Mania de Cão - Como Corrigir Hábitos Compulsivos

Saiba como cuidar para que a mania de cão não vire compulsiva

Alguns hábitos do seu cachorro podem ser considerados apenas uma mania de cão, como, por exemplo, perseguir o próprio rabo, coçar a orelha, entre outros. Mas deve-se atentar a tais manias, pois algumas vezes elas se tornam compulsivas, e neste caso, seu cão pode se prejudicar.

Mania de cão

Causas do comportamento compulsivo nos cães

Há inúmeras causas que podem desencadear uma mania de cão repetitiva. Pode ser uma predisposição herdada por conta de um desequilíbrio químico dos neurotransmissores do cérebro, mas também pode estar associado a estresse e ansiedade, seja em razão do ambiente onde o cão vive ou pelas relações com as pessoas que o rodeiam – a chegada de um bebê na família é um bom exemplo.

A automutilação, por exemplo, é muito comum em casos de um animal ou uma pessoa nova na casa. O cachorro faz para chamar atenção de seu dono e não perder o seu espaço para o novo membro da família. Um modo simples de lidar com isso é, ao chegar em casa, o dono dar atenção ao cachorro mais antigo primeiro, para que ele perceba que ainda tem a atenção principal da casa. O cuidado para se ter com isso, porém, é que notar o cão se mordendo pode não ser sinal de ciúme, mas sim de alguma doença na pele, como a sarna.

Leia Mais: Complexo vitamínico para cães: cuidados indispensáveis

O que fazer com as manias do cão?

Caso você note que a mania de cachorro que seu pet adquiriu pode ser prejudicial a ele, é recomendado que você faça algumas mudanças. Providencie um espaço adequado para as necessidades dele, como exercitar-se, brincar, enfim, para que ele gaste tempo e energia. Se o seu cão é muito sociável, evite deixá-lo sozinho muito tempo, isso pode causar ansiedade e estresse.

Você precisa treinar seu cão a parar de praticar a mania que seja compulsiva. Isso deve ser feito a fim de mostrar que o que ele está fazendo é errado, ou seja, faça algum barulho incômodo cada vez que pegá-lo coçando a orelha – desde que note que seja uma mania compulsiva -, se ele for sociável, o deixe sozinho por uns minutos. Clique aqui e veja algumas dicas fáceis de adestramento.

Não o distraia dando brinquedos ou guloseimas, pois ele vai entender que está sendo, na verdade, recompensado e irá repetir ainda mais a mania. Cuidado com o tom de voz quando for repreendê-lo. Caso seu cachorro esteja carente, e esta seja a causa da mania compulsiva, o simples fato de que você esteja - de uma forma distorcida - lhe dando atenção será o suficiente para motivá-lo a continuar com a mania de cão.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/mania-cao/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Comportamento dos Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
cachorro, cachorros, cães, cão, comportamento, compulsivo, correção, corrigir, dica, hábito, mania, pet, pets, prejudicar, prejudicial

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados