Intoxicação de cachorros: Como prevenir e remediar? | CachorroGato

Intoxicação de cachorros: Como prevenir e remediar?

Saiba como preparar sua casa para conviver com seu pet e evitas a intoxicação de cachorros

Um coisa é certa quando falamos de intoxicação de cachorros: Nossos amigos colocam quase tudo que podem em suas bocas. Infelizmente, isto quer dizer que eles tem a propensão de engolir diversos tipos de materiais tóxicos. A maioria destes materiais pode causar reações adversas desagradáveis, mas alguns podem matar se não houver tratamento.

O melhor a se fazer para evitar a intoxicação de cachorros é preparar sua casa para o convívio com animais e evitar a administração de medicamentos sem antes consultar seu veterinário. E se você achar que seu amigão possa ter ingerido algum produto tóxico, entre em contato imediatamente com profissionais.

Intoxicação de cães

Como diagnosticar?

Os sinais clínicos da intoxicação de cachorros variam de acordo com o tipo do produto ingerido. Eles podem ser leves desde a letargia, mal-estar, fraqueza até sinais gastrointestinais como vómito, diarréia e nausea. Dentre os sintomas mais severos podem ocorrer agitação, tremors e até coma.

Causas de envenenamento

Leia Mais: Picada de animais peçonhentos em cães e gatos

A maioria dos produtos tóxicos são ingeridos por acidente, quando seu amigão e sua curiosidade encontram substâncias inseguras ao seu redor. Às vezes, os donos de pets podem medicar por conta própria e descobrir, somente dias depois, que intoxicaram seus animaizinhos com substâncias tóxicas, já que eles não tem a mesma habilidade de metabilizar certos remedies para humanos.

Primeiros Socorros

  • Se o seu pet ingeriu acidentalmente algum produto tóxico, remova-o imediatamente das proximidades do veneno. Porém, antes você deve analisar a sua segurança pessoal. Algumas substâncias necessitam de equipamentos especiais para serem manuseadas, como luvas, mascaras e botas.
  • Se possível, identifique o produto e recolha uma amostra para análise do seu veterinário. Levar rótulos e/ou embalagens destes produtos para o veterinário também pode ser de extrema ajuda.
  • Se o seu pet vomitou, recolha uma amostra e leve também ao veterinário, pois pode ser usado para teste e análise do agente intoxicante, mas ATENÇÃO: Nunca induza o vômito sem consultar seu veterinário.

Instruções para intoxicação de cachorros por produtos de limpeza

Alguns produtos de limpeza do dia-a-dia possuem alcalóides, ácidos e substâncias à base de petróleo. Confira a lista abaixo:

  • Tira Manchas
  • Limpa Forno
  • Desinfetantes
  • Tabletes ou pó para maquina de lavar louça
  • Detergente
  • Querosene
  • Gasolina
  • Tinner
  • Lustra móveis
  • Cera para piso
  • Cera para sapatos
  • Soda cáustica

Se o seu pet for exposto a qualquer um destes produtos, siga as recomendações abaixo:

  • Mantenha a calma
  • Entre em contato com um veterinário imediatamente e avise que está a caminho, Com isto ele pode se preparar para te atender.
  • Coloque seu pet em uma area segura, longe do foco do produto tóxico.
  • Se o seu pet apresentar tremores ou convulsões, mova para uma area segura longe de escadas e mobílias que possam cair sobre ele
  • Leve o seu pet ao veterinário assim que possível, uma vez que quanto mais rápido acontecer a lavagem estomacal (caso necessária), mais chances seu pet tem de ficar bem e voltar a alegrar seu lar sem sequelas.
  • Se a intoxicação foi por ingestão de substâncias cáusticas não tente neutralizar administrando remédios caseiros, pois podem ocorrem outras reações químicas que podem agravar o problema . Ao invés disso, lave a boca do animal com água limpa por 15 ou 20 minutos usando um chuveirinho ou mangueira. Tente não apontar o jato para o fundo da boca pois água pode ir para os pulmões e complicar a situação. O certo é limpar por diversos ângulos diagonais.
  • Queimaduras na boca podem levar horas para aparecer. Não é porque não há ferimentos ou sintomas que não podem estar ocorrendo. Algumas queimaduras aparecem somente no estômago, onde você não pode enxergar. Se você tem certeza que houve a ingestão, faça os primeiros socorros e vá ao veterinário. 

Prevenção

Para prevenir a intoxicação de cachorros, trate seu pet como se fosse uma criança pequena e curiosa:

  • Treine seu pet estabelecendo os limites da casa – este é o melhor meio de evitar acodentes
  • Prepare sua casa adequadamente para receber um animal de estimação, certificando-se de que todas as substâncias perigosas, como remédios, produtos de limpeza e químicos, sejam guardadas em armários bem trancados e longe de línguas e focinhos curiosos.
  • Não permita que seu pet brinque em áreas de armazenamento destas substâncias, como quartinhos, lavanderias e depósitos de materiais.
  • Deixe sua garagem sempre limpa e sem pingos de oleo de carro, poças de gasolina ou substâncias abrasivas. Substâncias como WD40 são extremamente tóxicas e atraem seu pet devido ao seu gosto doce.
  • Guarde seus medicamentos em locais separados dos medicamentos de seu pet. Isto irá evitar que você o medique com os remédios errados por acidente.
  • Se você guarda seus remédios naqueles frascos de plástico divididos por dias da semana, mantenha-os em armários altos ao invés da pia da cozinha ou a mesinha da sala. Pets enxergam estes frascos como brinquedos de mastigar e seus comprimidos irão junto para o estômago de seu pet.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/intoxicacao-caes/

Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
animais, animal, cachorros, cães, cão, dicas, estimação, intoxicação, pet, prevenção, tratamentos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados