Seborréia Canina | CachorroGato

Seborréia Canina

A seborréia canina exige paciência e cuidados específicos por parte dos proprietários de pets para que o tratamento seja eficaz

A seborréia canina, classificada como uma das muitas dermatites e transtornos que podem acometer a pele de cães, é uma doença de tratamento longo e complicado, exigindo bastante paciência e atenção por parte dos donos de pets. Caracterizado pela alteração da produção de sebo e queratina na córnea da pele dos cachorros, o problema apresenta sinais que podem ser facilmente confundidos com os de outras alergias e infecções em animais.

Oleosidade excessiva, caspas, ressecamento de pele, queda de pêlos, falta de brilho e opacidade na pelagem do animal estão entre os sintomas mais comuns manifestados nos animais com seborréia canina, podendo ser acompanhados ou não de coceiras e apresentar lesões parecidas com as causadas por fungos e picadas de insetos.

Sobre a Seborréia Canina

Raças como Teckel, Beagle, Cocker, Retriever, Labrador, Pinscher, Spaniel e Pastor Alemão estão entre as que desenvolvem a doença com maior facilidade e, portanto, devem receber atenção redobrada. Dividida em duas categorias: primária e secundária; a seborréia em cães pode ter, respectivamente, origem hereditária ou por meio de agentes externos, como sarnas.

Desencadeada por um defeito no processo de ceratinização canina – que ocorre a cada 22 dias e pode ser explicada pela substituição de células mortas da epiderme por novas – a doença pode ser classificada em três tipos diferentes: seborréia canina seca, oleosa e mista (que resseca a pele, torna-a oleosa e com mau odor e mistura os dois sintomas ao mesmo tempo, respectivamente).

Detectada por meio de exames clínicos, a seborréia canina primária ainda não tem cura, no entanto, há produtos diferentes no mercado que podem ajudar no controle da doença, garantindo o conforto de seu pet, sendo que até mesmo mudanças na dieta do cão podem colaborar para que a situação seja amenizada.

Leia Mais: Cães e Gatos x Cigarro – A batalha

No caso da seborréa canina secundária, o tratamento é feito com a ajuda de xampus e medicações tópicas que podem ser melhor indicadas por um profissional veterinário, no entanto, mesmo possibilitando o desaparecimento dos sintomas por completo, o tratamento é, na maioria das vezes, longo, e exige o comprometimento do dono do pet para que funcione.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/seborreia-canina/

Categorias:
Moda e Beleza para Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
cães, canina, cão, causas, eficaz, pet, pets, seborréia, tratamento

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados