Dentista de Cachorros - Cuidados com a saúde bucal canina | CachorroGato

Dentista de Cachorros - Cuidados com a saúde bucal canina

Com o grande aquecimento do mercado direcionado aos animais, cresce a atuação do dentista de cachorros no mundo pet

Assim como um médico veterinário é parte imprescindível na vida de um pet, o dentista de cachorros, que também é um médico veterinário, representa um papel importante na vida dos animais. Tendo a região oral como uma das principais causadoras de problemas e doenças, os cães necessitam de atenção especial para seus dentes e genvivas, e o mercado direcionado ao mundo dos pets ganha cada vez mais profissionais do segmento, garantindo que seu amigão possa ficar com a saúde bucal em dia.

Embora a boca dos cães seja uma parte que requer cuidados específicos, muitos donos de cães acabam deixando essa região um pouco de lado na hora de realizar higienizações e limpezas em seus pets devido a grande dificuldade envolvida no processo. Por isso, o aumento de dentistas de cachorros no mercado pet chega como uma boa solução para diversos problemas. Com ele, os donos bichinhos de estimação podem garantir o aprendizado para manter a saúde oral de seus amigões; e os animais com complicações prévias já têm a quem recorrer para tratar e previnir doenças relacionadas a esta área tão delicada.

Tendo em vista que até 85% dos cães em fase adulta – acima dos cinco anos de vida - tem de lidar com algum tipo de problema dentário, fica ainda mais clara a ideia de que esse tipo de cuidado deve ser levado em conta e ser constante na vida dos pets, assim como o hábito de banhos e tosas higiênicas.

dentista-cachorros

 

Assim como os seres humanos, os cachorros também passam por uma fase onde acontece a troca de dentição, que se inicia por volta dos cinco meses de vida do animal. É justamente a partir desse período que a saúde bucal dos cães deve passar a ser tratada como uma prioridade, e os pets devem ter seus dentes escovados diariamente para previnir problemas.

Leia Mais: 3 motivos por que meu cachorro está mancando

O mercado já conta, hoje, com uma série de produtos e ferramentas específicas para o tratamento e a limpeza dos dentes de cães, permitindo que a higienização da boca de seu pet seja feita em casa. No entanto, assim como no caso das pessoas, é importante que o pet faça uma visita ao dentista de cães pelo menos uma vez ao ano, podendo, desta forma, identificar complicações que ainda não apresentam sintomas e manter saudáveis os bichos de estimação caninos.

Confira, neste artigo, um pouco mais sobre os dentistas veterinários e essa profissão essencial para a vida de cachorros de todas as idades, e saiba por que é tão importante cuidar dessa região específica do seu cãozinho, evitando o desenvolvimento de uma série de problemas para a saúde do seu pet.

 

O dentista veterinário

 

Ao longo da última década, cada vez mais pessoas buscam algum tipo de especialização na medicina veterinária, apostando no crescimento da procura por este tipo de profissional que, até pouco tempo atrás, não era muito comum. Tendo em vista que os dentistas de humanos não tem a formação necessária para tratar dos dentes de cachorros, há muitos profissionais do ramo veterinário que acabam deixando de lado a atuação de uma maneira geral para focar apenas na saúde bucal canina e, com isso, cresce o número de estabelecimentos voltados para este mercado específico, criando a profissão de odontologista veterinário.

Hoje, para encontrar no Brasil um lugar confiável para tratar dos dentes do seu pet, já é possivel consultar a Associação Brasileira de Odontologia Veterinária, que disponibiliza uma lista de associados indicados, facilitando a vida de quem tem um cãozinho em casa e deseja livrá-lo de problemas.

 

saude-dentaria-canina

 

Assim como os que praticam a odontologia humana, o dentista de cachorros também conta com as subdivisões específicas de Periodontia, que trata de processos inflamatórios e de infecção nas gengivas; Endodontia, que tem foco especial na polpa dentária e nos variados canais e tecidos da região; e Ortodontia, que cuida de questões envolvendo a posição alterada de dentes e maxilar (e, sim, pode até levar seu cãozinho a usar um aparelho). Mas na maioria das vezes um Odontologista Veterinário acaba suprindo todas estas áreas.

Como os cães dificilmente apresentam sinais de dor nos dentes (com exceção de algum incômodo na hora da alimentação), é preciso que, além da higienização frequente, sejam feitas “inspeções” constantes na boca do seu pet, para que qualquer sinal de alteração ou inflamação possa ser detectado rapidamente e tratado o mais rápido possível.

Embora haja técnicas e métodos que podem ser realizados em casa e ajudar na prevenção de doenças bucais nos cachorros, somente um especialista pode tratar questões mais sérias e ensinar a maneira correta de fazer a higienização na cavidade oral de seu pet. Além disso, somente um dentista de cachorros contará com todo o equipamente necessário para realizar extrações e cirurgias na boca do animal se isso se fizer necessário.

Nesse tipo de procedimento, anestesias gerais costumam ser usadas nos cães, pois, pela incapacidade do animal de se manter parado, é preciso que uma intervenção medicamentosa seja feita, enquanto o profissional pode acompanhar todos os sinais vitais do pet durante o procedimento e garantir o seu bem estar. O mais indicado é sempre que seja usada a anestesia inalatória durante o procedimento.

 

Os sintomas e problemas mais comuns da saúde bucal canina

 

Como os cães raramente apresentam sinais comportamentais de dor nos dentes, pode ser difícil identificar um problema em sua saúde bucal até que este já esteja em fase avançada. No entanto, a partir de alguns sintomas mais claros, é possível notar a formação de complicações na boca dos cachorros e, portanto, alguns pontos específicos devem ser bem observados.

Embora seja realtivamente comum, o mau hálito dos cães pode ser um indicativo de problemas na sua saúde bucal, assim como gengivas vermelhas demais, saliva viscosa e a presença de sangue – tanto de aparecimento espontâneo (na saliva, por exemplo) como em marcas nos brinquedos que o animal costuma morder. Assim como orifícios abaixo do olho com secreção também podem indicar uma fístula dentária e secreção nasal recorrente que pode indicar uma comunicação oronasal, estas últimas acontecem em quadros mais avançados da doença periodontal.

Caroços e inchaços na boca do cão, dificuldade em abocanhar a comida, mastigação em apenas um lado da boca e a perda de dentes também são sintomas de problemas bucais, que podem se manifestar, ainda, por meio de corrimentos nasais e espirros.

 

escovar-dentes-caes

 

Muitos dos problemas bucais comuns a humanos também podem ocorrer nos animais caninos, sendo que o tártaro é um dos mais frequentes. Causado pelo acúmulo de placa bacteriana nos dentes do cão, o tártaro deixa a sua superfície alterada, o que acaba facilitando ainda mais o acúmulo de bactérias e sujeiras no local.

A gengivite canina também está entre os problemas mais comuns relacionados à boca dos cachorros e, além de poder causar a perda dos dentes do animal (que ficam prejudicados pela inflamação), pode ainda fazer com que bactérias entrem em contato com a sua corrente sanguínea por meio de feridas, e isso pode levar a outras complicações na saúde do pet como um todo, afetando, inclusive, órgãos vitais como rins, fígado e até coração.

Para se ter uma ideia da gravidade que esse tipo de doença pode alcançar, um caso de gengivite canina avançado nos dentes superiores do animal pode acabar com a parte óssea que há entre a cavidade nasal e oral do cão; causando problemas que vão muito além da simples perda de dentes – que, apesar de ser ruim para seu pet, não o impedirá de comer normalmente, já que os cães não mastigam todo o alimento que comem, necessariamente.

Outro problema que acomete bastante os cães (assim como os seres humanos) ocorre na fase de troca de dentição do animal. Em muitos casos, mesmo quando os novos dentes do cachorro já despontaram em sua boca, os dentes de leite se recusam a cair e, para resolver essa questão, é necessário que a extração seja feita por um profissional, este dente que não caiu é chamado de dente descíduo.

Luxações e fraturas no dente, maxilar ou mandíbula também podem ocorrer nos cães – em função de impactos fortes, na maioria dos casos - assim como o câncer de boca e, também nesse tipo de complicação, somente um dentista veterinário poderá apontar os procedimentos corretos para tratar o problema.

 

Prevenção de problemas bucais em cães

 

A simples higienização diária da boca dos cachorros já pode previnir a maioria dos problemas bucais caninos. Portanto, é muito importante que os donos de pet saibam como realizar essa tarefa da maneira mais adequada, e que os levem a uma consulta com um dentista de cães pelo menos uma vez ao ano, garantindo uma saúde bucal em dia para o pet.

Escovas e cremes dentais específicos para cães já podem ser encontrados com facilidade no mercado pet e, contando com estas ferramentas, basta apenas um pouco de paciência para manter limpa a boca do cachorro. Alimentá-lo com rações de qualidade e oferecer brinquedos que ajudam a não acumular comidas nos dentes (como os famosos ossinhos ou bolinhas duras de borracha) também são bons complementos para evitar problemas nos dentes dos cães.

 

O profissional Odontologista Veterinário

 

Durante muito tempo, assim como outros tipos de especialidades, a odontologia era feita por cirurgiões gerais. Hoje, com o avanço das técnicas e aparelhagem específica, muitos profissionais especializados em Odontologia Veterinária, através de cursos de especialização, mestrado e até doutorado, vem se destacando com um serviço diferenciado para todos os tipos de tratamentos orais, além de cirurgias em toda a região da face canina. Existem hoje centros médicos veterinários que só trabalham com odontologia, por isso é muito importante a perícia do clinico no momento do encaminhamento para a intervenção cirúrgica.



Link deste artigo: http://www.cachorrogato.com.br/cachorros/dentista-cachorros/

Categorias:
Saúde do Cachorro
Tags:
bucais, bucal, cachorros, cães, cão, dentária, dentistas, pets, saúde, tratamentos

ATENÇÃO: Esse conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta a um médico veterinário ou serviço especializado. Encontre um fornecedor próximo a sua casa.

Sobre o autor

Médico Veterinário (CRMV- SP 10.687), formado pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia - Unesp com Pós Graduação em Oncologia Veterinária pelo Instituto Bioethicus e Pós Graduação em Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais pelo Instituto Qualittas. Responsável pelo setor de Oncologia Médica e Cirúrgica do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h. Dr. Toyota é integrante da equipe de Veterinários do portal CachorroGato e também responde por dúvidas na ferramenta Dr. Responde.

Artigos Relacionados