Como Evitar Acidentes com Pets - 13 lembretes importantes | CachorroGato

Como Evitar Acidentes com Pets - 13 lembretes importantes

Conheça algumas dicas para evitar acidentes com pets, e mantenha seus bichinhos de estimação longe de perigos

Quem tem um bichinho de estimação como parte da família sabe que os cuidados com animais nunca devem cessar, e que para evitar acidentes com pets a atenção dada a eles deve ser constante. Assim como quem tem crianças em casa, os donos de cães e gatos devem estar sempre atentos às bagunças e aventuras de seus pets; que estão sempre em busca de novas maneiras de se divertir.

É justamente esse comportamento ativo e curioso dos animais que tornam os cuidados tão necessários, já que, para eles, qualquer momento sozinho em casa é uma nova oportunidade de explorar territórios desconhecidos e proibidos – que podem acabar causando acidentes dos mais corriqueiros aos mais graves e até letais. Portanto, saber como evitar acidentes com pets deve ser uma prioridade nas casas que abrigam um integrante de quatro patas, garantindo o bem-estar e a despreocupação de toda a família.

evitar-acidentes-com-pets

Alguns ambientes específicos da casa, como a cozinha, podem ser especialmente perigosos para os animais e, com isso em vista, o mercado pet elabora cada vez mais ferramentas e acessórios que podem facilitar bastante a proteção dos cães e gatos mais ousados. No entanto, mesmo com todos os apetrechos disponíveis, os proprietários de bichos de estimação não podem deixar de ficar alertas.

Choques elétricos, ferimentos por objetos quebrados ou em móveis com acabamentos pontiagudos e queimaduras são algumas das ocorrências mais frequentes entre os acidentes domésticos com pets, e o número de opções aumenta bastante quando o animal em questão é um felino.

Levando em conta que a grande maioria dos gatos adora altura, o cuidado com bichanos deve ser redobrado, pois, para eles, até as prateleiras - normalmente cheias de objetos de decoração - são consideradas entre as áreas favoritas para brincadeiras e passeios. Conheça, a seguir, algumas das principais causas de acidentes domésticos com pets, e descubra dicas valiosas para evitar acidentes com bichos de estimação.

Leia Mais: Picada de insetos em cães e gatos

 

Acidentes domésticos com animais

 

O lar que abriga um pet pode ter incontáveis elementos facilitadores de acidentes, e a identificação destes itens é o primeiro passo para evitar que eles se machuquem. Conforme já citado, a cozinha é um dos ambientes preferidos e mais perigosos para cães e gatos, e deve estar no topo da lista de cuidado para os proprietários de pets.

Cheia de facas, fogo e superfícies um pouco altas que deixam os animais loucos de curiosidade, a cozinha oferece diversos riscos de acidente. Pensando nisso, o grupo inglês Just Eat – especializado no serviço de entrega de alimentos – realizou uma pesquisa específica, com mais de 2 mil entrevistados, para descobrir as causas mais frequentes de ocorrências com bichos de estimação neste ambiente.

De acordo com os resultados, os acidentes causados por respingos de água fervente nos animais são os de maior incidência, sendo uma grande preocupação para mais de 70% dos participantes do estudo. A exposição do pet ao forno quente é outro item de grande importância (chamando a atenção de 55% dos proprietários de pets), seguida pela exposição do animal a facas que possam cair de mesas.

Os donos de bichanos que tem em casa um fogão com bocais de cerâmica (que demoram um bom tempo até esfriar depois de desligados) – já podem contar com mais um motivo para ficarem atentos, pois esse tipo de superfície é bastante atraente para os gatos, que podem sofrer queimaduras sérias nas patas ao “explorar” o local.

Objetos diversos - como pratos ou tábuas de madeira - que caem de mesas em cima dos animais também entram na lista de preocupações dos proprietários, assim como a presença de tomadas, que podem ser responsáveis por graves choques nos curiosos bichinhos de estimação. Portas que fecham, cadeiras que caem e espaços pequenos entre os móveis (onde o pet possa ficar preso) não ficam fora da lista, e aparecem entre os últimos fatores de atenção para os entrevistados.

evitar-acidentes-com-gatos

Embora ofereça mais perigos que o restante dos ambientes da casa, a cozinha não é a única causadora de acidentes domésticos com animais; e todo o restante do lar deve ser cuidadosamente inspecionado, a fim de garantir que seu pet fique longe de problemas. A área de serviço, por exemplo, é outro local que deve ser observado, já que os animais podem ter acesso fácil e rápido a produtos de limpeza – que podem ser extremamente tóxicos para os pets – e lixo.

Nos ambientes comuns da casa, a atenção maior deve ser em relação a objetos de decoração que possam cair de superfícies altas e machucar os pets – tanto por cair sobre eles como por se quebrarem e poder causar cortes ou perfurações nas patas dos bichinhos. No caso dos gatos, conforme citamos, as prateleiras também devem ser ponto de foco; pois é muito comum que os felinos subam nelas.

Em toda a casa, a presença de qualquer tipo de fio solto que carregue eletricidade deve ser evitada, já que os pets adoram mexer com qualquer tipo de “corda”, e podem tomar choques e até serem enforcados na hora de brincadeiras. Nos quartos dos donos do bichinho de estimação, objetos que possam ter o cheiro do proprietário devem ser deixados totalmente fora do alcance dos animais – que são atraídos pelo odor do proprietário e podem acabar engolindo todo tipo de apetrecho, como fivelas, elásticos para prender os cabelos, meias e lingeries, entre outros.

Objetos pequenos também merecem atenção, e jamais devem ser deixados a vista e ao alcance dos pets; que podem engolir (e se engasgar) com facilidade com moedas, anéis, brincos e chaves.

O banheiro é outro ambiente da casa quase tão perigoso para os pets quanto as cozinhas. Com medicamentos, lâminas de barbear, loções de substâncias variadas e tesouras, os banheiros de casas com animais devem ser sempre inspecionados (e, de preferência, fechados), garantindo que nenhum tipo de objeto prejudique cães e gatos.

 

Dicas para evitar acidentes com pets

 

Levando em consideração os principais perigos de cada ambiente individual do lar, não fica difícil previnir os acidentes tidos entre os mais comuns e, para ajudar os donos de pets a deixar seus bichinhos de estimação livres de problemas, elaboramos uma lista prática de 13 lembretes importantes, que você confere a seguir:

como-evitar-acidentes-com-caes

  • Tire todo tipo de fio elétrico solto do alcance dos pets, agrupando-os e mantendo-os em local de difícil acesso, já que eles podem dar choques e enforcar os bichos de estimação mais animados.
  • Adquira tampas específicas para tomadas e cubra todas da casa. Os pets são muito curiosos, e podem querer investigar os buraquinhos na parede.
  • Impeça a presença do animal na cozinha enquanto estiver cozinhando ou mexendo com materiais e ferramentas pontiagudas. Ele pode esbarrar em algum lugar e derrubar o objeto sobre si.
  • Certifique-se de que forno e fogão estejam resfriados ao permitir a entrada do pet na cozinha, e de que não haja facas ou objetos de vidro que possam cair de mesas.
  • Recolha todo tipo de enfeite ou objeto pequeno que possa chamar a atenção do pet e deixe-os fora de alcance. No caso dos gatos, essa tarefa é mais difícil (já que eles costumam subir onde querem) e, portanto, objetos que quebrem facilmente ou sejam cortantes não devem fazer parte da decoração dos ambientes por onde ele circula – sendo indicado que fiquem dentro de armários fechados.
  • No banheiro, mantenha tampas de vasos e lixos bem fechadas, e guarde dentro de gavetas qualquer tipo de ferramenta cortante, medicamento ou produto que possa ser tóxico para o animal.
  • Na área de serviço, deixe fora do alcance dos pets qualquer tipo de produto de limpeza, mantenha lixos bem fechados e apetrechos menores (como pregadores) dentro de compartimentos específicos e fechados.
  • Mantenha plantas e flores que possam causar intoxicação ou alergias nos pets fora do alcance.
  • Evite deixar roupas e objetos que tenham seu cheiro jogados pela casa.
  • Coloque proteções contra batidas nas quinas dos móveis que possam machucar o pet.
  • Em apartamentos, instale redes de proteção nas janelas, e certifique-se de que as portas da varanda estejam fechadas sempre (caso não haja telas).
  • Piscinas devem permanecer cobertas, já que nem todo animal é bom nadador, e pode se afogar ao cair na àgua.
  • A atenção deve ser redobrada se sua casa tiver portões elétricos ou com lanças pontiagudas, e uma boa opção para evitar acidentes nestes casos pode ser manter o pet dentro de casa toda vez que alguém for chegar ou sair – pois, o animal pode ser animar demais e acabar machucado pelo fechamento do portão ou por pular sobre ele.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/evitar-acidentes-com-pets/

Categorias:
Comportamento dos Cães, Saúde do Cachorro, Comportamento dos Gatos, Saúde do Gatos
Tags:
acidentes, atenção, bichanos, cachorros, cães, cão, cuidados, evitar, felinos, gatos, pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV- SP 20.567) formada pela Universidade Estadual de Londrina - PR com Especialização em Radiodiagnóstico pelo Instituto Veterinário de Imagem (IVI). Responsável pelo setor de diagnóstico por imagem do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h atuando nas áreas de radiologia, ultrassonografia e ressonância magnética. Dra. Madi é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados