escovas ou pasta de dente nos nossos cães, eles devem possuir sua própria escova e pasta de dentes que são específicos para cães e não fazem mal para sua saúde.

Além disso, também é importante que o cão não coma alimentos que não sejam ração ou petiscos específicos próprios para cães. Outros tipos de alimentos, por mais saborosos que sejam, aumentam as chances do seu pet desenvolver o tártaro canino, pois por serem mais macios, se acumulam mais facilmente entre os dentes dos nossos animais.

 

Como saber se meu cão está com tártaro?

Um dos primeiros sinais de que seu cão pode estar desenvolvendo cálculo dentário é o mau hálito. Isso porque o mau hálito é causado nada mais, nada menos, que pelo acúmulo de bactérias na boca do cão - assim como em nós, humanos.

O acúmulo de bactérias, além de causar esse “bafo” característico também faz com que os dentes comecem a escurecer, o que é resultado da proliferação das bactérias e das substâncias que elas liberam.

Além disso, por causar dor nos dentes e gengivas, o tártaro em cães pode ser reconhecido pois o cão passa a comer menos, evitando a mastigação, que causa mais dor em seus dentes.

 

tartaro-canino

 

Meu cão já está com tártaro, o que devo fazer?

Se o seu cão já apresenta sinais de tártaro o mais importante é que ele seja levado imediatamente para uma consulta com o seu veterinário. O tártaro é uma porta de entrada para outras doenças, que podem atingir rins, fígado e até mesmo o coração de nossos amigos caninos.

 

Como é o tratamento de tártaro em cães?

Além da escovação dos dentes, é importante que o cão seja levado periodicamente ao veterinário para que ele examine as condições dos dentes do cão, realizando uma limpeza de tártaro no cão se for necessário. Esse procedimento é feito com o cão acordado ou levemente sedado, mas é um processo rápido e o cão volta no mesmo dia para casa.

Para cães que já apresentam um grau avançado de tártaro canino é aconselhável que o veterinário realize um tratamento periodontal no cão. Esse procedimento é mais demorado e trabalhoso, e precisa que o cão leve anestesia geral. Isso porque no tratamento o veterinário irá afastar as gengivas do cão para fazer a limpeza, pois é por ali que as bactérias entram no resto do corpo do cão, causando doenças como meningite, insuficiências renais e cardíacas, bronquite, artrite entre várias outras e, infelizmente, algumas dessas doenças não possuem cura.

Por isso, procure manter a saúde de seus cães sempre em dia, mantendo o seu amigo saudável e feliz.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/tartaro-caes/

Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, cão, cuidados, doenças, pet, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados