Primeiros socorros em caso de reação alérgica em cães e gatos | CachorroGato

Primeiros socorros em caso de reação alérgica em cães e gatos

Saiba como agir para socorrer o seu pet em casos de reação alérgica em cães e gatos

A reação alérgica em cães e gatos (principalmente quando aguda) é uma ocorrência muito grave e pode se tornar uma emergência, sendo que, caso não sejam tomadas providências imediatas, pode até levar o animal a morte.

Causando uma hipersensibilidade – que pode ocorrer tanto em humanos como em animais - diante da presença de algum agente causador de alergia, a reação alérgica em cães e gatos acontece de forma branda ou severa, provocando sintomas que vão desde coceiras até quadros de morte aguda.

Reação alérgica em cães e gatos

Aprenda, a seguir, quais são os primeiros socorros fundamentais para esse tipo de quadro:

  • Mantenha o pescoço do animal esticado para facilitar a entrada e saída de ar para os pulmões
  • Preste atenção ao ambiente em que o animal estava na hora de início da reação, a fim de notar o agente causador do problema
  • Leve, imediatamente, o cão ou gato para a clínica ou hospital veterinário mais próximo, possibilitando a prestação do socorro necessário

Como alguns exemplos de agentes indutores de reações alérgicas em cachorros e felinos (que, conforme citado, podem ser manifestar de forma leve ou grave) podemos citar:

  • Vacinas
  • Alimentos
  • Venenos de animais peçonhentos
  • Medicações
  • Algumas verminoses

Enquanto o sistema hepático é o mais afetado no caso dos cães, em gatos é a parte respiratória que sofre a repercussão mais importante. Porém, a apresentação dos sintomas pode variar conforme a agressividade da substância inoculada ou ingerida, assim como da resposta do organismo do pet diante do agente agressor.

Leia Mais: Parto de cadelas ou gatas

Entre os sintomas mais aparentes em cachorros, dependendo do grau de reação alérgica provocada, podem ser notados coceiras, vômito, diarréia, edemas de face e até disfunções graves do sistema cardiorrespiratório. No caso dos felinos, coceira, aumento na salivação, inapetência, vômito, diarreia, distrição respiratória e colapso cardiovascular são os sinais mais comuns.

Socorro em casos de reação alérgica em cães e gatos

Em comum para as duas espécies está o risco de morte caso não haja um atendimento imediato – justificando, assim, a necessidade de que o animal envolvido seja atendido no serviço de emergência de um hospital veterinário o mais rápido possível.

Diante da presença do médico veterinário, é importante que se tente lembrar detalhes que ajudem a elucidar o caso, como dizer se o animal tomou vacina recentemente, se foram dados alimentos diferentes, se a região do ocorrido é propensa a ter acidentes por picadas de animais peçonhentos, se foram administradas medicações (seja por conta própria ou com receita do veterinário) e há quanto tempo foi realizada a administração de remédio para vermes.

Após a estabilização do quadro do cão ou gato – que é feita por meio de procedimentos emergenciais, terapia com oxigênio, medicações como corticoides (cautela devido possibilidades de reação), anti alérgicos, fluidos (soro) e até uso adrenalina (nos casos de colapso cardiovascular); podem ser realizados exames de laboratório, começando com hemograma, função renal, hepática, eletrólitos e exames de urina, para que verificação de lesões provocadas pelo quadro de reação alérgica.

Por isso, geralmente, faz-se necessária a hospitalização desses animais no serviço de terapia semi ou intensiva veterinária – permitindo a observação do pet e a realização de tratamentos que ajudem a inibir ou eliminar o que tenha iniciado os sintomas clínicos.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/reacao-alergica-caes-gatos/

Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
alergia em cachorro ou gato, primeiros socorros reação alérgica em pets, reação alérgica em animais, reação alérgica em cães e gatos, reação alérgica em pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV-SP 25380) formada pela Fundação Municipal de Ensino Superior de Bragança Paulista (FESB). Especialização em Emergências e Terapia Intensiva pela Universidade Federal do Semi-Árido (UFERSA). Prêmio internacional em concurso de Bem-Estar Animal pela World Society for the Protection of Animals (WSPA). Responsável e membro da equipe de médicos veterinários intensivistas do Intensive Home Care, atuando nas áreas de emergência e terapia intensiva, na região de São Paulo.

Artigos Relacionados