Desmaios em cães e gatos - Como agir nessa hora? | CachorroGato

Desmaios em cães e gatos - Como agir nessa hora?

Entenda os episódios de desmaios em cães e gatos e saiba como agir nessa hora

O desmaio em cães e gatos (ou síncope) refere-se à perda momentânea da consciência com relaxamento dos músculos do animal, que recupera espontaneamente o seu estado normal sem alterações na contratura muscular. 

A motivação mais comum dos desmaios em cães e gatos ocorre em função de falhas no coração - seja por alguma arritmia ou por uma doença do músculo do órgão - que faz com que a pressão sanguínea do animal fique baixa, causando a falta de oxigênio no cérebro. Algumas raças de cães como Schnauzer, Poodle, Pastor Alemão, Boxer, Dogue Alemão, São Bernardo e Dobermann, entre outras, podem ter uma predisposição maior para esse tipo de episódio - enquanto, entre os felinos, as raças de origem asiática tendem a ser mais afetadas. 

Esta perda de consciência pode se originar em função de diversas causas, sendo que as mais comuns são: 

  • Doenças cardíacas
  • Doenças neurológicas
  • Hipoglicemia
  • Anemias
  • Distrição respiratória 

Dito isso, é importante saber que na hora de socorrer um cão ou gato que tenha passado por um desmaio recente é preciso: 

  • Carregar o animal até o meio de transporte, atentando que o pescoço esteja estendido, para facilitar a entrada de ar para os pulmões; 
  • Levar o pet ao hospital veterinário mais próximo para que seja diagnosticado e tratado de maneira adequada. 

Quando originadas por causas neurológicas, o acidente vascular cerebral (AVC) e a convulsão (por narcolepsia, que é caracterizada pelas variações de eletricidade cerebral, sem a presença de tremores musculares) são os motivos principais de perda de consciência aguda. Entre as raças com maior probabilidade de apresentar narcolepsia, estão o Golden Retriever, Labrador, Dobermann, Poodle, Beagle e Daschund. 

Leia Mais: Picada de animais peçonhentos em cães e gatos

Na ocorrência de alteração da glicose no sangue (principalmente quando esta está baixa, denominado uma hipoglicemia), o cérebro não recebe energia o bastante para manter seu funcionamento, e as perdas de consciência podem ocorrer como um modo de o próprio corpo do animal tentar preservar o seu cérebro. 

Ainda nos desmaios em cães e gatos causados por anemias (ou seja, por baixas quantidades de hemácias: células responsáveis pelo transporte de oxigênio para os órgãos), além da diminuição da oferta de oxigênio – que também ocorre no caso de hemorragia - as células cerebrais entram em hipóxia, sofrendo por não receber oxigênio e provocando a perda da consciência do animal. 

Dificuldades respiratórias ou doenças pulmonares também podem levar a perda de consciência pelo motivo de não conseguir captar o oxigênio do meio ambiente e transportá-lo para o sangue com a respiração – já que, desta forma, o oxigênio também não chega de forma adequada ao cérebro.

Para se chegar a uma causa concreta do desmaio em cães e gatos, uma avaliação com um cardiologista veterinário se faz necessária; sendo que consultas com neurologistas e hematologistas também podem ser indicadas para que se chegue a um diagnostico mais preciso. 

Na ocorrência desse tipo de episódio, portanto, é de extrema importância que se busque um hospital veterinário bem estruturado e que tenha condições de receber um cão ou gato que tenha apresentado o quadro – contando com médicos veterinários capacitados para diagnosticar as causas do problema e indicar o melhor tratamento. 

Para tratar o problema, podem ser necessários tratamentos com o uso de oxigênio, soros e medicações; sendo que, para a realização de um diagnóstico concreto, exames de imagem como ultrassonografia, radiografia, tomografia e ressonância magnética ao, geralmente, indicados – além de exames de sangue e a avaliação do coração do animal por meio de eletrocardiograma e ecocardiograma. 

 



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/desmaios-caes-gatos/

Categorias:
Saúde do Cachorro, Saúde do Gatos
Tags:
desmaio em animai de estimação, desmaio em cachorros, desmaio em cães e gatos, desmaio em felinos, desmaio em pets

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médica Veterinária (CRMV-SP 25380) formada pela Fundação Municipal de Ensino Superior de Bragança Paulista (FESB). Especialização em Emergências e Terapia Intensiva pela Universidade Federal do Semi-Árido (UFERSA). Prêmio internacional em concurso de Bem-Estar Animal pela World Society for the Protection of Animals (WSPA). Responsável e membro da equipe de médicos veterinários intensivistas do Intensive Home Care, atuando nas áreas de emergência e terapia intensiva, na região de São Paulo.

Artigos Relacionados