Ração para Cães - Qual comprar e como armazenar? | CachorroGato

Ração para Cães - Qual comprar e como armazenar?

Cada cachorro precisa de um tipo certo de alimento. Saiba como escolher, quais as diferenças e até os sabores inusitados que existem no mercado

Ao ter o seu pet, tenha em mente que a alimentação dele é muito importante, por isso a ração para cães é um item essencial para o seu desenvolvimento, balanceamento de ingredientes e, consequentemente, uma boa qualidade de vida e saúde. Isto porque elas garantem a quantidade necessária dos nutrientes que eles precisam, além de serem digestíveis e com o gosto apetitoso para eles.

Existem à venda diversos tipos de ração para cães, principalmente porque cada raça, peso, estrutura física, idade e cuidados especiais precisam de componentes alimentares diferentes ou em doses diversificadas, portanto é sempre recomendável consultar o veterinário e comprar a mais indicada para o seu peludo.

 

Ração para cães Popular, Standard, Premium ou Super Premium

 

Nossos amigões merecem o melhor, por isso precisamos saber as diferenças dos produtos, buscando o mais apropriado para ele, assim como qual deve ser descartado. A popular, por exemplo, mais barata e feita com subprodutos (soja, farelo de algodão, milho, entre outros), não costuma oferecer ao cãozinho o número de proteínas que ele requer e a digestibilidade é difícil, aumentando muito a quantidade de fezes.

Leia Mais: Quantidade de ração para cães e gatos – Quanto dar de ração?

A standard, ou padrão, é um tipo de ração para cães produzida por empresas renomadas e que está dentro dos moldes de qualidade exigidos para o consumo, mas ainda assim não é a mais recomendada, principalmente porque a proteína que ela fornece vem da farinha de ossos e de carne, gordura animal, glúten de milho, entre outros, o que dificulta o mecanismo de digestão, como no caso da popular, ainda que seja um pouco mais cara.

Já as premium e super premium são feitas com ingredientes melhor selecionados, consideradas as melhores em nível de qualidade canina de nutrição. Elas são metabolizadas com mais facilidade, diminuem os excrementos e são formuladas com carne de peru, de frango, ovelha, ovos e muitos outros itens de origem animal. E o cãozinho não tem de comer tanto, já que há mais fontes proteicas em uma porção menor, se compararmos com as demais.

Portanto, mais cara ou não, vale a pena comparar o custo X benefício, já que em algumas situações você pode oferecer o melhor em questão de ração de cães aos seus amigões pagando por um produto mais oneroso e ele durar mais, ou se o orçamento não permitir, avalie qual a melhor alternativa que caiba no seu bolso, mas ainda assim deixe o pote de comida do seu cãozinho com um alimento adequado ao que ele precisa.

 

Será que a mesma ração de cães vale para todos os meus pets?

racao-para-caes

Esta é uma questão que muitos donos se fazem ou até mesmo cometem o equívoco de darem o mesmo tipo para todos os seus cachorros, mesmo que eles sejam diferentes. E muitos fatores influenciam na escolha da ração, como o peso, o porte, a idade, a raça, entre outros.

Por exemplo, a ração para cachorros filhotes precisa ter mais ingredientes e nutrientes distintos, já que ele está em fase de crescimento e desenvolvimento, o que não irá suprir as necessidades do seu cachorro adulto, mesmo que ele coma e ache a nova “pratada” deliciosa. O mesmo acontece se um for obeso e o outro não, o que pode prejudicar a saúde daquele que está com o peso normal.

Então, sempre pergunte ao especialista qual a mais aconselhada para ele e, se necessário, separe-os na hora de comer e dê a mais adequada para cada um, pois às vezes você não tem somente de escolher entre normal ou premium, mas também uma específica para problemas cardíacos, alérgicos, obesidade, renal, diabetes etc., ou feitas especialmente para a raça do seu peludo, tendo tudo o que ele precisa para uma vida saudável.

Quanto aos sabores, há ração de cães com pedaços de carne, ao molho mini bit ou com arroz, galinha caipira, fígado e legumes com nuggets, cordeiro, cereais e leite, frango com peru, salmão, estrogonofe, vegetariana e muitas outras opções em um verdadeiro cardápio!

 

Meu cachorro se recusa a comer a ração para cães!

racao-para-cachorros

Se você ou alguém da sua casa acostumou o peludo com guloseimas, petiscos ou outras iguarias que ele considere mais gostosas, pode ter certeza que a rejeição dele é como se fosse uma afronta ou até mesmo uma forma de chantagem. Mas a melhor maneira de agir é com indiferença, oferecendo o pote em determinadas horas, que são as que ele deve criar o hábito de ter como momento de se alimentar. Aliás, outra ressalva que devemos fazer é que outro grande erro é deixar a comida o dia todo disponível para ele.

Entretanto, se ele não estiver comendo por outro motivo, pode ser que ele não tenha se adaptado à marca da ração canina que você comprou, por isso algumas sugestões são válidas. Uma delas é colocar água morna e filtrada junto ao pote, somente para umedecer o sustento, fazendo com que ele sinta facilidade na mastigação e aceite. Caso ainda assim não surtir efeito, misture a elas vísceras batidas no liquidificador, que podem dar um gostinho mais atraente e fazer com que o pet não resista. Para este caso, lembre-se de consultar um veterinário e lhe perguntar a forma ideal de oferecer comida crua ao pet sem que isso prejudique a saúde dele.

Mas quem é que não gosta de mimar o seu animalzinho? As frutas são ótimas aliadas para isso, ainda ajudando na saúde deles. Contudo, antes de dar ao pet, consulte o veterinário, para saber se o seu pode consumi-las, e nunca ofereça em grandes porções.

Outras duas boas pedidas são a banana e a maçã, que contém bastante minerais e fibras, o que as tornam opções de “quitutes” entre uma refeição e outra. Elas ainda ajudam no sistema imunológico e intestinal (assim como na ração de cães de boa qualidade), e devem ser servidas em pequenos pedaços, porém a banana sem a casca, enquanto a maçã deve continuar com ela, onde se encontra suas propriedades antioxidantes.

cachorro-comendo-fruta

 

Como armazenar a ração dos cachorros?

 

Guardar o alimento do seu pet requer cuidados específicos. Lembre-se sempre de fechar bem o pacote (caso seja de lá que você abasteça o comedouro) ou o recipiente em que irá conservá-las (os ideais são os herméticos ou aqueles que ficam bem vedados), para que não percam o valor nutricional. E não só o ar influencia na boa manutenção, mas também a luz, por isso guarde o produto em um local escuro, seco e sem umidade.

E vale a dica: depois de aberto, o pacote de ração para cães deve ser consumido em até duas semanas, assim, não compre embalagens maiores do que o necessário para este período. Caso contrário, será desperdício e dinheiro jogado fora.

 

Snacks não substituem a ração dos cães

cachorro-comendo-petisco

Os petiscos para cachorros podem ser usados como formas de agrado para os peludos, mas também podem se transformar em vilões da alimentação. Eles fazem com que os bichinhos percam o apetite e não substituem uma refeição normal, além de terem corantes, conservantes, calorias, açúcar, sódio e, assim, se consumido com extravagância, causarem obesidade.

Além disso, o dono deve ficar atento quanto a não acostumar que o pet queira o snack ao invés da ração para cães. Isto irá alterar o comportamento dele, voltando à “greve de fome”, como já foi dita quando ele não se acostuma com determinado tipo de ração, podendo causar não só deficiências críticas nutricionais, mas também estomacais quando ingeridas em grande quantidade. Sendo assim, busque o equilíbrio, dê a dose recomendada na embalagem e use os petiscos como agrado, não como alimento básico.

O mesmo vale para os ossos, embora estes não costumem ser utilizados como substitutos de refeições - e vale advertir que jamais devem ser de galinha. Mas esta forma de entretenimento deve ser supervisionada, não somente que o dono dê algumas olhadas enquanto o seu pet está com ele, mas depois, pois apesar de fazer a higiene da boca do cachorro, o osso pode também machucar os dentes, a língua ou a gengiva.

Então, caso você tenha costume de dar aos seus peludos estes “presentes” e depois sentir que algum deles esteja com problemas intestinais, pode não ser problema da ração dos cachorros, mas que algum pedaço do osso tenha ficado acomodado por lá, assim como pode acontecer na traqueia, complicando a respiração e necessitando de endoscopia urgentemente. Entendeu o motivo da supervisão?



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/racao-para-caes/

Categorias:
Alimentação para Cães
Tags:
alimentação, cachorros, cães, cão, comidas, ideal, petiscos, pets, ração, rações

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados