Focinho de Cachorro - Mitos e características

Esclareça as dúvidas sobre focinho de cachorro, entenda como ele funciona e como cuidar

Há muitos mitos populares por aí que envolvem o focinho de cachorro com a saúde do pet, mas nem sempre esses mitos são verdadeiros.  O focinho de um cão não é o indicador de seu estado de saúde, são vários fatores que contribuem para indicar que o animal possa estar doente.

Úmido, quente, seco, gelado, várias são as possibilidades do estado de um focinho de cachorro. Ele também pode variar a cor, e isso traz vários outros mitos sobre o que a cor do focinho do cão representa. Entenda o que o focinho do cão quer dizer.

focinho-cachorro

 

Não se define a saúde do cão pelo focinho

Leia Mais: Complexo vitamínico para cães: cuidados indispensáveis

 

Normalmente, o focinho de um cão costuma ser úmido porque os cães transpiram por ele e pela boca. É assim que os cães liberam o calor do corpo e equilibram a sua temperatura corporal, por isso sempre parecem ofegantes. O ar quente sai pelo focinho, se condensa, vira líquido, e consequentemente acaba ficando mais frio, por esse motivo se sente o focinho do cão geladinho ao toque.

É importante saber que o focinho de um cachorro varia durante o dia e a época do ano. Quando o clima está muito quente, ou o cão não está em um lugar com muita circulação de ar, seu focinho tente a ficar mais ressecado, é um fator comum. Os cães costumam acordar com o focinho mais seco do que o normal, e, pela falta de umidade, o focinho acaba ficando mais quente também. O calor do ambiente também aquece o focinho do cão, mas isso não quer dizer que ele esteja doente ou desconfortável.

O estado do focinho do cachorro entra como um entre muitos fatores que podem indicar algum problema de saúde do bichinho, mas o focinho deve estar em um estado muito específico. Normalmente, quando o focinho está muito ressecado e descascando, pode indicar problemas de respiração do cão, por ele não estar transpirando e respirando da forma correta. Junto a esse fator pode-se observar se o cão está comendo direito, se está cansado, letárgico, vários outros fatores. Nesse caso, é bom sim procurar um profissional.

Há a possibilidade também de o cão apresentar o focinho inchado e machucado. Nesse caso, é indicado que o animal seja levado imediatamente ao veterinário, pois ele pode ter sido picado por algum outro bicho ou machucado internamente. Isso pode obstruir a passagem de ar e causar muitos danos à saúde do animal. É preciso tratamento imediato.

 

A cor do focinho também causa polêmica

 

Há raças, como o Pitbull, que nascem com o focinho naturalmente mais claro e rosado. Isso é uma condição da pigmentação da pele do animal. Nesse caso, é bom ter um cuidado extra com a proteção solar do focinho do cão, pois, por ele não ter muita pigmentação na pele do focinho, está mais sujeito a sofrer com queimaduras de sol e irritação.

Se o cão possui o focinho escuro, ele também pode sofrer com os efeitos do sol. Às vezes pode acontecer de o cão aparecer com o focinho mais avermelhado que o normal, e isso causa estranheza e preocupação nos donos. De fato, se o cão está com o focinho avermelhado, não é algo normal. Queimaduras solares ou exposição ao calor excessivo podem avermelhar o focinho do cão, causando irritação e dor. Quando isso acontecer, é indicado a consulta a um veterinário para ele poder indicar um bom remédio para ser usado e aliviar o desconforto do bichinho.

focinho-caes

 

O focinho do cachorro é uma parte delicada do corpo

 

Alguns donos tem dúvidas quanto ao banho, os procedimentos certos e como proteger o focinho do pet ao dar banho em casa.

O focinho, as orelhas e os olhos do cachorro são partes extremamente delicadas que precisam de cuidado extra na hora do banho. Em primeiro lugar é importante procurar um produto hipoalergênico para passar no animalzinho na hora do banho, para não correr o risco de ele desenvolver alergias. Depois, durante o banho, deve-se procurar manter os ouvidos e os olhos do cão afastados de qualquer sabão ou água, pois pode machucar e causar uma verdadeira irritação.

Alguns donos deixam o cão cheirar e esfregar o focinho no sabão, mas isso não é apropriado. O pelo em volta da boca do cão pode ser lavado com água, sem o perigo de o cão ingerir o produto. O focinho em si deve ser mantido longe do sabão, para não correr o risco de o bichinho inspirar água e sabão por acidente.

Ao secar com secador, é importante também o dono manter o ar longe do focinho do cão, para não ressecar e causar desconforto. O pelo da frente da cabeça do cão seca mais rápido que o do corpo, então não é uma preocupação secar aquela área. Sem falar que é extremamente irritante para o cão receber vento quente ou frio nos ouvidos ou no nariz.

É importante cuidar do focinho dos cães e mantê-lo sempre limpo, pois os bichinhos necessitam muito dele para manter a temperatura do seu corpo estável e para transpirar na hora de se divertir com seu dono.

Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/focinho-cachorro/

Sugira novo tema para um artigo
Categorias:
Moda e Beleza para Cães, Saúde do Cachorro
Tags:
cachorros, cães, cão, cuidados, focinho, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados