13 Problemas Tratados pela Homeopatia para Animais

Cercada por mitos e pela descrença de muitos, a homeopatia para animais pode ser extremamente benéfica para seu pet

Ao longo das últimas décadas, a homeopatia para animais passou a ser cada vez mais utilizada para a cura de doenças e problemas corriqueiros. Assim como no mercado de medicações voltadas para os seres humanos, a homeopatia ganha cada vez mais adeptos quando a questão é o tratamento de animais e, mesmo em meio a diferentes mitos e a descrença que existe por parte de muitos proprietários de pets, essa maneira mais natural de aliviar e curar sintomas em cães e gatos segue crescendo em popularidade.

Como não poderia deixar de ser, muitos empresários já se deram conta da expansão pela qual passa esse mercado – assim como o segmento pet em geral – e, hoje, não é difícil encontrar sites da web e empresas completamente direcionadas à produção de remédios de homeopatia para animais.

Eficaz no tratamento de problemas comuns na vida de cães e gatos, a homeopatia usada em animais não promete milagres e, portanto, situações de gravidade máxima, estados terminais e complicações que necessitem de intervenção cirúrgica pouco serão ajudadas com o uso de remédios holísticos.

 

homeopatia-para-animais

Leia Mais: Oncologista Veterinário - O especialista do câncer em animais

 

No entanto, quando o caso inclui doenças mais simples e o acompanhamento de quadros previamente diagnosticados (e que requerem controle constante), a homeopatia usada em animais pode gerar resultados surpreendentes, e tão bons quanto os que poderiam ser tidos com o uso de medicações compostas por agentes químicos.

Em boa parte das situações, os remédios homeopáticos podem, ainda, serem combinados a outros mais tradicionais, garantindo a eficácia de um tratamento; mas, mesmo quando usado sozinho, esse tipo de medicação pode trazer bons resultados e até mesmo ajudar na prevenção do aparecimento ou piora de doenças.

Nesse artigo, você conhece um pouco mais sobre o uso de produtos holísticos no tratamento de doenças de animais, e esclarece boa parte dos maiores mitos e curiosidades a respeito dessa forma alternativa de terapia.

 

Como funciona a homeopatia para animais

 

Tendo como objetivo principal a preparação do corpo para o enfrentamento de doenças e complicações, a homeopatia para animais age no organismo de forma a equilibrá-lo, o deixando pronto para o processo de combate a doenças diversas e ajudando para que o pet se fortaleça, evitando as chances de possíveis recaídas ou recorrências de complicações.

Uma das maiores vantages desse tipo de medicação é que, na grande maioria dos casos, os produtos homeopáticos voltados para animais produzem muito poucos ou nenhum efeito colateral - ao contrário de boa parte das medicações químicas, que podem desencadear sintomas de desconforto nos pet e até mesmo piorar uma situação de doença antes que esta comece a ser erradicada.

O uso combinado de produtos homeopáticos e químicos é feito, normalmente, em ocasiões em que não se pode perder tempo para iniciar um tratamento, como no caso de uma infecção urinária no animal. Neste caso, é comum que o profissional receite ambos os remédios para que o tratamento e prevenção andem de mãos dadas, já que a medicação homeopática irá preparar o organismo do bichinho para combater o problema e evitar que ele retorne, enquanto o remédio químico (algum tipo de antibiótico, por exemplo) vai atacar de frente a complicação do momento, seja ela qual for.

Seja no uso de medicamentos homeopáticos, alopáticos (tidos como convencionais) ou combinados, é muito importante que um profissional veterinário seja consultado, já que, em alguns casos, as medicações misturadas podem não ser compatíveis, e isso pode trazer diversos problemas para seu bichinho de estimação.

Embora boa parte dos donos de pet – e da população em geral – acredite que o tratamento por meio de produtos holísticos (tanto para animais como para humanos) tenha a sua longa duração e a demora de resultados como principal desvantagem, isso nem sempre é verdade.

Logicamente, em casos crônicos e mais sérios, esse tipo de remédio pode, de fato, demorar mais tempo para ter algum efeito e funcionar de maneira adequada. No entanto, há casos em que algumas simples gotinhas de homeopatia podem agir de maneira imediata, diminuindo os sintomas dos animais em muito pouco tempo, como no caso de um cão ou gato com diarréia, por exemplo.

Tendo como vantagem o fato de quase não possuir contra-indicações – mesmo em casos de gatas e cadelas no período de gestação (onde qualquer tipo de medicamento tradicional é proibido por poder prejudicar o animal) – os remédios homeopáticos para pets também são muito mais simples em sua forma de administração.

 

homeopatia-animal

 

Geralmente encontrados em forma líquida (para ser tomado em gotas) ou em pequenos glóbulos de açúcar, os medicamentos da homeopatia para animais são muito melhor aceitos do que os tradicionais; já que a maioria dos pets costuma adorar quitutes adocicados e, em alguns casos, podem até considerar seus remédios alternativos como uma forma de agrado.

No caso de soluções líquidas, o procedimento também não é complicado e, pelo fato de as doses serem normalmente pequenas, dificilmente um animal deixará de tomar todas as gotinhas que precisa em seu tratamento, bastando apenas que seu proprietário tenha um pouco de jeito e paciência.

 

Do que são compostos os remédios homeopáticos para animais?

 

Produzidos de maneira quase que oposta aos remédios da alopatia, os medicamentos homeopáticos para pets são fruto da mistura de diferentes ingredientes naturais diluídos em água e álcool.

Para tratar um quadro de diarréia, por exemplo, o homeopata terá na composição de sua fórmula, justamente, os ingredientes que podem desencadear esse tipo de problema em animais sadios. A partir da escolha dos ingredientes, é feito um reagrupamento molecural, que capta a energia das substâncias originais no composto e produz um efeito benéfico ao organismo como um todo, ajudando no seu equilíbrio e, consequentemente, na melhoria de todo tipo de problema.

Plantas e minerais são as principais bases nas composições homeopáticas – que inclui, apenas, substâncias naturais - e ingredientes como arnica, calêndula, ouro, prata, cobre e até veneno de cobra (em alguns casos mais raros) podem ser encontrados na formulação desse tipo de medicação.

Embora não seja levada muito a sério por boa parte da população, a homeopatia para animais já é amparada desde 1995 pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária e, atualmente, a maioria dos serviços e clínicas especializadas no tratamento de pets já conta com profissionais do segmento que oferecem este tipo de atendimento holístico.

 

Quando o tratamento homeopático é indicado para animais?

 

Uma série de complicações pode ser curada ou, pelo menos, ajudada pelos remédios homeopáticos para animais, que têm, ainda, a vantagem de custar bem menos do que os tratamentos mais tradicionais indicados por veterinários. Eficaz em casos que vão da dermatite até a rinite, a homeopatia também tem a capacidade de aliviar sintomas em cães com dores em função de problemas que só podem ser completamente curados com cirurgias (como no caso da displasia coxo femural, do bico-de-papagaio e até da hérnia de disco).

 

remedio-homeopatico-para-animais

 

Como já foi explicado anteriormente, casos crônicos - como o câncer ou tumores em geral - não podem ser curados somente por meio de remédios homeopáticos, no entanto, a qualidade de vida e o bem-estar do pet podem ser bastante melhorados com a ajuda das composições holísticas.

Podendo ser utilizado até mesmo como um complemento no controle da diabetes em animais, a homeopatia para pets age muito bem em questões que envolvem o psicológico e a área comportamental dos bichos, sendo capaz de acalmar animais muito temperamentais e controlar transtornos de conduta.

De acordo com o registro de profissionais da área, animais com episódios de epilepsia também podem ser bastante beneficiados pelo uso de remédios homeopáticos, considerando que hoje já há casos em que a medicação tradicional é substituida por remédios homeopáticos sem causar maiores problemas.

 

Problemas mais comuns tratados pela homeopatia para animais

 

Entre os problemas mais comuns tratados pela homeopatia para animais podemos citar diversos tipos de:

 

  • Dermatite;
  • Artrite;
  • Atrose;
  • Otites;
  • Gastroenterites;
  • Problemas de coluna;
  • Questões psicológicas e comportamentais;
  • Ansiedade;
  • Automutilação;
  • Hiperatividade;
  • Gravidez psicológica em cadelas;
  • Cistites frequentes e outros tipos de complicações urinárias;
  • Alergias e rinites em pets.

 

Em conclusão, é importante saber que - também no caso das medicações homeopáticas - um médico veterinário sempre deve ser consultado antes que qualquer substância seja dada ao seu bicho de estimação, evitando problemas maiores ou mesmo um processo mais lento de tratamento e recuperação. Além disso, é vital que os donos de pets estejam bem informados em relação a todo tipo de medicação que possa ser administrado aos seus amigões, podendo garantir que a cura seja feita da melhor e mais rápida maneira possível.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/homeopatia-para-animais/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
animais, bichanos, cachorros, cães, cão, doenças, felinos, gatos, homeopatia, pets, remédios, saúde

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados