Fungos em Cachorro - Você sabe como são os tratamentos?

Os fungos em cachorro são um problema frequente e com diversos tratamentos. Saiba mais sobre como prevenir seu pet

Fungos em cachorro são mais comuns do que os donos de pets gostariam, no entanto, esse problema já conta com diversas soluções disponíveis no mercado, e também pode ser evitado com alguns passos simples. Facilmente transmitidos entre os cães, as doenças causadas por fungos também são chamadas de dermatofitoses ou micoses caninas, e podem atingir tanto animais como seres humanos.

Fungos em cachorros

Os parasitas mais comuns identificados nos fungos em cachorro são de animais e os que se escondem no solo, chamados, respectivamente, de zoofílicos e geofílicos. Em ambos os casos, a transmissão pode causar lesões, sendo que a gravidade do problema varia de acordo com o grau de evolução do parasita em questão e a imunidade do indivíduo atingido.

Como identificar, prevenir e tratar fungo em cachorros

Alimentando-se de tecidos mortos, como pele e cabelos, os fungos em cães apresentam manchas, queda de pelo, caspa e descamações nos cães, podendo ser diagnosticados facilmente. Orelhas, cauda, face e região ventral (barriga) são alguns dos locais mais comumente infectados, sendo que a presença de falhas circulares nos pelos do animal é uma das características mais vistas em cães acometidos por fungos.

Leia Mais: Como saber se sua cadela está prenha (grávida)

Para a prevenção, é importante que o dono de pets evite a exposição de seu amiguinho a ambientes que possam reunir animais contaminados e faça sempre a limpeza de objetos e locais onde o cão entre em contato com frequência. A quarentena do animal é o primeiro passo para o tratamento de fungos em cachorro, contribuindo para que outros animais e os donos do pet não sejam também atacados por algum tipo de micose.

A tosa do pelo do cão e a aplicação de produtos especiais antifungo devem ser feitas de acordo com a instrução de um médico veterinário, que pode indicar o melhor tratamento para o cachorro e até receitar medicamentos orais para que o animal tenha a erradicação do problema de forma mais rápida e eficaz. Soluções para uso tópico em forma de shampoos, pomadas e sprays também podem ser encontradas no mercado.

Alguns fungos já fazem parte da microbiota dos cães, portanto um bom meio de prevenção é a não exposição dos cachorros a humidade, mantendo o animal e principalmente suas orelhas sempre secas, para além de evitar as dermatofitoses, também evitar as doenças por fungos causadores de otite canina, como a malassezia.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/fungos-cachorro/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
cachorro, cachorros, cães, cão, comum, fungo, fungos, identificar, pele, pet, pets, prevenção, problema, tratamento

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados