Como identificar e tratar a obstrução urinária em cães e gatos | CachorroGato

Como identificar e tratar a obstrução urinária em cães e gatos

Conheça as causas e sintomas da obstrução urinária em cães e gatos e saiba como agir ao se deparar com o problema no seu pet

A obstrução urináriaem cães e gatos é uma intercorrência muito comum na rotina veterinária, sendo desencadeada, principalmente, por cálculos ou tumores que impedem a eliminação da urina pela uretra. O principal sintoma que os animais com esse problema apresentam é o de procurar o local de costume das necessidades por inúmeras vezes, eliminando quantidades muitopequenas de urina ou não urinando - fazendo somente uma espécie de mimica de micção.

Com a existência da obstrução urinária em cães e gatos, eliminação da urina produzidanão ocorre de forma devida, causando um distendimento da bexiga, do animal – que gera sensibilidade (dor) e um grande incômodo abdominal.

Obstrução urinária em cães e gatos

Devido ao grande volume de urina dentro da bexiga (sem a possibilidade de saída total ou parcial), substâncias que deveriam ser eliminadas pelo organismo ficam retiradas, podendo provocar efeitos tóxicos aos órgãos. Além de esse quadro aumentar a chancede que a urina se acumule nos rins, devido ao excesso, também pode provocar a atrofia de estruturas internas da região; dilatando a sua parede(gerando a alteração renal conhecida como hidronefrose) e acarretando o comprometimento renal e circulatório, caso a tensão na bexiga não seja resolvida.

Gatos com obstrução urinária, devido a elevação excessiva dos níveis de potássio (hipercaliemia) sanguíneos, podem ter alterações na atividade elétrica do coração (arritmias); que podem levar o animal a óbito quando não tratados. Agravantes como hipocalcemia (diminuição do cálcio no sangue), hipotermia (queda na temperatura), uremia (acúmulo de ureia no sangue), acidose (diminuição do ph sanguíneo), hipovolemia (diminuição do volume sanguíneo) e hiperfosfatemia (aumento do fosforo) podem aumentar a instabilidade do quadro – aumentando, ainda mais, as chances de morte do felino.

Cálculos ou pedras presentes em rins ou bexiga, uretra obstruída por inflamação, infecção, traumatismos e neoplasias são consideradas as principais causas obstrutivas de vias urinárias; sendo que, nos felinos, além dos motivos citados,também é notado com causador da complicação o estresse psicológico: que forma cristais na urina, podendo ocluir seu extravasamento habitual.

Leia Mais: Picada de animais peçonhentos em cães e gatos

A intervenção para solucionar o problema deve ser realizada pelo médico veterinário que atua com cuidados intensivos, tanto antes como após o processo de desobstrução (por meio de sonda uretral ou procedimento cirúrgico) - sendo recomendado a internação do animal para recuperação adequada dos rins e acompanhamento do quadro urinário.

A realização de exames de imagem (incluindo os de radiografia, ultrassonografia e tomografia), exames de sangue (como hemograma, eletrólitos, perfil renal e hemogasometria, entre outros),administração de tratamentos medicamentosos(antiinflamatórios, antibióticos, analgésicos) e/ou cirúrgicos para retirada manual do motivo obstrutivo ou desvio do canal urinário (casos onde ocorre a necrose do pênis pela falta de circulação sanguínea local) também podem fazer parte dos procedimentos para sanar a complicação.

Entenda a obstrução urinária em pets

Portanto, ao notar comportamento urinário fora do habitual no seu pet - podendo ou não se somar com diminuição do apetite, apatia, respiração anormal, vômito, desidratação e/ou estado comatoso - procure um hospital veterinário o mais rápido possível, pois,além de estar sofrendo com a dor abdominal e com as consequências generalizadas dessa intercorrência, o animal também corre o risco de morrer se não tratado a tempo.

É importante lembrar que os melhores tratamentos daobstrução urinária em cães e gatos estão associados ao atendimento precoce e, portanto, fique ligado em três passos para que o atendimento do pet seja o mais eficaz possível e ele possa se recuperar bem e com rapidez:

  • Observar atentamente caso ocorra um aumento de procura do local para micção, que envolvam presença de força ou falta de urina nas tentativas
  • Verificar a quantidade de urina expelida pelo animal (se é a habitual ou não)
  • Caso o pet não consiga urinar (ou faça xixi em quantidade muito pequena e somente por meio de grandes esforços), suspenda a água e o alimento do animal, imediatamente, e procure um médico veterinário de confiança - para que sejam realizados os procedimentos necessários e, nos casos mais intensos, cirurgias



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/obstrucao-urinaria-caes-gatos/

Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
obstrução urinária em cães, obstrução urinária em cães e gatos, obstrução urinária em gatos, obstrução urinária em pets, tratamento da obstrução urinária em animais

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV-SP 25380) formada pela Fundação Municipal de Ensino Superior de Bragança Paulista (FESB). Especialização em Emergências e Terapia Intensiva pela Universidade Federal do Semi-Árido (UFERSA). Prêmio internacional em concurso de Bem-Estar Animal pela World Society for the Protection of Animals (WSPA). Responsável e membro da equipe de médicos veterinários intensivistas do Intensive Home Care, atuando nas áreas de emergência e terapia intensiva, na região de São Paulo.

Artigos Relacionados