Radiografia em cães e gatos pode salvar a vida de pets | CachorroGato

Radiografia em cães e gatos pode salvar a vida de pets

Saiba de que forma a radiografia em cães e gatos pode ajudar a diagnosticar doenças e monitorar tratamentos

Os avanços da medicina veterinária foram muitos ao longo das últimas décadas e, hoje, uma série de exames e tratamentos para animais, impensáveis há algum tempo, já são uma constante na vida de trabalho de veterinários de todo o mundo. Enquanto diferentes áreas da veterinária surgem e buscam respostas mais concretas para as doenças ligadas às suas especialidades (incluindo oncologia e fisioterapia para pets, entre outras), os exames de imagem em cães e gatos também evoluem, permitindo que a radiografia em cães e gatos forneça bases cada vez mais claras e informativas sobre o estado de saúde dos animais.

Importante para avaliar as condições dos mais variados órgãos e regiões do corpo dos animais, a radiografia em cães e gatos segue entre as principais solicitações de médicosveterinários entre os exames de imagem; possibilitando a descoberta da causa de variados sintomas e doenças por meio da realização de um exame que não é invasivo ou agressivo para o corpo de cachorros e gatos enfermos.

Exceto em raras exceções, esse tipo de exame é tão tranqüilo para os animais que nem mesmo anestesias ou qualquer tipo de sedação são necessários, sendo indicada, apenas, a presença do proprietário do pet na sala de raio-x; que pode acalmar e passar serenidade para o seu pet, facilitando ainda mais o processo como um todo.

Entretanto, casos em que o animal é muito agressivo, agitado ou sente muita dor podem exigir a administração de algum tipo de sedativo para o animal – já que, o posicionamento do paciente em exames radiográficos deve ser preciso para que seja eficiente, e nem sempre a dor do pet permite que isso seja feito sem a ajuda de anestésicos

Dito isso, confira, a seguir, de que forma a imaginologia veterinária e a radiografia em cães e gatos vem evoluindo; e saiba de que forma ela ajuda os profissionais veterinários a direcionar diagnósticos, monitorar a evolução clínica e, consequentemente, promover o bem-estar de cachorros e gatos:

Leia Mais: Primeiros socorros em caso de reação alérgica em cães e gatos

Radiografia na medicina veterinária

Presente na medicina veterinária há mais de 30 anos, a radiologia foi adaptada da medicina humana para ajudar no diagnóstico e no tratamento de animais e, embora seja usada com mais freqüência nos cuidados com cães e gatos, também pode ser aplicada em um grupo grande de animais como, por exemplo, peixes e cavalos.

Podendo facilitar o entendimento e as motivações de patologias das mais diversas, as radiografias em cachorros e gatos podem ser altamente benéficas para os animais que fazem o seu uso,já que, por meio dessas imagens, é possível diagnosticar uma série de doenças e, ainda, definir seu estágio clínico; facilitando tanto a identificação de uma enfermidade quanto da sua melhor forma de tratamento - que conta com chances muito mais altas de sucesso quando iniciado de maneira precoce.

Com a grandedemanda por esse tipo de serviço, o Brasil já conta, hoje, com diferentes empreendimentos ligados à medicina veterinária que realizam radiografias em cães e gatos, sendo que, em algumas destas empresas há, inclusive, a possibilidade de solicitar o serviço sem precisar sair de casa; realizando-o no conforto do lar e, desta forma, propiciando um ambiente tranqüilo, seguro e confortável para que o animal seja examinado.

 Assim como na medicina humana, a telerradiologia - ou seja, a prática de oferecer consultas das imagens radiografadas e laudos online - também é uma realidade no mundo dos animais, apresentando cada vez mais similaridades com o universo humano no que diz respeito a recursos e praticidade em diagnósticos.

Embora muitas das doenças mais preocupantes no mundo dos cães e gatos não possam ser detectadas ou percebidas por meio de raios-x, há outras que têm nas radiografias as suas principais fontes de identificação, como é o caso da displasia coxo-femoral,das fraturas e das doenças pulmonares.        

Permitindo que medidas imediatas sejam tomadas para aliviar os sintomas dosanimais acometidos ou para avaliar a possibilidade de que um procedimento cirúrgico seja determinado, o raio-x é fundamental para que os médicos veterinários obtenham os dados necessários para que sejam feitas decisões precisas e bem informadas para tratar cães e gatos. 

Radiografias mais comuns em animais

Há uma série de regiões específicas do corpo de cães e gatos que acabam sendo radiografadas com mais freqüência – detalhando o estado dos órgãos do cão ou gato e, com isso, facilitando a compreensão e a indicação para o tratamento da doença que o acomete.

Confira, a seguir, quais são as partes do corpo de cachorros e gatos que mais exigem uma observação detalhada quando lesadas ou alteradas; e que podem ser reveladas por meio das radiografias:

  • Abdômen Seu estudo é limitado por este meio, porém, existem algumas aplicações importantes para o raio-x na análise do abdômen animal, incluindo a pesquisa de corpos estranhos ou radiopacos ingeridos por cães e gatos; diagnóstico da torção gástrica; contagem do número de fetos à partir do 45° dia de gestação; avaliação do grau de retenção fecal, avaliação do trânsito gastrointestinal através da administração via oral de contraste radiográfico; pesquisa de cálculos urinários radiopacos; e o diagnóstico de ruptura de bexiga através da administração de contraste via sonda uretral.
  • Tórax Silhueta cardíaca, pulmões, traquéia e esôfago torácicos e diafragma são algumas das áreas que podem ser bem observadas por meio da radiografia de tórax.
  • Coluna vertebral Destacando resultados melhores quando feita no animal relaxado, a radiografia da coluna vertebral em animais permite a visualização de suas partes ósseas, mostrando os segmentos cervical, cervicotorácico, toracolombar, lombossacro e as vértebras caudais.
  • Membros torácicos e pélvicos Mostra detalhadamente as porções ósseas dosmembros, bem como os tecidos moles que os envolvem.
  • Quadril, Pelve ou Coxal Indicado para o diagnóstico da displasia coxofemoral e avaliação de fraturas e luxações. Vale lembrar que, para a realização de um laudo oficial para displasia coxofemoral, o animal deve ser sedado/anestesiado e ter mais de um ano de vida.
  • Crânio Seu estudo não é tão amplo por meio deste exame, porém, existem algumas aplicações importantes que incluem a avaliação da dentição, das articulações temporomandibulares (ATMs), da integridade dos ossos que o compõe, da cavidade nasal e seios da face.

Médicos veterinários e radiografias em cães e gatos

O posicionamento do animal durante o exame radiográfico deve ser feito de forma correta, sempre que possível, para obter diagnósticos precisos e consequentemente tratamentos com bons resultados.

Por isso, cada vez mais clínicas, hospitais e empresas ligadas ao mundo da medicina veterinária já contam com cursos específicos para aprimorar o conhecimento dos profissionais do ramo e fazer com que eles saibam ‘ler’ de maneira correta os importantes dados apresentados nas radiografias de cães e gatos.

Parte da rotina de quem atua no segmento, a interpretação das imagens de raio-x deve ser feita de maneira precisa, permitindo que o médico veterinário, responsável pelo paciente,possa oferecer o tratamento adequado.

A capacitação de profissionais para esse tipo de exame é necessária e fundamental, permitindo que cada vez mais cães e gatos tenham qualidade de vida. Vale lembrar que a clínica é soberana e que os exames de imagem, como o de raio-x, são uma ferramenta adicional ao diagnóstico das enfermidades.

                                                                                                                                              



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/radiografia-caes-gatos/

Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
exames de imagem, radiografia em cães e gatos, radiografia veterinária, raio-x, raio-x em cães e gatos, rx

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados