Raiva Canina – Aprenda a identificar e prevenir esta doença fatal | CachorroGato

Raiva Canina – Aprenda a identificar e prevenir esta doença fatal

Saiba de que maneira a raiva canina age nos animais e como prevenir seu cão desta doença fatal

A raiva canina é uma doença muito antiga, contagiosa e extremamente temida pelos que conhecem as suas consequências. Considerada uma zoonose (ou seja, uma doença que poda ser transmitida dos animais para os seres humanos), a raiva já é um problema praticamente erradicado nos dias de hoje; no entanto, é sempre bom ter em mente quais são os seus principais sintomas e formas de contágio dessa complicação, podendo identificá-la no caso de o seu pet ser acometido por ela.

Sua principal forma de transmissão é por meio da saliva de um animal contaminado e, portanto, pela mordida dele. Mudança de comportamento, agressividade exagerada, salivação excessiva e até a paralisia fazem parte do conjunto de sintomas da raiva canina, que é uma doença incurável e tem a vacinação como única forma de prevenção.

Raiva canina

Vale lembrar que a vacina antirrábica deve ser administrada nos filhotes caninos enquanto são filhotes (após ter recebido também as vacinas polivalente – V10 – e contra a Tosse dos Canis e Giárdia), devendo, ainda, ser renovada anualmente para que não perca sua eficácia.

Outro fator que merece destaque é o de que nem todas as mordidas de cães transmitem a doença e, portanto, ao passar por uma ocorrência do tipo, é preciso certificar-se de que há sinais da doença no cão que deu a mordida – encaminhando-se de maneira imediata à um centro de zoonose em caso positivo (já que, quanto antes for feito o atendimento, maiores serão as chances de a pessoa poder ser curada).

Atingindo o sistema nervoso central dos cães acometidos, a doença pode se manifestar de três maneiras distintas, conforme exposto a seguir:

Leia Mais: Cães e Gatos x Cigarro – A batalha

  • Raiva Furiosa
    Tida como a forma mais comum da doença, a raiva furiosa tem a mudança de comportamento como principal sinal – e os cães acometidos passam a procurar locais escuros e escondidos para ficar. Sem responder aos chamados de seus donos, os cachorros com raiva furiosa se apresentam extremamente agitados nesta primeira fase da doença (que dura por cerca de três dias), que evolui para um estado de paralisia e acaba por levar o cachorro à morte.

  • Raiva Muda
    Na raiva muda, s mesmos sintomas da raiva furiosa também se manifestam – entretanto, ao invés de se mostrar agitado, a mudança de comportamento do animal o faz ficar depressivo e sonolento, desenvolvendo os sinais de maneira mais intensa até chegar ao óbito.

  • Raiva Intestinal
    Considerada o tipo mais raro da doença, a raiva intestinal não faz com que sinais comportamentais se manifestem no animal acometido – que passa a vomitar e sentir cólicas bastante fortes por cerca de três dias, até ser levado à morte.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/raiva-canina/

Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, cão com raiva, Raiva Canina, raiva em cães

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados