Lúpus em Cães – Causas, sintomas e tratamento

Entenda o que é uma doença autoimune e saiba como identificar e tratar o lúpus em cães

Se você já assistiu ao seriado “Dr. House”, certamente se familiarizou com o nome desta doença. O lúpus sempre era considerado quando já não se havia mais suspeita de quaisquer outras doenças, causando grandes preocupações aos médicos da série por se tratar de uma doença autoimune. O que poucas pessoas sabem, contudo, é que é possível existir o lúpus em cães e em gatos também, apesar de o primeiro ser mais comum do que o segundo.

Possuindo causas ainda desconhecidas, acredita-se que o lúpus em cães ocorre em animais com certa predisposição genética à enfermidade, que acaba se desenvolvendo no organismo do cachorro a partir de determinados fatores ambientais ou ingestão de certos tipos de medicamentos. O lúpus em cachorros pode ser uma doença hereditária e, quando associada a fatores como exposição solar ou contatos com determinados produtos químicos, pode se manifestar ou não nos cães.

lupus-caes

 

Mas, afinal, o que é uma doença autoimune e o que o lúpus faz no organismo dos cães?

Leia Mais: Como saber se sua cadela está prenha (grávida)

O sistema imunológico pode ser explicado como uma barreira de defesa do organismo que está em constante combate a agentes de patogenias (doenças) diversas, buscando expulsá-las do corpo do indivíduo e impedi-las de agirem neste corpo. É considerada uma doença autoimune quando, muitas vezes por razões desconhecidas, o sistema imunológico deixa de lado os agentes malignos e se volta contra as células saudáveis do organismo, confundindo-as como prejudiciais e buscando destruí-las.

O lúpus em cachorros é uma das doenças desta categoria de autoimunes, e ele pode ser de dois tipos: o “lúpus eritematoso discoide” (conhecido como DLE), que afeta apenas a pele do animal, e o “lúpus eritematoso sistêmico” (conhecido como LES), que afeta todo o corpo.

O lúpus pode se manifestar em forma de inflamações nas mais diversas partes do corpo do animal, como articulações, pulmões, coração, rins, pele (em especial a pele da face e do focinho) e, até mesmo, o sangue.

Insuficiência renal e anemia são complicações do LES que podem levar o pet enfermo à morte, além de ocorrências secundárias, como úlceras, que podem ser desencadeadas pelos próprios medicamentos utilizados para combater o lúpus canino.

Foi observado que raças como Afghan Hound, Pastor Alemão, Poodle, Collie, Shetland Sheepdog, Setter Irlandês, Beagle e Old English Sheepdog possuem mais tendências a desenvolver a doença, mas ela não deve ser totalmente descartada de outras raças, o que ocorre com estas que foram citadas é apenas uma maior predisposição.

lupus-caes-sintomas 

 

Veja quais são os principais sintomas do lúpus em cães

A variação de gravidade dos sintomas (que são muitos) acontece de acordo com cada órgão afetado.

 

Sintomas do lúpus eritematoso sistêmico – LES:

  • Febre;
  • Aumento do volume de urina;
  • Gengivas pálidas;
  • Artrite;
  • Dores nos membros inferiores devido à pouca circulação, conhecida como claudicação;
  • Inflação de músculos (inclusive o coração) e articulações;
  • Dermatites diversas, além de perda de pelos;
  • Úlceras.

Os sintomas descritos podem diminuir e até mesmo desaparecer, voltando a se manifestar após a exposição do animal enfermo ao sol. Devido ao ataque às articulações e músculos, o cachorro com lúpus pode se tornar letárgico, anoréxico e apresentar convulsões, além de aumento de órgãos como fígado, baço e linfonodos.

Sintomas do lúpus eritematoso discoide – DLE:

Os sintomas do DLE em cães, como já dissemos, se concentram apenas na pele do animal afetado (principalmente face e focinho), se manifestando em forma de lesões ou feridas que mudam a aparência do cachorro, como despigmentação do focinho, por exemplo. Com o desenrolar da doença, a pele das áreas afetadas pelo lúpus em cachorros pode começar a descamar além de, frequentemente, também desenvolver úlceras.

 

Diagnóstico e tratamento dos cães com lúpus

Como pudemos perceber, o lúpus manifesta-se através dos mais diversos sintomas, o que acaba fazendo com que ele se confunda com as mais variadas doenças. Por isso, para um diagnóstico preciso, são necessárias a observação atenta do comportamento do animal além de uma série de exames laboratoriais, testando o sangue e a pele do cachorro.

O lúpus em cachorros, infelizmente, não tem cura, mas seus sintomas podem ser controlados através de um tratamento estipulado pelo seu médico veterinário de confiança. Aliados aos medicamentos, é importante que o animal tome suplementos de vitamina E e não seja exposto à radiação solar, precisando estar sempre fazendo uso de filtros solares potentes.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/lupus-caes/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, cão, cuidados, doenças, lúpus, saúde, sintomas

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados