Remédios para Cachorros – Diferentes formas de administrar

Comprimidos ou líquidos, homeopáticos ou químicos, os remédios para cachorros variam em formato, composição e forma de administrar

Acompanhando a infinidade de doenças que podem acometer cães de todos os tipos e raças, o mercado dos pets já conta, hoje, com uma infinidade de remédios para cachorros, garantindo o tratamento e a cura do seu melhor amigo em qualquer ocasião. Disponíveis em diferentes tipos de composição, tamanho, forma e finalidade, as medicações direcionadas para as doenças caninas não são difíceis de ser encontradas e, nos dias de hoje, há até mesmo serviços de entrega desse tipo de produto, que podem ser solicitados inclusive pela web.

Assim como no caso da administração de medicamentos para humanos, os remédios para cachorros não devem – em hipótese alguma – serem dados aos pets sem que antes eles tenham visitado um médico veterinário, já que a auto-medicação dos animais também pode trazer consequências indesejadas.

 

remedios-para-cachorros

Receitas caseiras de medicamentos aparentemente naturais também devem ser evitadas até que um profissional seja consultado, pois, a internet conta com uma variedade imensa de “receitas infalíveis” com pouca ou nenhuma base para indicação, fato que também pode fazer com que seu pet seja prejudicado ao invés de tratado.

Leia Mais: Veneno para carrapatos: aprenda a controlar este mal

Tomando esse tipo de cuidado, os donos de cães podem ficar tranquilos e adquirir a medicação correta para que seu pet inicie o seu tratamento. No entanto, para os proprietários de cachorros que precisam de tratamentos por via oral, é justamente nessa hora que os maiores problemas começam e, dependendo do temperamento do animal, a administração dos remédios que ele necessita pode se tornar uma missão quase impossível.

Neste artigo, você conhece um pouco mais sobre os diferentes tipos de remédios para cães disponíveis no mercado de hoje e os seus pontos positivos, além de dicas para tornar a administração de medicamentos para seu pet mais fácil - por meio de técnicas especiais que garantem que seu amiguinho realmente receba o que precisa para ter uma vida saudável.

 

As diferentes opções de remédios para cães

 

Com exceção de doenças de muita gravidade e acidentes sérios, o mercado já conta com remédios para quase todos os problemas caninos e, desde a última década, é difícil que um cão doméstico fique com problemas simples por muito tempo, já que a variedade de finalidades, composições e formas de administrar é imensa.

Para os casos de dermatites e alergias, além das coleiras antipulgas e das vacinas há medicamentos que podem ajudar na prevenção e no controle dos agentes causadores dos problemas, e que são apresentados, normalmente, em forma de pomada, loção ou spray – sendo a última, a opção mais popular entre os donos de pets, tanto por sua praticidade na aplicação como pela rápida absorção que tem na pele no animal.

A simplicidade na aplicação é tida como a principal vantagem desse tipo de remédio, no entanto, nem todas as doenças caninas contam com medicações disponíveis nesse formato, e a administração de remédios por via oral está entre as mais populares – embora não sejam as favoritas dos pets.

Boa parte dos remédios para cães – incluindo antibióticos - podem ser encontrados em forma de comprimidos, cápsulas ou drágeas e, em alguns casos, a medicação pode ser disponibilizada em forma líquida, facilitando um pouco o processo da administração (embora, mesmo nesta forma, ainda possa ser complicado dar o remédio para o seu cãozinho em função do seu gosto atípíco, que faz com que o animal o rejeite).

 

remedios-para-caes

 

Tidos como os mais “temidos” entre os proprietários de cães, os medicamentos em formas de cápsula acabam sendo também os mais difíceis de dar aos animais, pois, na maioria dos casos, os cachorros não aceitam os remédios a menos que estes estejam disfarçados de alguma forma, evitando que eles sintam seu gosto.

A homeopatia também está entre as medicações indicadas pelos médicos veterinários nos dias de hoje e, ao contrário do que muitos possam pensar, tem efeitos bastante eficazes no tratamento de diversos problemas, incluindo desde os mais corriqueiros (como uma diarréia do cachorro, por exemplo) até doenças crônicas, como a diabetes.

Em algumas situações os remédios homeopáticos para cães servem como um complemento aos medicamentos químicos, entretanto, essa interação deve sempre passar pela aprovação de um profissional, já que alguns componentes podem não ser compatíveis e acabar prejudicando seu bichinho de estimação.

Fórmulas caseiras que prometem livrar seu pet de pulgas, carrapatos e alergias também podem ser encontradas aos montes pela internet, no entanto, a indicação aqui é a mesma que no caso de qualquer outra medicação: um médico veterinário deve ser consultado antes que se ponha em prática qualquer uma das muitas teorias espalhadas por aí.

 

Como dar remédios para cães

 

A administração dos remédios para cães por via oral tende a ser um pouco complicada e, para facilitar esta árdua tarefa, há diferentes meios de camuflar a medicação, garantindo que seu pet a receba e possa ser tratado de maneira adequada. Alguns cachorros não exibem uma rejeição tão grande aos medicamentos e, nestes casos, tentar administrá-los sem maiores truques pode ser uma boa ideia.

Tendo em vista que a grande maioria dos cachorros adora ser mimada e recompensada, uma opção válida é escolher algum alimento ou petisco de que ele goste muito para acompanhar o remédio, já que a espera pelo prêmio pode agilizar o processo da administração do medicamento. O ideal é que o quitute em questão seja dividido em duas ou três partes e dado ao cão da seguinte maneira: primeiramente uma parte do petisco, seguida pelo remédio e, por fim, o restante do agrado.

Para garantir que o animal tenha realmente engolido a cápsula, seu dono deve abrir bem a boca do animal e colocar o comprimido o mais próximo que conseguir da sua garganta. Feito isso, o proprietário deve segurar a boca do cão fechada por algum tempo e massagear a sua garganta para estimular o engolimento, certificando-se de que a medicação foi engolida pelo animal.

 

dar-remedio-para-cachorros

 

No caso de pets que não aceitam as medicações tão facilmente, o uso de alimentos também é feito para esconder os remédios, e fazer com que seu cão receba o que precisa quase sem perceber. Para que essa técnica dê certo, o ideal é que o comprimido seja colocado inteiro - ou em partes – dentro de alguma comida do cão, como uma salsicha ou pedaço de carne, já que os cachorros tendem a engolir bem rápido esse tipo de alimento.

Assim como no procedimento de dividir o remédio com petiscos, também é indicado que quando se for esconder a medicação em algum alimento, o primeiro pedaço dado ao animal seja livre de remédios, pois isso vai fazer com que o cãozinho se interesse mais pela comida e, consequentemente, se anime para comer o restante, onde o medicamento estará camuflado.

 

Aplicando remédios líquidos para cães

 

No caso de remédios líquidos, os dois tipos de técnica descritos acima também podem ser aplicados. O ideal é que o medicamento seja colocado diretamente na boca do cão (pois, dessa forma, é mais garantido que seja absorvido) e, para isso, seringas sem agulha são uma ótima ferramenta de ajuda.

É necessário encontrar uma seringa onde caiba a dose completa do remédio para cães a ser administrado, para que o processo seja feito de uma só vez. Feito isso, basta prender o cão entre suas pernas e elevar sua cabeça, abrindo sua boca. Assim como no procedimento com comprimidos sólidos, o líquido da seringa deve ser jogado o mais próximo possível da garganta do animal, para que sua ingestão seja garantida e mais rápida.

Para os cães que não permitirem a administração dessa forma, misturar o conteúdo da medicação com bebidas adocicadas pode ser a solução, já que os cachorros adoram esse tipo de agrado. No entanto, é importante lembrar que esta não é a técnica mais indicada, já que, os remédios líquidos costumam alterar bastante o sabor da bebida, e isso pode fazer com que seu pet tome sua dose de medicação de forma parcial.

 

Aplicando remédios nos ouvidos dos cães

 

A aplicação de remédios no ouvido dos cães também é uma questão complicada para os donos de pets, já que, por sentirem um grande desconforto com qualquer coisa que altere esta área, os cachorros dificilmente se comportarão mais que uma vez para receber esse tipo de medicação, e a ida a uma clínica veterinária pode se fazer necessária.

Vale lembrar que, caso nenhuma dessas técnicas funcione com seu bichinho de estimação, o ideal é sempre que um profissional veterinário seja procurado, pois ele pode fornecer outras dicas para medicar seu pet ou fazer a aplicação por si.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/remedios-para-cachorros/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, cão, doenças, medicamentos, pets, remédios, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados