Higiene de cães e gatos em detalhes | CachorroGato

Higiene de cães e gatos em detalhes

Conheça os procedimentos básicos de higiene de cães e gatos, como fazê-los e dicas para que seu pet fique cheiroso e saudável

Igualmente às pessoas, que tem o costume de escovar os dentes logo após as refeições, tomar banho todos os dias, pentear os cabelos, hidratar a pele, aparar (ou depilar) os pelos, cortar as unhas, limpar as orelhas e outros muitos rituais para uma vida saudável, há também uma rotina de higiene de cães e gatos.

A qualidade de vida dos bichinhos depende da limpeza deles, que se estão sujos carregam microorganismos, como bactérias e fungos, capazes de ocasionar os mais diversos tipos de doenças. Então, é primordial a prática da higiene de cães e gatos. O mau-hálito do cão é uma das maiores queixas dos seus donos, porém, é falta de cuidado deles mesmos esta causa, pois a escovação deve ser feita, no mínimo, três vezes por semana. Saiba como ter seu pet “sempre em dia”!

 

O básico na higiene de cães e gatos

higiene-caes-gatos

As unhas dos animais são frágeis, por isso devem ser aparadas por especialistas, que sabem o tamanho certo e necessário, além de terem o cortador de unha para cachorro ou felinos específicos. Deste modo, evita também que haja qualquer machucado, infecção ou inflamação pelo corte errado, já que há um limite entre a lâmina (unha) e um vasinho (aquela parte cor-de-rosa), assim como nos humanos, que no caso seria a “carne”.

Leia Mais: Complexo vitamínico para cães: cuidados indispensáveis

Com esta prática de higiene de cães e gatos, o bichinho fica com mais liberdade para correr, pular, se pendurar, saltar no colo das pessoas sem machucá-las e ainda não prolifera germes nesta parte do seu corpo. Também não corre o risco de quebrar as unhas e ter de ser cuidado posteriormente com curativos e remédios injetáveis. E vale lembrar: a frequência do corte depende da idade do pet. Para isso, sempre fique de olho e veja se ela está grande, então, seja no pet shop ou na visita ao veterinário, peça para que ela seja reduzida.

Outro item fundamental de limpeza são as orelhas. Ela deve ser realizada de 15 em 15 dias, pois quando excessiva, remove a secreção natural que protege contra infecções bacterianas e fúngicas. Use hastes flexíveis de algodão e os produtos próprios para esta tarefa, sempre com muito cuidado, delicadeza e paciência.

Este tipo de higiene de cães e gatos tem de ser feito até o conduto auditivo do peludo, pois o seu tímpano fica em um local distante dali e não será afetado. Entretanto, deve-se lembrar de que este asseio requer sensibilidade e atenção, pois o pet pode querer se mexer ou se coçar e, então, neste caso, acabar se machucando. Sujeiras são comuns de ficarem na haste, mas sangue, pus ou secreção na tonalidade marrom não, por isso, com estes sinais de que algo não está bem, corra para o veterinário!

 

 Xô, mau-hálito! A higiene de cães e gatos na boca        

 

Eles não precisam escovar os dentes depois de todas as refeições, mas é recomendável uma vez ao dia. Além de vários tipos de escovas e cremes dentais exclusivos para eles à venda, o uso de flúor e spray para completar a limpeza e evitar o tártaro deixam o seu amigão com a saúde bucal intacta. (Lembre-se sempre de consultar um especialista para aconselhar se o seu amigão pode usar estes produtos e quais os mais indicáveis neste caso).

Para esta higiene de cães e gatos específica, é preciso calma, pois muitos deles não são fãs. Levante a boca do animal, deixe os dentes expostos e comece a escovação de trás para frente, em movimentos de cima para baixo. Aproveite este momento e veja se ele não está com a gengiva inflamada, pois caso isto esteja acontecendo e não for tratada, pode causar a queda dos dentes, doenças provenientes por bactérias e até uma periodontite, que é irreversível.

 

E o banho? A higiene de cães e gatos além da chuveirada

higiene-cachorros-gatos

Que todo pet tem de tomar banho, passar o secador, ter os seus pelos finalizados e ficar lindo com a gravatinha ou fitinha na cabeça todos sabem. Mas a tosa higiênica também é fundamental para que ele tenha sua parte genital e as patinhas sempre limpas.

Os animais de pelagens compridas podem ficar com seus pelos muito embaraçados, ter estas regiões abafadas, causando o aparecimento de dermatites, micoses e fungos, o que faz cair os pelos, além deste procedimento prevenir o aparecimento de pulgas e carrapatos. Portanto, consulte um profissional capacitado e faça esta tosa sempre que necessário, para que ele esteja continuamente com os lugares necessários aparados e a higiene de cães e gatos em perfeitas condições.

Por fim, os olhos também merecem atenção particular. No banho, a secreção amolecerá e será removida com facilidade, mas no dia a dia deve ser retirada com algodão umedecido na água filtrada ou em soro fisiológico, fazendo movimentos circulares, sempre de dentro para fora. Jamais aplique qualquer outro produto sem orientação do veterinário. E se você observar alterações, corra ao consultório, pois somente ele saberá avaliar o que está afetando a saúde ocular do seu animal.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/higiene-caes-gatos/

Categorias:
Moda e Beleza para Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
animais, cachorros, cães, cuidados, felinos, gatos, higiene, limpar, limpeza, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados