Cachorro surdo – Como identificar a surdez em cães | CachorroGato

Cachorro surdo – Como identificar a surdez em cães

Descubra as possíveis causas da surdez canina e saiba como cuidar do seu cachorro surdo

A surdez em cães é um problema mais comum do que se possa imaginar e, também ao contrário do que se imagina, um cachorro surdo não é incapaz de aprender as regras básicas de convivência em casa.

Um cachorro surdo, além de tão inteligente quanto qualquer outro cão, é perfeitamente capaz de aprender e amar o seu dono, sendo apenas necessário um pouco mais de paciência e atenção até que cachorro e dono se adaptem um ao outro e aprendam a se comunicar entre si.

cachorro-surdo

 

Como saber se meu cachorro está surdo?

Um cão pode nascer surdo ou adquirir a doença ao longo da vida, por uma série de fatores diversos, sendo a otite uma das causas mais conhecidas. Em qualquer dos casos, é possível identificar que seu cachorro está surdo através de sintomas como:

Leia Mais: Tudo sobre cães: cuidados para deixar seu cãozinho feliz

  • Tempo exagerado de sono;
  • Coceira frequente nas orelhas, que podem apresentar mau cheiro e sensibilidade ao toque (dor);
  • Cachorro agitando frequentemente a cabeça;
  • Latidos em excesso e sem motivo aparente;
  • Desobediência a chamados, além de indiferença aos demais sons e não acordar quando for chamado apenas vocalmente.

A surdez pode ou não ser revertida, cabendo ao médico veterinário identificar o tipo de surdez que está acometendo o seu pet, por isso não hesite em consultá-lo quando perceber um ou mais destes sintomas no seu amigão.

 

Algumas raças de cães possuem mais propensão à surdez

Estudiosos apontam que algumas raças de cachorros podem ser mais propensas à surdez do que outras, mas é necessário termos em mente que cachorros de todas as raças podem ficar surdos, o que ocorre com determinadas raças é apenas uma maior possibilidade devido a fatores. As raças mais propensas à surdez são:

  • Akita, Boxer, Beagle, Dálmata, Cocker Spaniel;
  • Daschund, Jack Russell Terrier, Papillon, Maltês;
  • Poodle, Pastor Alemão, Rottweiler e São Bernardo.

Acredita-se, ainda, que cães albinos possuem genes ligados à surdez e também à cegueira, sendo que as raças Dogue Alemão e Dálmata são as mais afetadas.

Antes de comprar um cão, informe-se sobre a genética de linhagem e se certifique da confiabilidade do canil e da saúde do filhote que você está levando para casa. Além disso, é importante lembrarmos, novamente, que cães surdos podem, sim, ser adestrados e conviver sem maiores problemas com seus donos.

 

10 dicas para lidar com seu cachorro surdo

  • Seja sempre gentil com o seu cachorro;
  • Aprenda a se comunicar com o cachorro através de gestos e toques;
  • Treine-o continuamente e sempre pratique os exercícios de aprendizado;
  • Utilize muitas recompensas, sejam petiscos, carinhos ou brinquedos, para incentivar o adestramento;
  • Inicialmente, esteja sempre com ele preso a você através da coleira, para que a confiança seja criada;
  • Não se esqueça de mantê-lo, durante todo o tempo, com uma coleira e placa de identificação, com o nome do cachorro e o seu telefone para contato. Junto com estas informações, inclua uma etiqueta com a menção “SURDO”;
  • Permita que ele se aproxime de pessoas diferentes farejando as mãos delas;
  • Para segurança, mantenha sempre bem fechados os espaços exteriores  da casa ocupados pelo seu pet;
  • Faça-o saber, sempre, que você está por perto;
  • Ame-o e o aceite!



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/surdos/

Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, cão, doenças, otite, ouvidos, pets, saúde, surdez, surdo

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV–SP 15.821) formado pela Universidade de São Paulo (USP). Mestrado em Cirurgia pelo Laboratório de Cirurgia Cardio-torácica da Universidade de São Paulo (USP). Docente do Curso de Especialização em Oftalmologia Veterinária – ANCLIVEPA – SP. Responsável pelo Setor de Cirurgia, Ortopedia e Oftalmologia do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h, atuando nas áreas de cirurgia geral, ortopédica, torácica e vascular, Oftalmologia clínica e cirúrgica e clínica geral. É integrante da equipe de veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados