Roupas para cães – Quais tecidos utilizar? | CachorroGato

Roupas para cães – Quais tecidos utilizar?

Saiba como fazer roupas para cães e transforme seu pet em um animal charmoso e fashion

A dúvida de como fazer roupas para cães é uma que surge entre muitos dos donos de pets nos dias de hoje. Com o crescimento do mercado de produtos direcionados para animais de estimação, a variedade de roupas e acessórios é cada vez maior em pet shops e lojas especializadas, entretanto, muitos preferem dar seus toques pessoais ao estilo dos pets, e aprender a produzir peças fofas e fashion para os cãezinhos é a melhor saída para deixá-los bonitos sem que percam a personalidade.

Devido a grande procura de proprietários que querem aprender como fazer roupas para cães, muitos endereços da internet já disponibilizam moldes e dicas para que os próprios donos de pets confeccionem modelos da moda para seus amiguinhos sem muita dificuldade. Levando em consideração o conforto e o bem-estar dos cães, quem se arriscar a produzir roupas caninas por conta deve prestar atenção tanto na modelagem como no tipo de tecido a ser usado na peça, pois, a escolha errada pode acarretar em problemas maiores, como alergias e lesões na pele do animal.

roupas-para-caes-cachorros

Embora produzir sozinho a roupinha para seu pet tenha a falta de praticidade como seu principal inconveniente, é somente por meio da confecção própria que pode ser feita uma peça exclusiva e perfeita para seu cãozinho, e que se adeque exatamente ao seu tamanho, proporções e características individuais. Nesse artigo, você confere algumas dicas valiosas e instruções importantes para botar em prática a confecção de roupas para seu cachorro e tornar-se um estilista pet de mão cheia.

 

A escolha do tecido

Leia Mais: Sapatinhos para cães: necessidade, cuidado ou apenas um mimo?

roupas-para-caes-tecidos

Escolher o tecido ideal é o ponto de partida para a produção de peças fashion para o seu pet. Muitos tecidos completamente comuns em roupas para os humanos podem causar problemas alérgicos nos cãezinhos e, como boa parte dos donos que se arriscam nessa produção própria tendem a construir os modelos a partir de retalhos de suas próprias roupas, esse é um item que deve ser bem observado.

Opções de materiais antialérgicos podem ser encontrados para esse fazer roupas para cachorros, sendo que o uso de tecidos feitos a base de algodão, flanela, plush, malha e manta acrílica também podem ser indicados para a tarefa, pois, dificilmente causarão reações indesejáveis nos cachorros.

Materiais sintéticos e todos os tipos de lã devem ser evitados e, em alguns casos, somente o atrito da roupinha com a pele do animal já pode causar coceira, problemas de pele e desconforto; portanto, vale lembrar que nem todos os pets podem ou querem usar roupinhas, e o conforto deles deve ser, sempre, a principal preocupação de seus donos.

Há quem goste de acrescentar babados, brilhos, fitas e outros penduricalhos nas roupas de cachorro para dar mais destaque ou chamar a atenção. No entanto, esse tipo de enfeite também deve ser evitado (principalmente nas regiões a que o animal tem acesso com a boca) por poder irritar o animal ou mesmo causar feridas pelo contato constante com determinada região de seu corpinho.

 

Como tirar as medidas do pet

roupas-para-caes-cuidados

Uma das maiores vantagens em produzir roupas para cães por conta é a possibilidade de fazer um modelo de tamanho perfeito para seu pet, evitando que a peça fique apertada ou larga demais no corpo do bichinho. Para isso, além de ter o tecido ideal, é preciso tirar as medidas de seu cão com calma e cuidado, evitando erros de modelagem e o gasto desnecessário de bons materiais.

As principais áreas do corpo do cão que merecem atenção na hora de tirar medidas são, logicamente, as regiões onde a roupinha será presa no cachorrinho e, portanto, a circunferência do pescoço, o comprimento de seu corpo (medida que vai do pescoço até o início da cauda do animal) e a circunferência do tórax do pet devem ser os pontos de atenção nesse momento.

No caso de peças mais elaboradas, com mangas ou sem aberturas – do tipo que precisam ser realmente vestidas no animal e não contam com botões para facilitar o processo – a medida do comprimento das pernas do pet também deve ser tirada, garantindo a produção de um molde exato.

Caso você tenha em casa um animal muito agitado e brincalhão, uma caminhada com o pet pelas redondezas de sua casa pode ser uma boa pedida, pois, dessa forma, ele se cansa um pouco e fica mais calmo, facilitando seu trabalho na hora de tirar as medidas – tarefa para a qual os cães tendem a ter bem pouca paciência.

 

Moldes, modelos e acessórios

roupas-para-caes-acessorios

Com tecidos e medidas em mãos, basta escolher o tipo de roupinha que mais combina com seu pet para começar a produção. Por meio de uma pesquisa rápida é possivel encontrar diferentes desenhos e moldes de roupinhas para cãezinhos - das mais elaboradas às mais simples - e botar a criatividade para funcionar.

Entre os modelos mais simples podemos citar as famosas capas para cães, que são presas ao pescoço e ao tórax do animal, ganhando uma cauda comprida que vai até a base do seu rabo e, em alguns casos, destaca uma toquinha charmosa para cobrir a cabeça do pet. Peças com mangas para vestir completamente as patas dos amiguinhos também podem ser reproduzidas com um pouco mais de habilidade, no entanto, os que tem pouca experiência com agulhas ou máquinas de costura devem começar pelos modelos mais básicos, evitando erros e o desperdício de tecido.

Uma técnica bastante usada pelos novatos na produção de roupinhas para cães por conta própria (e que pode ser facilmente aplicada por quem tem cães de pequeno porte) é a de transformar uma meia antiga num modelito fashion. Feitas com tecidos que dificilmente vão causar reações alérgicas aos cães - como algodão - as meias podem virar uma peça charmosa com apenas alguns cortes, por onde o pet enfiará sua cabeça e patas dianteiras.

O truque é simples, conforme explicado abaixo:

  • Separe uma meia grande (que caiba na circunferência do tórax do seu pet sem apertá-lo)
  • Certifique-se de que o tecido da meia não é do tipo que pode causar alergias ao cão
  • Corte da meia a sua ponta, na linha que separa os dedos do pé
  • Faça dois cortes pequenos na altura do calcanhar da meia (um de cada lado), com espaço suficiente para que caiba a circunferência da pata do cão
  • Vista a meia no seu cãozinho, colocando suas patas nos cortes da altura do calcanhar e enrolando a porção de tecido que sobra no seu pescoço, formando uma gola rolê
  • Para os fãs de acessórios, ainda é possível fazer uma touquinha com a parte retirada da meia (cortada na linha que separa os dedos do pé) por meio de dois cortes pequenos – um de cada lado - na parte superior, por onde passarão as orelhinhas do pet
  • E pronto! Seu pet já pode desfilar pelas ruas com um modelito fashion

O uso dos aviamentos certos também pode fazer bastante diferença na hora de confeccionar uma roupa para seu cãozinho, e o uso de botões de pressão é o mais indicado, já que materiais como o velcro podem causar alergias. Para evitar esse tipo de problema, também é possível confeccionar modelos que não precisem de botões, sendo totalmente fechados por costuras na área do tórax ou incluindo espaços para a entrada das patas dianteiras do cão, que já dão conta de segurar a roupa sem que ela caia de seu corpo.

 

Contra-indicações

Apesar de serem cada vez mais comuns no mundo dos cachorros, as roupinhas para pets podem ser desaconselhadas por uma série de motivos além da alergia que determinados tecidos podem desencadear. É importante lembrar que cães de pêlos muito longos ou que estão acima do peso não necessitam de cobertura alguma para se proteger do frio, por exemplo e, portanto, deve ser evitado vestir esse tipo de cãozinho com roupas, já que isso pode causar uma hipertermia no animal, fazendo com que sua temperatura corporal suba até muito além do normal.

A modelagem e o comprimento da vestimenta canina também devem ser observados com atenção, pois, se o tamanho for desproporcional ao corpo do cão, o tecido pode tanto impedir seus movimentos como causar acidentes envolvendo escorregões dos pets.

O uso de acessórios como sapatos e, principalmente, cachecóis, também tem suas desvantagens para quem deseja enfeitar seu pet. No caso dos sapatos, quando usados por muito tempo, podem acabar impedindo que os coxins do cão (almofadinhas na sola da pata) transpirem como devem, trazendo problemas que vão desde a proliferação de bactérias até lesões na patinha e tombos (no caso de a sola do calçado não ter nenhum tipo de antiderrapante).

Cachecóis podem ser perigosos pelo desconforto que alguns bichinhos sentem com seu uso. Desconfortáveis, os cães tentarão tirar o cachecol do pescoço com mordidas e puxadas fortes com a boca, ação que pode fazer com que o pet seja sufocado pelo próprio acessório fashion.

Basta que haja bom senso e atenção às reações do pet que o uso de roupinhas e acessórios não cause danos ao bem-estar dele. Lembre-se que, ao perceber algum sinal de que há algo errado com ele, é recomendada a consulta com um veterinário.

 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/roupas-para-caes-tecidos/

Categorias:
Moda e Beleza para Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
acessórios, cachorros, cães, costurar, cuidados, pets, roupas, roupinhas, tecidos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados