Instinto Animal – Existe de verdade? | CachorroGato

Instinto Animal – Existe de verdade?

Saiba um pouco mais sobre o que é o instinto animal e como ele atua em cachorros e gatos

Todo mundo ouve falar de instinto, mas poucos realmente percebem quando estão com seus instintos aguçados. Instinto é algo presente em grande parte dos animais, entre eles, os humanos. Nosso instinto animal é primitivo, e, mesmo que tenhamos nos afastado das nossas raízes, ainda nos conectamos com elas.

O instinto animal pode ser interpretado de duas formas: como uma espécie de sexto sentido e como meio de interagir e sobreviver. As duas formas de instintos são muito questionadas e estudadas, e intrigam os biólogos e pesquisadores até hoje.

instinto-animal

 

O tal instinto de sobrevivência

Você sabia que a maioria dos animais se adapta ao ambiente para viver nele? E sabia também que os castores são exceções à regra? Eles modificam todo ambiente com barragens, lagos, tocas e tudo que eles precisam para a sua própria sobrevivência. Esse costume se dá há milhares de anos, desde suas origens, onde os ambientes eram modificados para proporcionar bem estar ao castor, e isso acabava ajudando os ecossistemas. Eles têm esse tipo de comportamento até hoje, por conta de seus instintos primitivos de sobrevivência.

Leia Mais: Criatividade não tem limites: veja algumas frases sobre gatos

O instinto animal chamado mais propriamente assim corresponde às ações que os animais têm ao sentirem que precisam preservar sua vida. Por que cada espécie tem sua própria alimentação? Por que leões não vivem de pasto, por exemplo? Tudo se deve a como o ambiente em volta se comportou e como eles se comportaram durante toda a evolução, criando todos os ecossistemas e a cadeia alimentar, que esse instinto ajuda a manter.

Com os animais domésticos aconteceu como com os humanos, eles foram evoluindo e se inserindo em ambientes que não são mais tão ligados à natureza quanto seus ancestrais eram. Entretanto, são milhares e milhares de anos criando raízes e instintos que continuam existindo, mesmo em um ambiente diferente do original.

A territorialidade dos animais domésticos, por exemplo, é um resquício do instinto animal primitivo. Ela servia como meio de sobrevivência, reprodução e disputa de área quando os ancestrais desses animais estavam na natureza. Hoje em dia pode parecer até besteira o cão marcar toda a casa com a urina, mas, no entendimento dele como animal, aquilo é necessário para sua sobrevivência.

instinto-gatos 

Claro, os humanos já estão bastante distanciados de seus instintos, mas episódios como de medo de coisas desconhecidas - como barulhos à noite -, ou até a necessidade de proteger os filhos, vão muito além de uma reação criada pelo convívio social. É também o nosso lado animal se manifestando.

 

Instinto animal é sexto sentido?

Seu gatinho está sempre na janela quando você chega? Seu cão começa a latir dentro de casa e alguns segundos depois alguém aperta a campainha? Pode parecer um sexto sentido maluco, mas alguns pesquisadores afirmam que a explicação também está nas origens e na relação com outros animais que os bichinhos domésticos ainda carregam.

Vários estudos já foram feitos sobre a relação entre animal e dono, inclusive se tratando do reconhecimento e da relação psicológica entre ambos. É possível saber de várias histórias que tratam de cães que sentiram que alguma catástrofe iria acontecer, ou que reagiram de alguma maneira quando o dono estava em perigo, mesmo não estando ao lado deles. Os pesquisadores ainda divergem sobre esse sexto sentido animal, mas a explicação que pareceu mais plausível até agora é de que eles carregam uma sensibilidade a alterações no ambiente e de nível sensorial que nós humanos perdemos.

É sabido que tudo que deixa de ser usado, com a evolução, acaba sendo eliminado. É o caso do apêndice e está sendo o caso dos sisos em nós humanos. Nos cães, por exemplo, alguns biólogos acreditam que um dia a cauda de algumas raças irá se atrofiar até desaparecer, pois eles não a usam mais com frequência para seu fim original que era obter equilíbrio e direção.

instinto-cachorros-gatos 

Por esse motivo, pode ser entendido que os humanos possuíam esse sexto sentido dos animais antigamente, mas, como não precisavam mais usá-lo, ele deixou de existir. Alguns ainda afirmam que ele está presente em nós de alguma forma, o que explicaria momentos de sensações que acabaram se confirmando.

A questão é que esse instinto animal mais sensorial dos animais domésticos provavelmente também está ligado ao instinto de sobrevivência primitivo, onde esse tipo de mecanismo era usado para alertar de algum perigo iminente.

Os animais ainda são muito ligados ao seu instinto primitivo e natural, que acaba acarretando em comportamentos especiais, como andar em bando ou sozinho, e na alimentação e convivência com seu habitat. E nos animais domésticos, o instinto animal é um rastro que a evolução ainda não apagou.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/instinto-animal/

Categorias:
Comportamento dos Cães, Curiosidades sobre Cães, Comportamento dos Gatos, Curiosidades sobre Gatos
Tags:
animais, animal, bichanos, cachorros, cães, comportamento, convivência, curiosidades, felinos, gatos, instinto, instintos, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 23.348), formado pela Universidade Paulista, Cirurgião Geral e Ortopedista no Hospital Veterinário Cães e Gatos 24 horas há 6 anos. Dr. Tubaldini é o Diretor de Conteúdo do portal CachorroGato e gestor da equipe de veterinários responsáveis pela ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados